Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.345,82
    +1.857,94 (+1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.376,89
    -141,41 (-0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,46
    -0,83 (-0,75%)
     
  • OURO

    1.848,30
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    29.225,48
    -859,47 (-2,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    654,60
    -20,28 (-3,00%)
     
  • S&P500

    3.973,75
    +72,39 (+1,86%)
     
  • DOW JONES

    31.880,24
    +618,34 (+1,98%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.319,41
    -150,65 (-0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.864,89
    -136,63 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    11.870,00
    -165,25 (-1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1266
    -0,0211 (-0,41%)
     

Confiança do consumidor alemão deve ter leve melhora em fevereiro, aponta GfK

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Distrito financeiro de Frankfurt, Alemanha
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BERLIM (Reuters) - A confiança do consumidor alemão deve melhorar levemente em fevereiro, à medida que as famílias esperam por uma melhora nas tendências de preços e um possível abrandamento da situação da pandemia durante a primavera no Hemisfério Norte, mostrou uma pesquisa nesta quinta-feira.

O instituto GfK informou que seu índice de confiança do consumidor, baseado em uma pesquisa com cerca de 2 mil alemães, subiu para -6,7 pontos para fevereiro, ante leitura revisada de -6,9 pontos no mês anterior, a primeira alta após dois meses seguidos de queda.

Analistas consultados pela Reuters previam queda do índice para -7,8.

Consumidores estão mais uma vez mostrando certo otimismo no início do ano, com expectativas melhores para a economia e renda, bem como uma maior propensão a comprar, disse o GfK.

"Em particular, eles estão esperando por um leve alívio nas tendências de preços, já que em janeiro de 2022 o efeito de base resultante da reversão do corte do IVA, em janeiro de 2021, mitigará a taxa de inflação em algum grau", disse o especialista em consumo do GfK, Rolf Buerkl, em comunicado.

"No entanto, as expectativas de preços para os consumidores permanecem significativamente mais altas do que nos últimos anos", disse Buerkl.

Ele acrescentou que especialistas supõem que a situação da pandemia diminuirá durante a primavera local, o que pode levar ao fim de várias restrições.

A pesquisa ocorreu de 6 a 17 de janeiro, antes que a Alemanha ampliasse suas medidas para contenção da pandemia em meio aos casos crescentes da variante Ômicron do coronavírus, que é de rápida disseminação.

(Reportagem de Zuzanna Szymanska)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos