Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    18.886,04
    -8,47 (-0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Compass, da Cosan, apresenta proposta para aquisição de 51% da Gaspetro

Erica Martin
·1 minuto de leitura

A concretização da transação, porém, está sujeita a diversos fatores A Compass, controlada pelo Grupo de energia e logística Cosan, comunicou, na tarde de hoje, que o seu conselho de administração aprovou a apresentação de proposta para aquisição de 51% da Gaspetro, refinaria de gás da Petrobras. A concretização da transação, porém, está sujeita a diversos fatores. “Incluindo a escolha da proposta apresentada pela Compass como vencedora do processo competitivo; a conclusão bem sucedida das negociações decorrentes e a celebração do respectivo do contrato de compra e venda, que preverá condições precedentes habituais em transações desta natureza, incluindo aprovações regulatórias e concorrenciais”, afirmou a empresa em comunicado. A Gaspetro é uma holding que detém participações em 19 distribuidoras de gás, que exploram, com exclusividade, os serviços locais de distribuição de gás canalizado em diversos Estados do Brasil. Segundo a Compass, a proposta apresentada conta com garantia de sua controladora, Cosan . Já os demais termos e condições são confidenciais, em razão da natureza do processo competitivo conduzido pela Petrobras. O Supremo Tribunal Federal (STF) tem dado aval para a venda das refinarias da Petrobras, o que reforça a segurança jurídica do principal trunfo do programa de desinvestimentos da estatal. Compass Gás e Energia, empresa do grupo Cosan Divulgalção/Compass