Mercado abrirá em 31 mins
  • BOVESPA

    112.486,01
    +1.576,40 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.684,86
    +1.510,80 (+3,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,19
    +0,64 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.791,90
    +32,00 (+1,82%)
     
  • BTC-USD

    17.081,84
    +188,67 (+1,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,61
    +3,91 (+0,98%)
     
  • S&P500

    4.080,11
    +122,48 (+3,09%)
     
  • DOW JONES

    34.589,77
    +737,24 (+2,18%)
     
  • FTSE

    7.580,15
    +7,10 (+0,09%)
     
  • HANG SENG

    18.736,44
    +139,21 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    28.226,08
    +257,09 (+0,92%)
     
  • NASDAQ

    12.006,75
    -35,50 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4460
    +0,0495 (+0,92%)
     

Congresso dos EUA anuncia orçamento provisório para evitar paralisação federal

Por Richard Cowan

WASHINGTON (Reuters) - O Senado dos Estados Unidos realizará uma votação inicial sobre uma medida provisória de gastos nesta terça-feira para manter as agências federais funcionando até o final desta semana, enquanto o Congresso continua a negociar projetos de lei para financiar o governo até o próximo ano fiscal.

Os democratas do presidente Joe Biden controlam ambas as casas do Congresso e devem evitar uma embaraçosa paralisação parcial do governo apenas seis semanas antes das eleições de 8 de novembro, quando o controle do Congresso estará em jogo.

O projeto de lei, que estenderá o financiamento geral do governo até 16 de dezembro, pede 12,3 bilhões de dólares em novos investimentos para ajudar a Ucrânia a combater a invasão russa, disse a presidente do Comitê de Dotações da Câmara dos Deputados, Rosa DeLauro, em comunicado.

O Congresso recorreu a esse tipo de projeto de lei de gastos temporários de última hora em 43 dos últimos 46 anos devido ao fracasso em aprovar dotações anuais a tempo para o início do ano fiscal federal, de acordo com um estudo do governo.

O resultado de uma primeira votação não foi claro devido a uma briga por um complemento do senador democrata Joe Manchin, que pressionou para incluir uma medida para acelerar o processo de licenciamento governamental a projetos de energia.

Mesmo que a votação processual desta terça-feira falhe, os líderes da Câmara dos Deputados e do Senado devem mudar de marcha para aprovar prontamente a lei de gastos até a meia-noite de sexta-feira.

É quando as agências governamentais ficam sem dinheiro com o início de um novo ano fiscal no sábado.

Com o clima frio de inverno se aproximando nos Estados Unidos, a legislação fornece 1 bilhão de dólares adicionais para o Programa de Assistência de Energia Doméstica de Baixa Renda "para ajudar a lidar com a pressão sobre os bolsos das famílias de baixa renda devido à inflação", disse DeLauro.

(Reportagem de Richard Cowan; Reportagem adicional de Patricia Zengerle, Doina Chiacu, Susan Heavey e Ahmed Aboulenein)