Mercado abrirá em 6 h 33 min

Sem completar missão, cápsula espacial da Boeing volta à Terra no domingo

Cápsula Starliner

A nova cápsula da Boeing, Starliner, aterrissará nos Estados Unidos neste domingo (22), sem ter completado seu objetivo principal de se unir à Estação Espacial Internacional (ISS) - confirmaram a NASA e o gigante aeroespacial neste sábado (21).

A aterrissagem da cápsula está programada para as 5h57 de domingo (9h57 em Brasília) em White Sands, no Novo México, seis dias antes do esperado.

A Starliner se encontra em órbita, a 250 quilômetros de altitude. Os engenheiros da Boeing programaram seus propulsores para que a cápsula entre na atmosfera sobre o Pacífico. Paraquedas vão abrir no final da descida, e grandes airbags vão suavizar seu pouso no deserto.

A cápsula decolou na sexta-feira, do Cabo Cañaveral, na Flórida. Pouco depois de se separar do foguete que a transportava, seus motores não ligaram conforme o planejado, impossibilitando que entrasse na órbita correta para alcançar a ISS. A Estação Espacial voa ao redor da Terra a cerca de 400 quilômetros de altitude.

A falha fez a Starliner consumir combustível em excesso para tentar corrigir sua posição automaticamente, não podendo, portanto, cumprir sua missão.

Por isso, a Boeing e a NASA decidiram trazer Starliner de volta para a Terra 48 horas após seu lançamento.

A Boeing confirmou que o erro ocorreu, devido a uma anomalia no contador de "tempo transcorrido" da missão. Com o horário errado, os motores da cápsula não foram acionados no momento esperado, pouco depois de se separar do foguete.