Mercado fechará em 48 mins
  • BOVESPA

    113.053,36
    +289,10 (+0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.810,46
    -42,91 (-0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,33
    -2,76 (-3,00%)
     
  • OURO

    1.794,80
    -20,70 (-1,14%)
     
  • BTC-USD

    24.078,06
    -226,61 (-0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    571,65
    -19,11 (-3,23%)
     
  • S&P500

    4.298,18
    +18,03 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    33.911,94
    +150,89 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    +8,26 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.685,75
    +108,00 (+0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1800
    -0,0235 (-0,45%)
     

Congressistas dos EUA receberam 50 dólares em bitcoin em 2020, hoje valem 200

·2 min de leitura
Nota de dólar e moeda de Bitcoin (BTC)
Nota de dólar e moeda de Bitcoin (BTC)

Em outubro de 2020, todos os 535 congressistas americanos ganharam 50 dólares em Bitcoin para que eles pudessem se familiarizar com o ativo. Pouco mais de um ano depois, os 50 dólares se transformaram em US$ 200.

A proposta realizada pela Câmara do Comércio Digital tinha o intuito de educar aqueles que fazem as leis de seu país. Afinal, é preciso que os políticos tenham um mínimo de experiência no assunto para ter uma opinião mais realista sobre o Bitcoin e as criptomoedas.

Além disso, o que está chamando bastante atenção é a valorização que estes 50 dólares em Bitcoin tiveram após cerca um ano. Mesmo com a recente queda de 37% nos últimos dois meses, seu valor quadriplicou.

Educando quem precisa

Embora o Bitcoin estivesse em um período de baixa, sendo negociado na faixa dos 10 mil dólares, a iniciativa do projeto da Câmara do Comércio Digital conseguiu antecipar-se à euforia de 2021 quando o Bitcoin foi um dos assuntos mais comentados no mundo, principalmente em questões de regulamentação.

Em outubro de 2020, os 535 congressistas americanos receberam cerca de 0,0047 BTC, equivalente a 50 dólares na época. A ideia é que eles tivessem um contato com a maior criptomoeda do mundo.

Sendo um país com muitos patriotas, todos os bitcoins enviados foram minerados por empresas americanas. Ou seja, mais uma prova sobre como as criptomoedas podem ajudar a economia doméstica.

Sendo assim, embora seja possível aprender sobre o Bitcoin lendo livros e matérias, é melhor conhecê-lo na prática. E não há ninguém que precise mais deste conhecimento do que aqueles que fazem as leis.

Bitcoin de congressistas valorizou 400%

Quinze meses depois, aqueles 50 dólares em Bitcoin agora valem U$ 200, tendo quadriplicado o seu valor. Ou seja, mesmo que os congressistas não tenham realizado transações com a moeda, só o fato de manterem seus bitcoins guardados já é um grande aprendizado.

Afinal, um dos maiores motivos pela demanda por BTC é a sua oferta limitada em 21 milhões de moedas, ou seja, não há uma perda de poder de compra por conta da impressão desenfreada de novas moedas, como acontece no dólar ou real.

Por fim, nesta semana um dos maiores gestores de ativos do mundo, a Fidelity, afirmou que os países que se adiantarem na adoção do bitcoin serão beneficiados. E este experimento acima é um bom exemplo disso.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos