Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.656,65
    -150,91 (-0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

'Congelados no tempo': usuários compartilham fotos de amigos e parentes mortos 'descobertas' no Google Street View

·2 minuto de leitura
Silhuetas de pessoas com o logo do Google Maps ao fundo
Silhuetas de pessoas com o logo do Google Maps ao fundo

Usuários das redes sociais estão compartilhando imagens do Google Street View que mostram amigos e parentes que já morreram.

O movimento ganhou força depois de uma postagem da conta Fesshole, no Twitter, que pediu aos seguidores que procurassem por imagens na plataforma de mapas tiradas antes da morte de parentes.

Lançado nos Estados Unidos em 2007, o Google Street View já foi implementado em todo o mundo.

Neil Henderson, funcionário da BBC, compartilhou uma imagem de seu falecido pai na porta de casa.

"Tenho literalmente centenas de fotos do meu pai, mas o Google Street View é bastante comovente, como se ele ainda estivesse por aí", escreveu ele.

Outro usuário mostrou a imagem de um casal de mãos dadas na rua - seus pais, disse ele, que morreram há vários anos.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Já o usuário Bernard Baker capturou uma senhora do lado de fora de sua porta. "Minha mãe saindo para fumar um cigarro", escreveu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Outros disseram que ver as imagens, tiradas quando seus entes queridos ainda estavam vivos, criou um sentimento de conexão com eles.

Há uma maneira de olhar para as imagens antigas na plataforma - basta clicar no ícone do relógio no lado superior esquerdo do Google Maps (o recurso não aparece no Google Earth).

O francês Karim Palant usou essa ferramenta para encontrar uma imagem anterior de seu falecido avô, Charles Palant, tirada da rua em 2015. Ela mostra o homem debruçado na janela de seu apartamento em Paris para falar com seu cuidador, embaixo.

Charles Palant morreu alguns meses depois.

"Ele viveu naquele apartamento por cerca de 70 anos, e eu passei muitos momentos felizes lá", disse Karim.

Karim acrescentou que seu avô estava fazendo aulas de informática quando tinha 90 anos, mas não acredita que ele tenha visto o Google Street View, e a família só ficou sabendo da fotografia depois de sua morte.

"É um dia tão ensolarado na foto e ele parece tão relaxado que me lembra de uma época e um lugar felizes", disse ele.

Pesquisar objetos estranhos ou momentos bizarros capturados pelo Google Street View se tornou uma espécie de passatempo na internet.

Somente no TikTok, existem mais de 660 milhões de vídeos marcados com o site. Muitas contas populares mostram vídeos de coisas estranhas encontradas na plataforma.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos