Mercado abrirá em 5 h 44 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,33
    +0,88 (+1,17%)
     
  • OURO

    1.738,20
    -13,80 (-0,79%)
     
  • BTC-USD

    42.110,11
    -1.703,43 (-3,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.041,75
    -59,77 (-5,43%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.053,58
    -9,82 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    24.617,41
    +408,63 (+1,69%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    15.063,25
    -131,50 (-0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2839
    -0,0229 (-0,36%)
     

Conheça a Ola S1, moto elétrica que custa menos de R$ 10 mil

·2 minuto de leitura

As motos elétricas devem se popularizar mais rápido do que os automóveis devido ao seu custo de produção e manutenção bem inferiores; e alguns mercados estão bem adiantados dentro desse segmento. Na Índia, acabou de ser lançada a Ola S1, uma scooter que terá autonomia de 181 quilômetros, velocidade máxima de 115 km/h e preços que serão de, no máximo, R$ 10 mil, menos do que muitas motocicletas a combustão.

Produzido pela Ola Electric, a S1 terá duas versões: a mais barata, que parte de R$ 5.500, tem motor elétrico de 8,5 kW e 5,9 kgf/m de torque, que faz a scooter alcançar velocidade máxima de 90 km/h e ir de 0 a 60 km/h em apenas 7 segundos, com autonomia de 120km; e a mais cara, que custa R$ 9.200, equipada com o mesmo motor, mas que pode chegar a 115 km/h e rodar até 180km graças à bateria de 4kWh (contra 3kWh do outro modelo).

Para abastecer a S1, a Ola Electric manda com o produto um carregador portátil de 750W, que dá carga completa na moto em apenas 4,5 horas. A empresa, porém, já prometeu que irá disponibilizar um sistema mais rápido de recarregamento em breve, capaz de dar 80% de autonomia à scooter em apenas 18 minutos. Além disso, há a promessa da criação de uma rede de recargas espalhadas pelas principais cidades do país, com 5 mil postos em 300 localidades.

Já no design, a Ola S1 se destaca pela modernidade e seus ótimos equipamentos, presentes em modelos bem mais caros, como o conjunto óptico em LED, central multimídia de 7 polegadas, piloto automático, navegação GPS, comandos remotos pelo smartphone, entre outros. Tudo isso coligado pelo sistema operacional MoveOS, abastecido por um processador octa-core de 1,8 Ghz e 3GB de RAM.

Design moderno e bom desempenho são atrativos da Ola S1 (Imagem: Divulgação/ Ola Electric)
Design moderno e bom desempenho são atrativos da Ola S1 (Imagem: Divulgação/ Ola Electric)

Disponibilidade

A Ola S1 está em pré-venda na Índia e suas entregas começam em outubro. Não há previsão da chegada dos modelos ao Brasil e outros países.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos