Mercado abrirá em 26 mins
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    35,98
    -1,41 (-3,77%)
     
  • OURO

    1.878,60
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    13.119,31
    -44,08 (-0,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    259,28
    -13,41 (-4,92%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.584,65
    +1,85 (+0,03%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.216,00
    +83,25 (+0,75%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7128
    -0,0216 (-0,32%)
     

Confiança empresarial da Alemanha melhora apesar de ressurgimento do coronavírus

Por Michael Nienaber
·1 minuto de leitura
Contêineres em terminal no porto de Hamburgo
Contêineres em terminal no porto de Hamburgo

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - A confiança dos empresários alemães melhorou pelo quinto mês consecutivo em setembro, mostrou uma pesquisa nesta quinta-feira, em mais um sinal de que a maior economia da Europa está desfrutando de uma sólida recuperação diante do choque do coronavírus sofrido no primeiro semestre do ano.

O instituto Ifo disse que seu índice de clima empresarial subiu para 93,4, ante leitura de 92,5 revisada para baixo em agosto. Esta foi a leitura mais alta desde fevereiro, quando o índice estava em 95,9.

"A economia alemã está se estabilizando, apesar dos números crescentes de infecções", disse o presidente do Ifo, Clemens Fuest, em comunicado, acrescentando que as empresas mais uma vez avaliaram sua situação atual de negócios de forma mais otimista do que no mês anterior.

A economia alemã recuou 9,7% no segundo trimestre devido ao colapso dos gastos das famílias, dos investimentos das empresas e do comércio no auge da pandemia de Covid-19. O governo lançou desde março uma série de medidas de resgate e estímulo, financiadas com novos empréstimos recorde de forma a amortecer o impacto.