Mercado abrirá em 5 h 33 min
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,51
    -0,05 (-0,07%)
     
  • OURO

    1.778,40
    +0,20 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    42.330,89
    -646,29 (-1,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.053,88
    -9,97 (-0,94%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.050,94
    +69,96 (+1,00%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.091,00
    +67,00 (+0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1771
    -0,0020 (-0,03%)
     

Conductor contrata bancos para IPO nos EUA, dizem fontes

·2 minuto de leitura

Por Carolina Mandl

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de infraestrutura de pagamentos Conductor fechou a contratação de bancos para uma oferta pública inicial de ações (IPO) nos Estados Unidos, prevista para acontecer neste ano ainda, disseram três fontes familiarizadas com o assunto.

Com acionistas como a gestora norte-americana de venture capital Riverwood Capital e a empresa de pagamentos Visa, a Conductor oferece infraestrutura tecnológica para que varejistas, fintechs e bancos, por exemplo, prestem serviços financeiros, incluindo a emissão de cartões e contas digitais.

Goldman Sachs, JPMorgan, Bank of America e Credit Suisse vão coordenar a oferta, acrescentaram as fontes.

A Conductor, que tem 95 milhões de contas e processa 20 bilhões de dólares em transações de pagamentos por ano na América Latina, não comentou o assunto.

Comprada pela Riverwood em 2014, a Conductor começou a se expandir pela América Latina no ano passado, entrando em países como México, Argentina, Peru, Equador e Colômbia.

A oferta de ações será principalmente primária, já que a empresa planeja levantar recursos para financiar sua expansão para novos países, lançar novos produtos e financiar aquisições, acrescentou uma das fontes.

No ano passado, a empresa levantou cerca de 170 milhões de dólares em duas tranches com investidores como Temasek Holdings, Viking Global Investors e Sunley House, uma unidade da Advent International, para entrar em novos países.

Em uma entrevista à Reuters em outubro, o presidente-executivo da Conductor, Antonio Soares, disse que a empresa está posicionada para um rápido crescimento na região, pois grande parte da população da América Latina não tem conta em banco, criando oportunidades para empresas financeiras não tradicionais. Cerca de um terço dos brasileiros não possui conta em banco. Caso a Conductor conclua uma listagem em uma bolsa de valores dos Estados Unidos, ela seguirá os passos de outras duas empresas de pagamentos brasileiras, StoneCo e PagSeguro Digital.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos