Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    48.342,77
    -1.456,99 (-2,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

Confusão generalizada no Estadual do MS tem disparo de arma e detenção de jogador; veja o vídeo!

LANCE!
·2 minuto de leitura
Confusão generalizada pelo estadual do MS

Pelo Campeonato Sul-Mato-Grossense, uma briga generalizada entre as equipes do Aquidauanense e Águia Negra terminou com um disparo de bala de borracha efetuado por um policial envolvido. A partida chegou a ser encerrada pelo árbitro, que voltou atrás após acalmado os ânimos.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

De acordo com o presidente do Águia Negra, Iliê Vidal, a confusão foi iniciada após uma substituição do Aquidauanense. Na saída, o jogador Pedro e o técnico Rodrigo Casca começaram uma discussão que ganhou proporções após os elencos e comissões técnicas entrarem no bate-boca.

Leia também:

A Polícia Militar entrou em campo para controlar a situação, mas não conseguiu. Pela transmissão via internet, além da aglomeração de jogadores, um policial aparece armado e efetuando um disparo de bala de borracha que quase acertou um atleta, que caiu no chão em seguida.

- No meio dessa confusão generalizada, um dos nossos jogadores estava no meio, e o policial atirou. O tiro de borracha passou do lado dele (Rafael Xavier), ele 'sentiu o ventinho', ficou com medo, achou que era tiro de verdade e se atirou no chão. Os jogadores se desesperaram, só depois descobrimos que era tiro de borracha - afirmou o dirigente ao UOL.

- Depois dessa confusão toda, um jogador (Virgulino) discutiu com um policial. O policial saiu correndo atrás dele pelo campo, armado. Estamos todos na delegacia - concluiu.

Após a ação, a Polícia Militar deteve o zagueiro Virgulino, do Águia, por um suposto desacato, negado pelo atleta ao presidente.

- Depois que eles disseram que ia prender todo mundo, o Virgulino disse que teriam que prender vagabundo, não eles. E o policial diz que foi chamado de vagabundo - disse Iliê Vidal.

Apesar da confusão, a partida foi encerrada. O Aquidauanense venceu o Águia Negra por 3 a 1.