Mercado fechará em 13 mins
  • BOVESPA

    119.530,89
    -33,55 (-0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.926,65
    +526,85 (+1,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,79
    -0,84 (-1,28%)
     
  • OURO

    1.814,90
    +30,60 (+1,71%)
     
  • BTC-USD

    55.970,86
    -1.141,70 (-2,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,98
    -17,43 (-1,18%)
     
  • S&P500

    4.188,26
    +20,67 (+0,50%)
     
  • DOW JONES

    34.465,01
    +234,67 (+0,69%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.637,46
    +219,46 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.331,37
    +518,77 (+1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.531,00
    +40,00 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3711
    -0,0558 (-0,87%)
     

Conaes ratifica adiamento do Enade do ano passado

Alex Rodrigues - Repórter da Agência Brasil
·2 minuto de leitura

A Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) ratificou a decisão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), de julho de 2020, que adiou a realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) do ano passado por causa da pandemia da covid-19.

Com a publicação da Resolução nº 1 no Diário Oficial da União de hoje (26), o Conaes apenas homologa o adiamento anunciado há quase dez meses e já executado. Uma “formalidade”, segundo o presidente da comissão, professor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Mário César Barreto Moraes.

“É mero cumprimento de um ato legal. E que só não foi feito antes porque eu estava tendo problemas para acessar o sistema”, explicou Moraes à Agência Brasil.

Aplicado desde 2004, o Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de bacharelado e superiores de tecnologia em relação às diretrizes curriculares, bem como o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias à formação geral e profissional e o nível de atualização dos estudantes em relação à realidade brasileira e mundial. No ano passado, cerca de 470 mil estudantes de cursos vinculados a 30 diferentes áreas que compõem o chamado Ano II do Ciclo Avaliativo do exame deveriam ter participado das provas.

Ao adiar a realização do exame do Ano II, que aconteceria no dia 22 de novembro de 2020, o Inep levou em conta as restrições impostas pela pandemia e os impactos da crise sanitária no cronograma de aulas das instituições de ensino superior de todo o país. Aspectos também considerados pelo Conaes, que, na resolução, aponta também os prejuízos à participação efetiva dos estudantes nas aulas e atividades pedagógicas, especialmente daqueles cujos estágios obrigatórios presenciais tiveram que ser interrompidos ou que enfrentaram dificuldades para acompanhar as aulas remotas.

O Inep ainda não anunciou a data exata para aplicação do exame. Na quinta-feira (22), a autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC) informou, em nota, que aplicará o exame aos alunos do ciclo avaliativo do Ano II ainda em 2021. E que estuda aplicar as provas para as áreas dos anos III (que aconteceria este ano) e I simultaneamente, em 2022.

“A decisão foi tomada após a autarquia realizar estudos técnicos sobre a aplicação do Enade frente aos desafios impostos pela atual crise sanitária”, informa o Inep, na nota.

Devem ser avaliados na aplicação do Enade ao Ano II do Ciclo Avaliativo 17 cursos de licenciatura, dez de bacharelado e três de tecnologia. São eles:

Licenciatura:

Artes Visuais

Ciência da Computação

Ciências Biológicas

Ciências Sociais

Educação Física

Filosofia

Física

Geografia

História

Letras – Inglês

Letras – Português

Letras – Português e Espanhol

Letras – Português e Inglês

Matemática

Música

Pedagogia

Química

Bacharelado:

Ciência da Computação

Ciências Biológicas

Ciências Sociais

Design

Educação Física

Filosofia

Geografia

História

Química

Sistemas de Informação

Tecnológico:

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação

Tecnologia em Redes de Computadores