Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.694,54
    -597,74 (-1,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Comunidades negras e LGBTQI+ boicotam Twitch após ataques

·1 minuto de leitura
  • Três streamers começaram campanha por um dia contra a plataforma

  • Mais de 500 mil pessoas deixaram de acessar a plataforma no dia 1º

  • Twitch afirma que plataforma vai ouvir streamers para melhorar

Cansados de serem atacados com ódio racista e transfóbico por centenas de usuários da Twitch, três streamers resolveram não fazer vídeo por um dia em forma de protesto contra a plataforma. Com a ausência, eles esperavam forçar a empresa a apoiar influenciadores negros e de grupos marginalizados.

Leia também:

Os usuários RekItRaven, LuciaEverblack e ShineyPen, iniciaram a campanha #ADayOffTwitch (Um dia fora da Twitch, em inglês), pedindo aos usuários para irem ao escuro na última quarta-feira (1º) e pedindo aos telespectadores que apoiem os streamers de outras maneiras, como gorjetas através do PayPal ou Patreon.

Os três usuários têm seguidores modestos - mais de 4.400 seguidores, mas sua hashtag inspirou inúmeros outros streamers, incluindo aqueles com mais de 1 milhão de fãs, a tirar o dia de folga também. Um relatório preliminar, do jornalista Zach Bussey, mostrou em um ponto na quarta-feira que 5.000 usuários a menos estavam transmitindo e 500.000 espectadores a menos assistindo do que ao mesmo tempo apenas uma semana antes.

Agora, os organizadores esperam que a Twitch atenda às suas demandas e promova novas políticas para protegê-los. Em declaração, a empresa disse que apoia "os direitos dos streamers de se expressarem e chamarem a atenção para questões importantes em nosso serviço".

"Ninguém deveria sofrer ataques maliciosos e odiosos com base em quem é ou o que representa, e estamos trabalhando duro para melhorar a detecção de evasão de banimento no nível do canal e melhorias adicionais na conta para ajudar a tornar o Twitch um lugar mais seguro para os criadores", finaliza o comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos