Mercado fechará em 2 hs
  • BOVESPA

    113.218,08
    -846,28 (-0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.269,71
    -194,56 (-0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,04
    +0,74 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.750,40
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    41.982,87
    -2.854,65 (-6,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.041,39
    -61,67 (-5,59%)
     
  • S&P500

    4.445,33
    -3,65 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    34.737,36
    -27,46 (-0,08%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.275,00
    -28,50 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2557
    +0,0307 (+0,49%)
     

Conheça o criador do perfil 'Sou eu nas Olimpíadas' que bomba nas redes sociais

·2 minuto de leitura

Acompanhar as Olimpíadas é um teste para cardíacos, não é verdade? Um dos bordões mais conhecidos do narrador Galvão Bueno, “Haja coração!”, tem sido uma constante para a torcida brasileira. A fim de trazer um pouco de humor para esse clima de nervosismo que inevitavelmente marca as competições do maior evento esportivo do mundo, o jovem Fábio Santana, de 24 anos, idealizou o perfil “Sou eu nas Olimpíadas” no Instagram. Em menos de duas semanas, ele conquistou mais de meio milhão de seguidores.

Veterano no ramo, o digital influencer que tem uma das páginas mais famosas do Brasil, a “Sou eu na vida”, com mais de 16 milhões de fãs, decidiu produzir conteúdo específico sobre esportes para partilhar o seu entusiasmo pelos valores olímpicos.

— Eu cobri os Jogos do Rio, em 2016, e foi um sucesso danado. Este ano, desmembrei do “Sou eu na vida” e a estratégia bombou — empolga-se.

Praticante de futebol, handebol e basquete no colégio, Fábio explica que não tem uma fonte única de inspiração para a produção dos posts engraçados. Ele diz que alguns memes podem vir prontos.

— Quando a TV Globo divulgou as reações do Galvão na medalha de prata da Rebeca Andrade, não precisei fazer nada, só postar. Em outros casos, busco situações do cotidiano e dos próprios Jogos. Tenho um estoque de imagens para cada ocasião — explica o carioca, que conta com uma equipe que o auxilia nas postagens.

Atento à falta de incentivo a muitos atletas no país, Fábio frisa que sempre tenta buscar o lado positivo da participação deles nas Olimpíadas:

— Só de participar de uma competição desse tamanho eles já são heróis. Nós não temos os mesmo recursos que outros países, então busco incentivá-los no perfil, independentemente de medalha.

Os Jogos acabam no próximo domingo, mas o morador de Nilópolis avisa que o perfil vai continuar ativo mesmo após o fim do evento:

— Vamos continuar dando informações, juntando memes e notícias sobre Paralimpíadas e eventos esportivos. Acho que asse match deu muito certo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos