Mercado abrirá em 37 mins
  • BOVESPA

    108.013,47
    +1.345,81 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.823,23
    -408,97 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,72
    -0,24 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.838,10
    -5,10 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    42.159,88
    +159,37 (+0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.001,98
    +7,23 (+0,73%)
     
  • S&P500

    4.532,76
    -44,35 (-0,97%)
     
  • DOW JONES

    35.028,65
    -339,82 (-0,96%)
     
  • FTSE

    7.584,42
    -5,24 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.159,50
    +126,00 (+0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1647
    -0,0027 (-0,04%)
     

Compostos de cannabis podem prevenir covid-19, aponta estudo

·1 min de leitura

Segundo um estudo publicado na última segunda-feira (10) na revista científica Journal of Natural Products, compostos de cannabis podem bloquear o SARS-CoV-2, prevenindo assim a covid-19. O segredo está em dois ácidos canabinoides que podem ser encontrados no cânhamo (planta da espécie Cannabis sativa).

Esses ácidos (o canabigerólico, CBGA, e o canabidiólico, CBDA) podem se ligar à proteína spike, que é essencial para que o coronavírus invada as células, e então bloquear a replicação do vírus. "Com um longo histórico de uso humano seguro, esses canabinoides, isolados ou em extratos de cânhamo, têm o potencial de prevenir e tratar a infecção por SARS-CoV-2”, diz o estudo.

Compostos de cannabis podem prevenir covid-19 (Imagem: Rick Proctor/Unsplash)
Compostos de cannabis podem prevenir covid-19 (Imagem: Rick Proctor/Unsplash)

Segundo a pesquisa, os canabinoides apresentaram "pouco ou nenhum efeito colateral", mas vale apontar que o CBGA e o CBDA não têm nada a ver com o conhecido efeito psicoativo da cannabis, que se deve ao THC (tetrahidrocanabinol). "Esses ácidos canabinoides são abundantes em muitos extratos de cânhamo, e não são substâncias controladas, como o THC", afirma Richard van Breemen, principal autor do artigo.

Os pesquisadores também notaram que os compostos bloquearam a ação de variantes do coronavírus, como a Alfa (B.1.1.7) e a Beta (B.1.351), e agora a ideia é testar os efeitos nas variantes Delta e Ômicron. "Como complemento às vacinas, os agentes terapêuticos de pequenas moléculas podem ser necessários para tratar ou prevenir a covid-19", ressaltam os cientistas por trás da pesquisa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos