Mercado fechará em 3 h 13 min
  • BOVESPA

    115.060,55
    -607,23 (-0,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.366,18
    +214,80 (+0,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,66
    +0,44 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.776,40
    -21,50 (-1,20%)
     
  • BTC-USD

    51.039,41
    +1.744,21 (+3,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.021,28
    +26,62 (+2,68%)
     
  • S&P500

    3.873,91
    -51,52 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.673,81
    -288,05 (-0,90%)
     
  • FTSE

    6.655,63
    -3,34 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    13.058,50
    -243,50 (-1,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7188
    +0,1483 (+2,26%)
     

Confiança do consumidor cai pelo quarto mês consecutivo

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil
·1 minuto de leitura

O Índice de Confiança do Consumidor, da Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 2,7 pontos de dezembro de 2020 para janeiro de 2021. Essa foi a quarta queda consecutiva do indicador, que atingiu 75,8 pontos em uma escala de zero a 200 pontos, o menor patamar desde junho de 2020 (71,1 pontos).

O Índice de Situação Atual, que mede a confiança do consumidor brasileiro em relação ao presente, caiu 1,6 ponto e chegou a 68,1, o menor nível desde maio de 2020 (65 pontos). Já o Índice de Expectativas recuou 3,5 pontos e passou para 82,1.

“O recrudescimento da pandemia e a necessidade de adoção de medidas mais restritivas por algumas cidades geram grande preocupação com os rumos da situação econômica do país e das famílias. Sem o suporte dos benefícios emergenciais, as famílias continuam postergando consumo e dependendo da recuperação do mercado de trabalho, que tende a ser lenta diante do cenário atual”, explica a pesquisadora da FGV Viviane Seda Bittencourt.

Ouça na Radioagência Nacional: