Confiança do consumidor sobe para 166 pontos, diz ACSP

O Índice Nacional de Confiança do consumidor subiu para 166 pontos em outubro, número que representa alta de 5% quando comparado aos 158 pontos verificados em setembro e de 7% ante os 155 pontos de outubro de 2011, revela pesquisa feita pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e pelo Instituto Ipsos, divulgada nesta quarta-feira.

O presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Rogério Amato, disse, por meio de nota, que a confiança do consumidor foi impulsionada pela maior segurança no emprego. Segundo ele, aliada aos incentivos monetários e fiscais lançados pelo governo, essa confiança deve estimular as vendas neste fim de ano.

A classe C, mostrou o levantamento, é a mais otimista: passou de 157 pontos em setembro para 167 pontos em outubro. As classes A/B aparecem em seguida: o índice, aqui, passou de 163 para 164 pontos. As menos otimistas são as classes D/E, com o índice passando de 139 para 146 pontos no período avaliado.

Situação financeira

A situação financeira atual é considerada boa para 50% dos entrevistados em outubro, ante 49% em setembro deste ano e 46% em outubro de 2011. Entre os pesquisados, 58% acreditam que a situação financeira futura deve melhorar, contra 56% que tinham essa avaliação em setembro e 54% no ano passado. Em relação à manutenção do emprego, 46% responderam que se sentem seguros. Eram 42% em setembro e 40% em outubro de 2011.

A sondagem mostrou ainda que 32,6% dos entrevistados pretendem pagar dívidas com a primeira parcela do 13º salário e 18,7% vão usar o dinheiro para comprar presentes. O porcentual dos que disseram que pouparão ficou em 16,3%. A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 31 de outubro e tem margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos.

Carregando...