Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,07 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,00 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    29.974,39
    +519,11 (+1,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,54 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,23 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -2,75 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1406
    -0,0782 (-1,50%)
     

Concurso para Juiz exige conhecimentos em criptomoedas

·2 min de leitura
Alfinete vermelho e bitcoin no mapa do Brasil
Alfinete vermelho e bitcoin no mapa do Brasil

Um novo concurso público para juízes substitutos no Maranhão exige conhecimentos em criptomoedas. O edital foi publicado na última segunda-feira (25), com o início das inscrições previsto para a próxima quarta-feira (27).

Nos últimos anos vários concursos públicos chamaram atenção ao cobrar dos candidatos o conhecimento em criptomoedas. Em 2021, por exemplo, editais publicados pela Caixa e Banco do Brasil pediram que os interessados se preparassem sobre o assunto, alvo de questões na prova.

Ou seja, é cada vez mais comum que certames de vários níveis da hierarquia brasileira mostrem interesse no assunto. Contudo, provas do judiciário ainda não haviam abordado o tema, chamando atenção para a novidade.

Concurso para juízes no Maranhão exige conhecimentos em criptomoedas, salário inicial de R$ 30,4 mil

Com prazo de inscrição até o dia 26 de maio de 2022, com um custo de R$ 304,04, as inscrições para o cargo de juiz substituto no Maranhão começam amanhã.

Na última segunda, o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Lourival Serejo, e a presidente da Comissão de Concurso Público, juíza Jaqueline Reis Caracas, assinaram a liberação do edital ao público.

Dessa forma, foram divulgadas 15 vagas e mais formação de reserva para o cargo. Dessas, 11 são de ampla concorrência, 1 para deficiente e 3 para pessoas negras.

E no campo do Direito Digital, chama atenção para o fato que os futuros juízes já deverão chegar com conhecimento em criptomoedas, em específico, sua utilização para crimes.

“2- Persecução Penal e novas tecnologias. Crimes virtuais e cibersegurança. Deepweb e
Darkweb. Provas digitais. Criptomoedas e Lavagem de dinheiro.”

Além disso, os candidatos a juízes deverão ter conhecimentos em “noções gerais de contratos inteligentes, blockchain e algoritmos“. Tal exigência mostra que o Tribunal do Maranhão já procura pessoas com experiência em inovações digitais e seus usos no direito.

Tem que chegar sabendo?

Este ponto específico do edital não esconde que novos advogados e profissionais do direito no Brasil já devem se preparar sobre o tema das criptomoedas, blockchain e similares.

Isso porque, esse assunto tem crescido no Brasil, inclusive, nesta terça-feira (26) será pauta no Senado Federal, que vota a aprovação do “Marco das Criptomoedas”, que deverá legalizar o setor.

Assim, para quem está iniciando a carreira é importante já se capacitar sobre o assunto. Para profissionais juízes que já estão na carreira, contudo, o judiciário promove uma série de eventos sobre o tema, como um treinamento marcado para julho em que juízes federais criminais deverão estudar sobre criptomoedas sendo mais um passo neste sentido.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos