Mercado abrirá em 3 h 10 min

Confiança do investidor alemão cai com temores sobre recessão gerada por inflação

Vista de Frankfurt, Alemanha

BERLIM (Reuters) - A confiança dos investidores alemães teve leve queda em agosto devido a preocupações de que o aumento do custo de vida atingirá o consumo privado, sugerindo que a maior economia da Europa está entrando em recessão.

O instituto de pesquisa econômica ZEW disse nesta terça-feira que seu índice de confiança econômica caiu para -55,3 pontos, ante -53,8 em julho. Pesquisa da Reuters apontava para uma leitura de -53,8.

"As taxas de inflação ainda altas e os custos adicionais esperados para aquecimento e energia levam a uma diminuição nas expectativas de lucro para o setor de consumo privado", disse Michael Schroeder, pesquisador do ZEW, em comunicado.

"Em contrapartida, as expectativas para o setor financeiro estão melhorando devido ao suposto aumento adicional das taxas de juros de curto prazo", acrescentou.

A economia alemã estagnou no segundo trimestre, com a guerra na Ucrânia, a alta dos preços da energia, a pandemia e as interrupções no fornecimento levando-a à beira de uma recessão. A inflação está em 8,5%.