Mercado abrirá em 3 h 14 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,07
    +0,63 (+0,76%)
     
  • OURO

    1.783,30
    +17,60 (+1,00%)
     
  • BTC-USD

    61.944,83
    +272,74 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.446,81
    -4,83 (-0,33%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.207,17
    +3,34 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.324,75
    +34,25 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4123
    +0,0208 (+0,33%)
     

Conheça o país que acoberta seus próprios casos de covid-19

·2 minuto de leitura

Mesmo a essa altura da pandemia, alguns países afirmam a inexistência de casos de covid-19 em sua população. É o caso da Coreia do Norte, que inclusive chegou a rejeitar ofertas externas de vacinas. É também o caso do Turcomenistão. No entanto, fontes independentes sugerem que o país em questão não apenas conta com casos da doença, como atualmente experimenta sua terceira onda.

Recentemente, um rapaz de nome fictício Sayahat Kurbanov contou seu caso para o mundo: apresentava todos os sintomas da covid-19, ainda que no país não existisse nenhum outro paciente diagnosticado oficialmente com a doença. Quando Kurbanov ligou para a emergência, o médico alegou que ele estava com pneumonia. O homem chegou a fazer um teste na farmácia que apontou "positivo", e descobriu que nunca receberia uma comprovação impressa desse diagnóstico. Isso porque testes com resultado positivo não são notificados oficialmente no país.

A própria mídia do Turcomenistão já chegou a notificar casos de covid-19, como o site de notícias Turkmen.news, que apontou 60 mortes. No entanto, a população em tem medo de falar, e as autoridades simplesmente não divulgam casos de covid. Isso porque um país sem a doença é a principal propaganda do governo.

(Imagem: Freepik/tawatchai07)
(Imagem: Freepik/tawatchai07)

No ano passado, um diplomata turco que estava na capital do Turcomenistão, Ashgabat, chegou a ser diagnosticado com pneumonia, mas hospitais turcos e todos confirmaram que ele tinha covid-19, quando sua esposa falou os sintomas e mostrou algumas radiografias de tórax. O país só autorizou a transferência do diplomata para a Turquia depois que ele morreu. E a história fica ainda mais chocante: o corpo do diplomata foi embalsamado e os peritos não conseguiram encontrar vestígios de covid-19.

Como se não bastasse, o governo fez um alerta à população, recomendando a utilização de máscaras faciais por causa da poeira no ar, sem mencionar em momento algum, a existência de covid-19 no país.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos