Mercado abrirá em 3 h 41 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,99
    +0,11 (+0,16%)
     
  • OURO

    1.865,10
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    39.800,00
    -312,50 (-0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    999,01
    +30,17 (+3,11%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.170,25
    +23,57 (+0,33%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.144,25
    +19,50 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1523
    +0,0208 (+0,34%)
     

Conab corta previsão de safra de milho do Brasil 2020/21, mas vê oferta suficiente

·1 minuto de leitura
Caminhão descarrega milho colhido na segunda safra perto de Sorriso, no Mato Grosso

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) reduziu projeções para a produção total de milho do Brasil na safra 2020/21 para 106,4 milhões de toneladas, ante 108,96 milhões na estimativa do mês anterior, mas apontou não ver problemas de oferta do cereal.

"A Conab acredita que o suprimento nacional de milho, projetado neste boletim, comportará a demanda agregada ao longo de 2021 e permitirá um estoque suficiente para garantir o abastecimento nacional das cadeias agroalimentares e cumprir os contratos de exportação do cereal", afirmou a estatal em levantamento sobre as safras de grãos nesta quarta-feira.

O corte nas previsões para o milho veio diante de uma menor produção esperada na segunda safra, agora vista em 79,79 milhões de toneladas, contra 82,6 milhões no mês passado.

Para a soja, a Conab reduziu levemente a projeção, para 135,4 milhões de toneladas, contra 135,5 milhões no mês anterior, mas ainda em patamar recorde.

A produção de algodão em pluma do Brasil, por sua vez, foi estimada em 2,44 milhões de toneladas, abaixo das 2,49 milhões vistas anteriormente.

No trigo, a Conab prevê uma safra 2021 de 6,6 milhões de toneladas, contra 6,37 milhões no relatório anterior.

(Por Luciano Costa; Edição de Camila Moreira)