Mercado abrirá em 1 min
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,91
    -0,40 (-0,75%)
     
  • OURO

    1.871,20
    +4,70 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    32.511,69
    -990,41 (-2,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    647,07
    -53,54 (-7,64%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.747,40
    +7,01 (+0,10%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    -34,71 (-0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.756,86
    +233,60 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    13.349,50
    +55,25 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4219
    +0,0139 (+0,22%)
     

Confiança do comércio volta a subir em junho, após quatro meses de quedas

Alessandra Saraiva
·1 minuto de leitura

Após chegar ao menor patamar de série, índice da CNC subiu 6,6% contra o mês anterior Após chegar ao menor patamar de série histórica no mês passado, o Índice de Confiança do Comércio (Icec), calculado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), subiu 6,6% em julho, ante o mês anterior, para 69,3 pontos. Para a entidade, melhora nas expectativas de curto prazo levaram ao aumento na margem – o primeiro após quatro meses de queda. Na comparação com julho do ano passado, entretanto, o indicador caiu 39,5%. Hermes de Paula / Agencia O Glob/Agência O Globo A CNC detalhou que, entre os componentes do Icec, o tópico de expectativas subiu 21,1% em relação a junho, para 106,4 pontos. Na comparação com julho de 2019, o indicador ainda recua 31,8%. As intenções de investimento, por sua vez, mostraram queda de 4,8% contra junho, para 67,3 pontos, e queda de 32,8% na comparação interanual. Já condições atuais mostram queda de 7,1% ante junho, para 34,2 pontos, com retração de 61% em relação a um ano atrás. A entidade informou ainda que, mesmo com resultado positivo em julho, o índice continua abaixo dos 100 pontos, na zona de avaliação pessimista, e 59 pontos abaixo do nível observado antes da pandemia. Em comunicado, a economista da CNC responsável pela pesquisa, Izis Ferreira, frisou a dificuldade de varejistas de menor porte no acesso ao crédito como um dos fatores para o resultado negativo.