Mercado abrirá em 7 h 31 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,13
    -1,53 (-1,85%)
     
  • OURO

    1.801,40
    +2,60 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    59.058,68
    -2.151,36 (-3,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.415,26
    -59,07 (-4,01%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.604,81
    -23,93 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.800,69
    -297,55 (-1,02%)
     
  • NASDAQ

    15.619,25
    +32,00 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4263
    +0,0016 (+0,02%)
     

Conheça 7 sites de busca que priorizam a privacidade

·8 minuto de leitura

Mesmo se você não tiver nada para esconder, fazer buscas no Google pode ser um pouco irritante.

Às vezes o assunto é um pouco mais pessoal, como uma dúvida relacionada à saúde ou uma questão financeira; ou você só quer pesquisar um produto que não vá alimentar uma enxurrada de Google Ads. Em todos esses casos, é muito bom pesquisar na internet sem ter uma Big Tech registrando cada passo.

Para preservar a sua privacidade na web, essas alternativas privadas não registram o histórico de buscas. Conheça abaixo os prós e contras de alguns sites.

DUCKDUCKGO

DuckDuckGo promete nunca criar um histórico pessoal de pesquisas, e não coleta informações sobre o seu computador que possam ser usadas para identificá-lo. É um site mais sofisticado, com amostragens de resultados dedicados para vídeos, receitas e compras. Ele também oferece uma variedade de opções extras de privacidade, como a capacidade de ocultar pesquisas do URL e da barra de endereço — e, por extensão, do histórico do seu navegador.

Mas, como a maioria dos mecanismos de pesquisa privados, os resultados podem parecer menos abrangentes do que o Google, especialmente à medida que suas buscas ficam mais detalhadas. Ele não exibe as datas de publicação do artigo em seus principais resultados de pesquisa, por exemplo.

Dados coletados: Por padrão, DuckDuckGo não armazena cookies, mas o fará para lembrar suas configurações de pesquisa se você alterá-las. Ele agrega anonimamente as consultas dos usuários para identificar problemas, como erros de ortografia. Para resultados de pesquisa local, DuckDuckGo identifica uma localização aproximada usando o endereço IP — ou um local preciso em dispositivos móveis, se você optar — mas não armazena esses dados depois de usá-los para fornecer informações.

Fontes de pesquisa: os links de resultados vêm principalmente do site Bing da Microsoft, mas o DuckDuckGo usa centenas de outras fontes para suas páginas de categoria e respostas.

Recursos extras de privacidade: DuckDuckGo oferece navegadores móveis e extensões de desktop com controles de rastreamento, junto com configurações adicionais para reduzir ainda mais a coleta de dados.

Como ganha dinheiro: DuckDuckGo inclui anúncios em seus resultados de pesquisa e adiciona códigos de afiliados a alguns links (como Amazon e eBay) para ganhar uma comissão de vendas sobre os itens comprados pelo usuário.

BRAVE SEARCH

Ainda em fase beta após o lançamento em junho, o Brave Search já é uma alternativa viável ao DuckDuckGo, à medida que também não mantém nenhum registro do seu histórico de pesquisas. As páginas de resultados são elegantes e realistas sobre seus pontos cegos; cada página inclui um link para a mesma consulta no Google, caso não esteja satisfeito com o que apareceu no Brave. Você também pode definir manualmente um código postal para obter resultados locais sem compartilhar seu endereço IP.

Por outro lado, o carregamento é um pouco lento e as categorias de pesquisa são limitadas a notícias, imagens e vídeos.

Dados coletados: a Brave coleta algumas métricas anônimas, como frequência de pesquisa, comprimento da consulta e se a pesquisa leva a um clique no link, e usa temporariamente seu endereço IP para fornecer resultados de pesquisa locais. Ambas as opções podem ser desativadas.

Fontes de pesquisa: Brave está construindo seu próprio index.html , mas mistura os resultados do Google e do Bing se o index for insuficiente. Uma porcentagem de “independência de resultados”, acessível através do menu de configurações do Brave, mostra a frequência com que isso acontece.

Como ganha dinheiro: Brave planeja oferecer uma versão gratuita com publicidade e uma versão paga sem publicidade de seu mecanismo de busca no futuro.

STARTPAGE

O Startpage obtém seus resultados de pesquisa do Google por meio de um acordo exclusivo com o gigante das buscas, e sua lista direta de links azuis se parece muito com o que o Google costumava ser — para melhor ou pior. Embora tenha páginas separadas para imagens, vídeos e notícias, carece dos tipos detalhados de widgets de resposta, amostras de vídeo e agrupamento de páginas que você encontra em outros mecanismos de pesquisa modernos.

Ainda assim, é uma maneira interessante de obter resultados semelhantes aos do Google de forma privada e exige mais etapas para minimizar a coleta de dados do que alguns de seus rivais. Por exemplo, ele não inclui sua consulta em seus URLs ou títulos de página, então eles não aparecem no histórico do seu navegador e não registra os endereços IP, a menos que pense que você é um robô pesquisando em volumes extremamente altos. Você também pode clicar no botão “Visualização Anônima” em qualquer resultado da pesquisa para carregar a página através de um servidor proxy, evitando que ele te identifique.

Dados coletados: o Startpage mantém estatísticas agregadas que não estão vinculadas a usuários individuais, como sistemas operacionais, navegadores e idiomas que os visitantes estão usando. Ele também usa cookies se você optar por salvar as alterações nas configurações de pesquisa padrão (embora você possa acessar essas alterações com um link exclusivo).

Fontes de resultados de pesquisa: a maioria vem do Google, embora sua seção de notícias seja fornecida pelo Bing.

Como ganha dinheiro: o Startpage mostra anúncios com base em sua consulta de pesquisa atual. (Uma pequena controvérsia surgiu no ano passado, quando uma empresa de publicidade chamada System1 se tornou um grande investidor; o Startpage diz que seus proprietários originais tomam todas as decisões relacionadas à privacidade, e que o investimento da System1 confirma a intenção de manter um modelo que respeite a privacidade).

NEEVA

Em vez de servir apenas como um mecanismo de busca, Neeva se posiciona como uma espécie de porteiro de informações. Além dos resultados de pesquisa tradicionais, ele pode fornecer informações pessoais de aplicativos, como Google Drive e Dropbox, e seu recurso “Spaces” permite salvar links para recuperar mais tarde. Isso faz com que sua base de conhecimento pareça mais ampla do que a do Google em alguns aspectos, mesmo que seus principais resultados de pesquisa não sejam os mesmos.

Neeva é o único mecanismo de busca pago nessa lista, com um preço de assinatura de US$ 5 por mês após um período de teste de três meses. Em troca, a empresa promete ser totalmente livre de anúncios. Ainda assim, é um pouco menos privado do que alguns outros mecanismos de pesquisa, pois depende dos dados do usuário para personalizar seus resultados.

Dados coletados: Neeva requer um login para uso e, por padrão, mantém um registro de seu histórico de pesquisa, que pode ser divulgado a terceiros em resposta a uma intimação ou ordem judicial. (Este “Modo de Memória” pode ser desabilitado nas configurações). Ele também coleta informações sobre seu sistema operacional e navegador, e usa seu endereço IP para resultados locais.

Fontes de resultados de pesquisa: Neeva tem seu próprio index, mas também mistura resultados de pesquisa de outras fontes, como Bing, Google Maps, Yelp e Weather.com — além de quaisquer fontes de dados pessoais que você conectar ao serviço.

Como ganha dinheiro: a Neeva tem um modelo de negócios de assinatura, ganhando dinheiro diretamente dos usuários cobrando US$ 5 por mês.

MOJEEK

O Mojeek, que existe desde 2004, não mantém um registro pessoal dos resultados de pesquisa dos usuários e apenas registra a localização em nível de país. Isso limita qualquer preocupação com a coleta de dados com base na localização, embora às custas das informações locais.

Mesmo que não seja o mecanismo de busca mais inteligente — pois não tem seções de categorias para mapas, compras e vídeos –, ele ganha pontos de bônus por construir seu próprio index.html em vez de depender do Bing ou do Google.

Dados coletados: a Mojeek coleta informações de pesquisa anônimas para melhorar seus resultados, junto com outras informações agregadas, como tempo de visita e dados de referência.

Fontes de resultados de pesquisa: Mojeek depende inteiramente de seu próprio índex, que rastreou mais de três bilhões de páginas em abril de 2020.

Como ganha dinheiro: a Mojeek vende vários serviços para empresas, como pesquisa específica do site e uma API para resultados da web.

PRESEARCH

Um mecanismo de busca privado para criptomoedas, o Presearch direciona buscas por meio de “nós” executados por outros usuários, que por sua vez consultam uma variedade de fontes para fornecer resultados. Os usuários ganham tokens de criptomoeda para cada pesquisa, assim como os membros da comunidade que executam cada nó. Efetivamente, os provedores de nós assumem o risco de ter pesquisas associadas a seus endereços IP, enquanto os usuários podem pesquisar com privacidade.

Os resultados em si podem ser um sucesso ou um fracasso, mas o sistema de token pode ser um incentivo para mantê-lo, assim como a promessa de construir uma rede de pesquisa descentralizada, conforme detalhado neste perfil do TechCrunch.

Dados coletados: Como o sistema de tokens requer uma conta, o Presearch coleta um endereço de e-mail e uma senha. Ele também coleta um endereço IP, informações sobre seu computador e navegador da web e alguns detalhes básicos sobre como você usa o site.

Fontes de resultados de pesquisa: a empresa não especifica, mas é uma mistura de outros mecanismos de pesquisa, bancos de dados e APIs.

Como ganha dinheiro: o objetivo é construir o valor da criptomoeda do Presearch ao longo do tempo e fazer com que os anunciantes paguem por anúncios de busca em tokens PRE.

UMA ÚLTIMA DICA PARA PESQUISAR COM PRIVACIDADE

Se você voltar a usar o Google no final das contas, pelo menos considere desativar a personalização de anúncios nesta página, desativar os resultados de pesquisa personalizados nesta página e gerenciar suas configurações de exclusão automática nesta página. Isso não impedirá que a empresa colete dados sobre suas pesquisas, mas pode ajudar a evitar que esses dados voltem quando você menos esperar.

O post Conheça 7 sites de busca que priorizam a privacidade apareceu primeiro em Fast Company Brasil | O Futuro dos Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos