Mercado fechado

Comprou um Porsche? Agora é hora de aprender a pilotá-lo!

feedback@motor1.com (Daniel Messeder)
Porsche curso

Participamos do curso de pilotagem da marca em Los Angeles. Teve volta rápida, drift e, claro, muitas rodadas...

"Fulano destrói Porsche em poste", "Sicrano bate Ferrari ao sair da loja", "Motorista de Lamborghini perde controle e vai parar dentro do rio"... Você pode mudar a marca do superesportivo e o tipo de acidente, mas infelizmente o que não faltam são notícias deste tipo envolvendo carros com muita potência e condutores com pouca experiência. Pensando nisso, a Porsche desenvolveu um curso de pilotagem para que o sonho de comprar um carro da marca não termine num acidente e o felizardo proprietário aprenda a extrair o máximo de sua máquina. 

Porsche curso

Mais da Porsche:

No Brasil, o curso é oferecido exclusivamente a donos de Porsche - você faz o treinamento com seu próprio carro. Mas, nos EUA, você pode ter qualquer carro (ou nenhum) e fazer o curso, pois o valor da inscrição já inclui um esportivo da marca para acelerar. Foi o que fizemos em nossa estada na Califórnia, por conta do lançamento do Taycan 4S (que iremos publicar a avaliação em breve) e do Salão de Los Angeles. 

Era uma manhã agradável em L.A. quando chegamos ao Porsche Experience Center, um parque de diversões com 214 mil metros quadrados, onde ficam diversas pistas de teste - até uma de terra para aulas com o Cayenne e o Macan. Nós iríamos fazer logo o curso mais "top", com nada menos que um 911 GT3, equipado com motor 4.0 aspirado de 6 cilindros opostos (boxer), que entrega 500 cv de potência e 46,9 kgfm de torque, podendo girar a 9 mil rpm!

Porsche curso

Após uma breve explicação sobre as provas que faríamos a seguir, já fomos direto para a pista. Cada aluno tem seu instrutor específico que te acompanha durante a 1h30 de curso, seja fazendo demonstrações ou dando toques para você melhorar sua performance. Isso mesmo, não pense que, mesmo se já tiver alguma experiência em pista ou track days (meu caso), o curso será uma mera diversão. Tenha humildade e você sempre aprenderá algo novo. 

Já fomos logo para uma prova contra o inesperado. Vamos entrar calmamente (cerca de 32 km/h) num trecho em reta molhado. Até aí tudo bem, mas, de repente, a traseira do 911 é jogada para um dos lados abruptamente. Rodei, é claro... O lance é ser o mais rápido possível na correção do carro, pois a manobra simula uma poça de óleo, por exemplo. E o 911, com seu motor traseiro, não perdoa - vai embora mesmo! Na segunda tentativa, percebi que era o chão que se movimentava para jogar o carro para o lado. Sim, há uma placa colocada abaixo da lâmina d'água que, acionada hidraulicamente, empurra o carro para a direita ou para a esquerda. Tem que ser muito rápido com o volante para segurar. Mas, depois entender a coisa toda, consegui vencer o desafio a 43 km/h. Parece pouco, mas eis a pegadinha: a superfície simula a aderência da neve...

Porsche curso

Reduzir a velocidade do limite do carro é a principal sacada do curso. Assim, você consegue lidar com as situações mais delicadas numa velocidade bem mais baixa, para aprender a lidar com o comportamento do carro. Foi o caso da próxima prova, cuja pista era cheia de curvas fechadas e tinha piso de concreto polido. Meu instrutor explica que, nessa condição, a 40 km/h, é como se o carro tivesse a cerca de 100 km/h no asfalto seco. De fato, o GT3 espalha ao menor sinal de acelerador, primeiro de frente (subesterço) e depois de traseira (sobreesterço). A intenção é que você aprenda a sentir o carro desgarrando e tome a decisão correta. No caso do subesterço, basta tirar o pé do acelerador e trazer o volante para dentro da curva. Já no sobreesterço, a coisa é mais complicada e, no 911, depende de um equilíbrio delicado entre pressão no acelerador e ângulo do volante. Para corrigir a saída de traseira, é preciso apontar o volante para o lado contrário da curva e acelerar. 

Porsche curso

Controlar o temperamento do carro era fundamental para a próxima etapa do curso: pista circular molhada, ou, em outras palavras, hora do drift! Aqui novamente é a "conversa" com o carro que vai definir se você vai ser o próximo Ken Block ou vai ver o mundo ao contrário. O GT3 tem 500 cv, mas, por ser aspirado, ele não tem uma resposta brusca de acelerador, o que "facilita" um pouco as coisas. Mesmo assim, perdi a conta de quantas rodadas foram necessárias para que eu me consagrasse com ao menos uma volta completa na derrapagem controlada - sem dúvida um exercício viciante no qual eu ficaria o resto do dia se o instrutor deixasse. 

De lá, fomos para as provas de aceleração e frenagem - que neste caso gabaritei por já estar acostumado a fazer os testes do Motor1.com. As saídas eram feitas com o controle de largada (aquela pancada na nuca seguida pelo 0 a 100 km/h em 3,4 segundos nesta versão com o câmbio PDK) e as frenagens deveriam aproveitar todo o poder dos discos ventilados do GT3. Parece besteira, mas a verdade é que 90% das pessoas não aplicam a pressão máxima no pedal de freio mesmo em situações de emergência - esse teste é justamente para aprender isso. Com o ABS (antitravamento) e o EBD (distribuidor de pressão de frenagem), o 911 para retinho mesmo se você tirar as mãos do volante durante o exercício. Antes da próxima fase, um gostinho de Nurburgring Nordschleife: depois da reta de aceleração, há uma curva que imita o carrossel da lendária pista alemã, com 33 graus de inclinação (foto acima). Com o ronco do GT3 ecoando no ar, foi puro êxtase!  

Porsche curso

Para o "gran finale", claro, a volta rápida na pista completa do complexo. Trata-se de um circuito de pouco mais de 2 km com diversas curvas, ondulações e até relevo, para aprender as melhores técnicas de frenagem e negociação com as curvas. Isso tudo com direito até a uma curva cega em descida que lembra o famoso "saca-rolha" do autódromo de Laguna Seca. Você vem numa subida e já tem de frear, pois não vê nada do que vem depois do topo. Daí há uma descida leve para a direita seguida de uma curva fechada à esquerda. É uma condição extrema para o 911, pois você alivia o acelerador e a traseira acompanha a inércia e quer fugir para fora do traçado. Na segunda volta, desci mais forte e tive de fazer um leve contra-esterço, no que meu instrutor brincou: "Isso é puro 911!", enquanto caíamos na gargalhada. 

Com as dicas certas de ponto de frenagem e tomada de tangente, logo fiquei à vontade e pude explorar os limites do GT3, agora de verdade - no asfalto seco e em altas velocidades. Que dia, caros leitores... Se tiver de férias por Los Angeles e tiver US$ 895 (preço do curso com o GT3, equivalente a cerca de R$ 3.800) para investir em diversão e aprendizado, é uma oportunidade daquelas que todo amante de carros deveria ter ao menos uma vez na vida.   

Serviço: Porsche Experience Center Los Angeles

Viagem a convite da Porsche do Brasil