Mercado abrirá em 1 h 7 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,35
    -1,14 (-1,03%)
     
  • OURO

    1.798,80
    -9,40 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    29.963,34
    -226,90 (-0,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    671,60
    -9,51 (-1,40%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.415,44
    -2,71 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.322,25
    -60,50 (-0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2779
    +0,0188 (+0,36%)
     

Comprar carro elétrico no Brasil pode ficar mais barato em breve; entenda

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os carros elétricos e híbridos podem ficar mais baratos no Brasil em breve. Um Projeto de Lei criado pelo senador Irajá (PSD-TO) visa eliminar o imposto de importação sobre esses veículos até 31 de dezembro de 2025. Diferentemente da lei anterior, que acabou no final de 2021, não haveria um limite de valor para o carro — antes em R$ 150 mil.

O estudo feito pelo senador revela que, em caso de eliminação desse imposto, que afetaria também peças e componentes, a queda no preço final poderia ser de 20% em cima do que é cobrado atualmente. Hoje, a alíquota cobrada sobre os carros elétricos e híbridos é de 35%.

Se aprovado, o projeto de lei derrubaria o preço do Renault Kwid E-Tech em quase R$ 30 mil (Imagem: Divulgação/Renault)
Se aprovado, o projeto de lei derrubaria o preço do Renault Kwid E-Tech em quase R$ 30 mil (Imagem: Divulgação/Renault)

"Como nós não temos ainda uma indústria que seja consolidada na fabricação de insumos, de componentes, de equipamentos que possam montar esses veículos elétricos híbridos. Boa parte desses equipamentos são importados da Ásia e da Europa e seria salutar que nós pudéssemos criar, nos próximos três anos, é isso que propõe o projeto, a isenção do imposto de importação desses equipamentos. O impacto disso é da ordem de 35% do imposto que é cobrado sobre esses produtos comercializados aqui internamente" disse Irajá, em entrevista ao site oficial do Senado.

Atualmente, o carro elétrico mais barato à venda no Brasil é o novo Renault Kwid E-Tech, com preço sugerido de R$ 142.990 durante o período de pré-venda. Se o imposto for retirado, o subcompacto zero emissão poderia custar na faixa dos R$ 115 mil.

Se aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos, o PL seguirá diretamente para a Câmara dos Deputados, sem passar pelo Plenário do Senado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos