Mercado abrirá em 1 h 36 min
  • BOVESPA

    106.419,53
    -2.295,02 (-2,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.206,59
    +372,79 (+0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,47
    -1,18 (-1,39%)
     
  • OURO

    1.788,20
    -5,20 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    58.815,14
    -3.922,36 (-6,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.413,29
    -91,86 (-6,10%)
     
  • S&P500

    4.574,79
    +8,31 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    35.756,88
    +15,73 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.258,59
    -19,03 (-0,26%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    -409,53 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    29.098,24
    -7,77 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.531,00
    -14,00 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4512
    -0,0029 (-0,04%)
     

Conheça a Stella Vita, a 1ª "casa solar" sobre rodas do mundo

·3 minuto de leitura

Os conceitos de trailer e de motorhome acabaram de ser atualizados. Os responsáveis foram os holandeses da Solar Team Eindhoven, que criaram a Stella Vita, primeira casa solar sobre rodas do mundo. A organização sem fins lucrativos faz parte da Universidade Tecnológica de Eindhoven e é formada por 26 alunos da instituição.

Depois de criar um carro pequeno movido a energia solar, batizado de Stella Lux, o grupo resolveu ampliar, literalmente, o projeto. Assim nasceu a ideia de desenvolver a Stella Vita, veículo que é uma mistura de trailer e motorhome, 100% movido a energia solar.

Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven
Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven

Tijn Ter Horst, um dos principais membros da equipe, e que também integra o time de engenharia mecânica na universidade, afirmou que o projeto foi desenhado para suprir todas as necessidades de quem sonha, literalmente, em viver pelas estradas, mas não quer abrir mão das modernidades.

Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven
Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven

A Stella Vita é equipada com uma cama, uma geladeira pequena, um banheiro, um sofá e uma pequena área para cozinhar, além, claro, de pontos para carregar equipamentos eletrônicos. Tudo movido a energia solar.

Como funciona a Stella Vita?

Segundo os responsáveis pelo projeto, a casa sobre rodas é autossustentável, ou seja, gera energia suficiente para pegar a estrada, tomar banho, fazer café, assistir a TV e carregar seu notebook ou smartphone, em um percurso que pode alcançar até 730 quilômetros em dias ensolarados. Isso tudo por meio de vários painéis solares instalados no telhado da casa... Ou seria do carro?

Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven
Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven

Há, no entanto, limites a serem respeitados. “Você não tem energia infinita, então precisa escolher como usá-la”, alertou Horst. Isso significa que tomar banho, fazer café ou assistir a TV com o veículo parado são tarefas que consumirão tempo de viagem.

Com a casa sobre rodas parada, o tempo de carregamento apenas pela luz solar pode chegar até a quatro dias. Se a ideia dos proprietários, no entanto, não é a de realizar longas pausas, o processo pode ser acelerado de uma maneira tradicional, plugando a Stella Vita nas tomadas de estações de carregamento.

Bate-volta

Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven
Imagem: Divulgação/Bart van Overbeeke, Solar Team Eindhoven

Os moradores de Eindhoven terão a chance de ver a casa sobre rodas em ação nos próximos dias, já que está planejada uma viagem de 3.000 quilômetros para apresentar a Stella Vita de forma oficial. A partir de domingo (19), o pessoal da Solar Team vai encarar a estrada de Eindhoven até o Sul da Espanha, em um bate-volta prolongado.

Se você se empolgou com o projeto e já quer saber como fazer para sair do apartamento e passar a “viver em movimento”, pode desacelerar, pois ainda não há previsão de a Stella Vita ser produzida em série. E nem se isso realmente vai rolar.

Segundo Tjin Ter Horst, os consumidores precisam, primeiro, se acostumar com a ideia (e com o visual estranho) da casa sobre rodas. Depois disso, se for viável, ela poderá chegar ao mercado em, no mínimo, 5 anos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos