Mercado fechará em 4 h 36 min

Conheça o exoplaneta que tem o tamanho de Marte e a composição de Mercúrio

·2 min de leitura

O exoplaneta GJ 367 b, um mundo de tamanho parecido com o de Marte e de composição semelhante à Mercúrio, foi descoberto por astrônomos do Massachusetts Institute of Technology graças ao telescópio espacial TESS. O planeta extrassolar orbita uma estrela localizada a 31 anos-luz de distância do Sol.

O GJ 367 b é classificado como um planeta de período curto (USP, na sigla em inglês), que completam uma órbita em menos de 24 horas, mas este completa uma volta ao redor de sua estrela hospedeira em apenas 8 horas. Além do tamanho aproximado de Marte, ele tem matade da massa da Terra, sendo um dos planetas mais leves já descobertos.

Conceito artístico da estrela GJ 376 o exoplaneta GJ 376 b (Imagem: Reprodução/MIT)
Conceito artístico da estrela GJ 376 o exoplaneta GJ 376 b (Imagem: Reprodução/MIT)

Sua grande proximidade com sua estrela hospedeira permitiu que os astrônomos determinassem que ele é um planeta rochoso e provavelmente abriga um núcleo sólido de ferro e níquel, como acontece em Mercúrio. Ele também recebe 500 vezes mais radiação do que a Terra recebe do Sol, onde seu lado diurno atinge temperaturas de até 1.500 °C.

Com temperaturas extremas, qualquer atmosfera substancial teria evaporado há muito tempo, bem como qualquer possível sinal de vida. Além disso, há chances de que o exoplaneta tenham alguns companheiros possivelmente habitáveis. “Para esta classe de estrela, a zona habitável seria algo entre uma órbita de duas a três semanas”, explicou George Ricker, membro da equipe.

Descobrindo o exoplaneta

A descoberta do exoplaneta foi possível graças ao Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS) da NASA. O TESS observa o céu em busca de mudanças no brilho das estrelas mais próximas para descobrir planetas através do método do trânsito.

O brilho observado da estrela reduz quando um planeta passa a sua frente a partir da observação do telescópio TESS (Imagem: Reprodução/Goddard Space Flight Center/NASA)
O brilho observado da estrela reduz quando um planeta passa a sua frente a partir da observação do telescópio TESS (Imagem: Reprodução/Goddard Space Flight Center/NASA)

Durante um mês em 2019, o TESS analisou uma região do céu que incluía a estrela hospedeira do exoplaneta, a GJ 376. Após uma série de testes para confirmar se o trânsito não se tratava de um “falso positivo”, a equipe liderada por Ricker conseguiu determinar a natureza do GJ 367 b.

Utilizando o High Accuracy Radial Velocity Planet Searcher (HARPS), um instrumento do Observatório Europeu do Sul (ESO), localizado no Chile, os astrônomos determinaram que o exoplaneta tem 72% do diâmetro Terra e e 55% de sua massa.

As análises também indicaram um núcleo de ferro que provavelmente constitui 86% do interior do planeta. “Estamos encontrando um planeta do tamanho de Marte que tem a composição de Mercúrio”, acrescentou a equipe. Exoplanetas como GJ 367 b são fundamentais para compreender como planetas de período ultracurto surgem.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos