Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.387,55
    +998,96 (+2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Confira 10 modelos de celular com o melhor custo-benefício

·7 minuto de leitura

O mercado de celulares, atualmente, está repleto de boas opções para compras, que vão desde modelos de entrada, com especificações mais simples voltadas para um uso básico, até dispositivos mais potentes, com configurações avançadas para quem busca um aparelho que aguente aplicativos e jogos mais pesados.

Com isso, fica um pouco difícil na hora de escolher o smartphone ideal, principalmente se a intenção também for não fazer pesar tanto no bolso — tarefa não tão simples, com muitas fabricantes que cobram preços astronômicos pelos seus lançamentos.

Com isso em mente, o Canaltech preparou uma lista com o Top 10 dos melhores celulares em custo-benefício para comprar na atualidade. Neste material, mostraremos tanto modelos lançados recentemente, como o POCO M3 Pro, quanto mais “antigos”, como o Galaxy S20 FE do ano passado e o iPhone 11, de 2019.

Confira, agora, as dez opções de compra, com um bom preço ainda em 2021.

Samsung Galaxy S20 FE

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

O Galaxy S20 FE foi lançado no ano passado e, inicialmente, chegou ao Brasil com o Exynos 990. No entanto, devido à crise no fornecimento de semicondutores, a fabricante encerrou a produção com seu chipset próprio e trouxe ao nosso país a versão equipada pela plataforma Snapdragon 865.

Essa mudança agradou bastante o público e fez do Galaxy S20 FE um dos melhores celulares em custo benefício da atualidade.

Além do chip da Qualcomm, o celular conta com opções de 6 GB ou 8 GB de memória RAM junto de 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno. Ele tem tela Super AMOLED de 120 Hz, som estéreo, certificação IP68, e seu conjunto de câmeras também não deixa a desejar, e ele possui um módulo com três lentes traseiras, de 12 MP (principal) + 12 MP (ultrawide) + 8 MP (telefoto), e um sensor para selfies de 32 MP. Tudo isso é alimentado por uma bateria de 4.500 mAh.

Samsung Galaxy A52

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

O Galaxy A52 foi lançado há alguns meses e chegou ao mercado intermediário com recursos interessantes, vistos geralmente em flagships, como sua resistência à água com certificação IP67, câmera com estabilização óptica e som estéreo, trazendo ainda uma ótima tela Super AMOLED de 90 Hz.

O Galaxy A52 possui o chipset Snapdragon 720G e 6 GB de memória RAM combinada com 128 GB de armazenamento interno. Ele conta com um conjunto de quatro câmeras traseiras, com lentes de 64 MP (principal) + 12 MP (ultrawide) + 5 MP (macro) + 5 MP (profundidade), e um sensor frontal de 32 MP. A bateria possui capacidade de 4.500 mAh.

Motorola Moto G60

(Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)
(Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

O Moto G60 foi lançado em abril e chegou ao Brasil com um grande destaque, que é seu display com taxa de atualização de 120 Hz — a maior entre os celulares da marca. Essa configuração garante uma navegação mais fluida no aparelho e promete uma experiência de uso agradável.

Além da tela mais rápida, o modelo conta com o chipset Snapdragon 732G e é equipado com 6 GB de memória RAM e 128 GB de memória interna, o que permite o uso de vários apps simultaneamente sem comprometer a performance de navegação.

Para o conjunto de câmeras, ele conta com um módulo triplo na traseira — com lentes de 108 MP (principal) + 8 MP (ultrawide/macro) + 2 MP (profundidade) — e um sensor frontal de 32 MP. Tudo isso é alimentado por uma bateria generosa com 6.000 mAh de capacidade.

Motorola Moto G30

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

O Moto G30 foi outro modelo que chegou ao mercado após a reformulação da popular linha G da Motorola.

Ele conta com especificações mais modestas, mas ainda tem destaques que valem sua presença na lista, especialmente sua tela de 90 Hz, algo difícil de ver na categoria. O celular é equipado pelo chipset Snapdragon 662 e conta com 4 GB de RAM em conjunto com 128 GB de armazenamento interno. Para o conjunto de câmeras, são quatro sensores traseiros — 64 MP (principal) + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade) — e um frontal de 13 MP.

Mais uma vez a marca não economizou na bateria, e ele conta com 5.000 mAh de capacidade.

Realme 8 Pro

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

A Realme ainda é nova no mercado brasileiro, mas, lá fora, ela é uma das empresas que mais cresceu no mercado de celulares nos últimos anos. Isso não é à toa — a marca é conhecida por oferecer um bom custo benefício e celulares com especificações generosas.

O Realme 8 Pro é um deles e o telefone chegou ao mercado com o processador Snapdragon 720G da Qualcomm, alinhado com 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento.

Ele é mais modesto com sua bateria, e possui capacidade de 4.500 mAh, mas compensa com carregador ultrarrápido de 50 W. Para o conjunto de câmeras, ele conta com quatro lentes na traseira, de 108 MP (principal) + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (macro) + 2 MP (monocromática), e uma frontal de 16 MP.

Realme C25

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

O Realme C25 é um aparelho para quem busca configurações mais básicas, mas sem abrir mão de uma performance aceitável para executar aplicativos de redes sociais, como o Facebook, Twitter e Instagram, por exemplo. Ele tem como grande destaque sua durabilidade, prometendo durar anos nas mãos dos usuários.

Ele conta com a plataforma MediaTek Helio G70, que é acompanhada de 4 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. A Realme não foi econômica na bateria, e oferece um componente com 6.000 mAh.

O conjunto de câmeras inclui um módulo traseiro com sensores de 48 MP (principal) + 2 MP (macro) + 2 MP (monocromática) e suas selfies podem ser obtidas pela lente frontal de 8 MP.

Apple iPhone SE

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Aqui falaremos da última edição do iPhone SE, lançada em 2020. O modelo “básico” da Apple é uma ótima opção para quem quer um celular da marca sem gastar tanto quanto seria pago por um telefone da linha principal, e também para quem não se adequou à moda de telas cada vez maiores.

O iPhone SE conta com um chip próprio da marca, o Apple A13 Bionic, chega com três opções de armazenamento interno — 64 GB, 128 GB ou 256 GB — e oferece 3 GB de memória RAM.

A câmera traseira do telefone conta com um sensor único de 12 MP, enquanto a frontal é de 7 MP. Para alimentação, ele conta com uma bateria singela de 1.821 mAh.

Apple iPhone 11

(Imagem: Mark Chan/Unsplash)
(Imagem: Mark Chan/Unsplash)

O iPhone 11, lançado em setembro de 2019, é mais voltado para quem quer um produto mais avançado da Apple, sem precisar pagar os preços elevados da nova geração.

Ele é equipado pela plataforma Apple A13 Bionic e conta com opções de 64 GB, 128 GB e 256 GB de armazenamento interno e 4 GB de memória RAM. Para os entusiastas de fotografias, ele conta com duas câmeras traseiras, de 12 MP (principal) + 12 MP (ultrawide) e uma frontal também com 12 MP.

A bateria é consideravelmente maior do que o iPhone SE e tem capacidade para 3.110 mAh.

POCO M3 Pro 5G

(Imagem: Divulgação/POCO)
(Imagem: Divulgação/POCO)

O Poco M3 Pro 5G entra na nossa lista como uma boa opção para quem busca um celular acessível com suporte para a conexão de rede da nova geração. Ele foi lançado em maio deste ano e é um dos melhores aparelhos da marca em relação ao custo-benefício.

O celular é equipado pela plataforma MediaTek Dimensity 700 e conta com opções de 4 GB e 6 GB de memória RAM com 64 GB e 128 GB de armazenamento interno, tendo como destaque ainda a tela de 90 Hz, característica difícil de encontrar em sua faixa de preço.

Já seu conjunto de câmeras conta com três sensores traseiros, com resoluções de 48 MP (principal) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade) e uma lente frontal de 8 MP. A alimentação fica por conta da bateria com 5.000 mAh de capacidade.

Redmi Note 10 5G

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
(Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Encerramos a nossa lista com o Redmi Note 10 5G. Ele foi apresentado pela Xiaomi em março deste ano e já chegou ao mercado brasileiro como uma nova opção para quem busca mais velocidade em rede móvel.

Ele possui o chipset Dimensity 700 da MediaTek e conta com duas opções de armazenamento interno, com versões de 64 GB ou 128 GB, ambas com 6 GB de RAM. Sua tela também tem taxa de atualização de 90 Hz.

O telefone é alimentado por uma bateria com capacidade de 5.000 mAh e tem um conjunto de câmeras com três lentes traseiras, de 48 MP (principal) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade), e um sensor de selfies de 8 MP.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos