Mercado abrirá em 9 h 20 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,39
    +0,09 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.752,20
    +2,40 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    44.489,97
    +428,15 (+0,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.112,55
    +3,63 (+0,33%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.530,80
    +19,82 (+0,08%)
     
  • NIKKEI

    30.200,89
    +561,49 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    15.302,50
    -1,00 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2271
    +0,0021 (+0,03%)
     

Confirmado! Telescópio espacial James Webb será lançado em dezembro

·3 minuto de leitura
Confirmado! Telescópio espacial James Webb será lançado em dezembro
Confirmado! Telescópio espacial James Webb será lançado em dezembro

O telescópio espacial James Webb terá, finalmente, seu lançamento em 18 de dezembro de 2021. A agência espacial americana Nasa confirmou a data após assegurar que o sucessor do Hubble, avaliado em US$ 10 bilhões (R$ 52,72 bilhões), passou nos testes finais de integridade e funcionalidade.

A informação foi confirmada também pela agência espacial europeia (ESA) e pela Arianespace SA, a empresa privada responsável pelo lançamento, que será feito a bordo de um foguete Ariane 5 saído da base de lançamento em Kourou, na Guiana Francesa.

Leia também

Alguns dos adiamentos são compreensíveis: o telescópio James Webb será lançado integralmente, com todos os seus 20 metros de extensão e equipamentos de leitura já acoplados no foguete, que contará com 178 dispositivos especiais de “empurrão”, ou seja, quando ele chegar à distância pré-determinada, ele literalmente vai “soltar” o telescópio, deixando-o à deriva no espaço até ele atingir seu ponto de parada.

Todos esses sistemas deverão sair da Terra em pleno funcionamento, uma vez que sua posição final no espaço impossibilita que missões futuras sejam enviadas para manutenções de rotina: o James Webb ficará na área conhecida como “Ponto de LaGrange L2”, a 1,5 milhão de quilômetros (km) entre a Terra e o Sol – quatro vezes a nossa distância da Lua.

A participação da ESA no lançamento do telescópio se dá como uma troca de favores: a agência europeia deixará a Nasa usar a sua estrutura para o foguete, obtendo assim a permissão de tempo de observação espacial pelo objeto.

Segundo seus aspectos técnicos, o telescópio espacial James Webb será consideravelmente mais poderoso que o Hubble – algo perto de 100 vezes mais aprimorado, aliás, de acordo com o seu site oficial. Com isso, ele será capaz de observar frequências de luz bem mais longas do que o seu predecessor – basicamente, enxergará galáxias bem mais antigas, quase primordiais.

Além disso, a própria ESA e a Arianespace tiveram problemas do seu lado: o foguete Ariane 5 apresentou problemas na carenagem que armazena suas cargas, ficando desativado entre agosto de 2020 e julho de 2021. A empresa, porém, disse ter promovido uma reformulação de design que resolveu a falha, com um lançamento de teste sendo realizado com sucesso em 30 de julho deste ano.

A empresa ainda tem dois lançamentos – satélites, especificamente – antes de dezembro. Se tudo correr bem, o foguete estará pronto para um dos maiores projetos da astronomia moderna.

“A ESA está orgulhosa com o lançamento do James Webb em um foguete Ariane 5 especialmente adaptado para essa missão”, disse Daniel Neuenschwander, Diretor de Transportes Espaciais da agência europeia. “Nós estamos dentro do cronograma, o ‘espaçoporto’ está preparado para essa carga extraordinária, e os componentes do Ariane 5 para esse lançamento estão funcionando bem. Estamos no máximo de nosso compromisso, junto de outros parceiros do [James] Webb, para o sucesso dessa missão única em nossa geração”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos