Mercado abrirá em 6 h 11 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,89
    +0,25 (+0,35%)
     
  • OURO

    1.777,40
    +8,40 (+0,47%)
     
  • BTC-USD

    32.714,72
    -2.891,33 (-8,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    810,76
    -129,19 (-13,74%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.450,99
    -350,28 (-1,22%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    14.061,00
    +26,00 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0134
    -0,0227 (-0,38%)
     

Conheça Ruth de Souza, atriz homenageada pelo Google no doodle desta quarta (12)

·2 minuto de leitura

Nesta quarta-feira (12), aqueles que passarem pelo buscador do Google vão dar de cara com uma homenagem à Ruth de Souza, atriz considerada primeira-dama negra do teatro, da televisão e do cinema brasileiros nascida em 1921. Mas quem foi ela?

Ruth de Souza protagonizou uma carreira de mais de 60 anos de televisão, enraizada na paixão pelo cinema que surgiu nos seus nove anos de idade e que floresceu enquanto assistia a Tarzan, o Filho das Selvas (1932). A atriz foi a primeira artista negra a se apresentar nos palcos do Teatro Municipal do Rio, estreando na peça O Imperador Jones, de 1945.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Anos depois, Ruth de Souza também figurou como a primeira protagonista negra da TV brasileira em A Cabana do Pai Tomás, de 1969, na Globo. Na época, o programa teve recepção tumultuada pela escalação do ator Sérgio Cardoso para a interpretar o papel de homem negro.

Dentre as 30 obras de TV com participação da atriz estão Helena (1975), Sinhá Moça (1986), Os Trapalhões (1986) e sua carreira foi encerrada em Se Eu Fechar os Olhos Agora (2018), aos 96 anos. No teatro, foram mais de 25 peças ao longo de toda a sua trajetória.

Centenário de Ruth de Souza ganha homenagem no Google (Imagem: Reprodução/Arquivo Nacional)
Centenário de Ruth de Souza ganha homenagem no Google (Imagem: Reprodução/Arquivo Nacional)

“Tudo é uma questão de educação”

Dentro e fora das telas e personagens, Ruth de Souza foi uma importante figura no combate ao racismo. Devido à sua carreira majoritariamente composta por papeis de coadjuvantes, a atriz se alegrava ao ver Lázaro Ramos e Taís Araújo como protagonistas. "Falei para Lázaro: Vocês estão realizando um sonho que eu tive" confessou em uma entrevista ao UOL em 2016. Sua principal luta era para desmontar os estereótipos relacionados às pessoas negras no Brasil.

Na mesma conversa, Ruth relatou ter sofrido racismo no trabalho. "Mas eu sempre tive consciência de tudo, e Deus me ajudou", comentou. Segundo ela, os problemas eram evidentes quando atores brancos precisavam se pintar para fazer papel de negro. Sucinta ao comentar sobre as feridas do racismo ainda abertas, a atriz disse apenas que "tudo é uma questão de educação".

No dia de hoje, Ruth de Souza completaria 100 anos. A atriz faleceu em julho de 2019, aos 98 anos, enquanto tratava uma pneumonia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos