Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.812,87
    +105,11 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.729,80
    -4,24 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,63
    +0,13 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.771,70
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    23.392,38
    +43,20 (+0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    558,74
    +1,01 (+0,18%)
     
  • S&P500

    4.283,74
    +9,70 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    33.999,04
    +18,72 (+0,06%)
     
  • FTSE

    7.541,85
    +26,10 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.529,00
    +5,75 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2349
    -0,0243 (-0,46%)
     

Comparativo Nest Hub x Echo Show 8: uma escolha entre Google e Alexa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os smart displays ainda não atraem tanta atenção quanto os alto-falantes inteligentes no Brasil, mas são dispositivos interessantes, que complementam bem a casa inteligente. Google Nest Hub 2ª Gen e Echo Show 8 (2021) são dois ótimos exemplos.

Cada um pode ser considerado o modelo intermediário mais interessante de cada fabricante. Um modelo tem o Assistente do Google, enquanto outro aposta na Alexa para controlar a sua casa e organizar sua agenda. Mas qual é o mais indicado?

Os dois modelos aqui comparados são o de segunda geração. Você ainda encontra ambas as primeiras gerações à venda, mas a tendência é que fiquem apenas os mais novos disponíveis no futuro próximo.

Design e construção

  • Google Nest Hub: 177,4 x 120,4 x 69,5 mm, 558 g;

  • Amazon Echo Show 8: 200 x 135 x 99 mm, 1.037 g

Nest Hub 2ª Geração e Echo Show 8 (2021) consistem, basicamente, de uma tela com um apoio para ficarem em uma bancada. Mas o formato de cada dispositivo é bastante diferente, e cada um ocupa espaços distintos no ambiente.

A tela do Google é mais compacta, e eu descrevo o dispositivo como um tablet com suporte embaixo. Este apoio não é removível, e é nele que fica o sistema de som do produto.

Já o da Amazon traz o display na frente e é como uma televisão antiga, cuja traseira ocupa uma parte considerável do espaço. Ambos possuem plástico em volta da tela e tecido na parte de trás, onde fica o alto-falante.

O Nest Hub é menor e fica mais discreto no ambiente, além de ser mais leve. A questão do peso, no entanto, não é tão importante porque são produtos feitos para ficarem fixos em um lugar. E há razão para o Echo Show ter mais de um quilo, como veremos nos próximos tópicos.

Tela

Os dois dispositivos possuem telas com uma polegada de diferença no tamanho, e usam resolução HD. Mas a densidade de pixels por polegada é um pouco maior no Echo Show 8. São aproximadamente 188,7 ppp no modelo da Amazon, contra 169,6 ppp no do Google.

  • Google Nest Hub: 7 polegadas HD (1024 x 600 pixels);

  • Amazon Echo Show 8: 8 polegadas HD (1280 x 800 pixels).

Isso significa que a imagem percebida fica um pouco mais nítida no Echo Show 8 do que no Nest Hub. Mas me pareceu, no período em que usei, que a interface do dispositivo do Google consegue preencher melhor os espaços, com itens que aparentam melhor definição.

Google Nest Hub tem tela pequena e, por isso, consegue exibir boa qualidade mesmo com resolução HD (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)
Google Nest Hub tem tela pequena e, por isso, consegue exibir boa qualidade mesmo com resolução HD (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Um detalhe importante é que, enquanto o Nest Hub tem uma tela com 7 polegadas, a do Echo Show 8 possui 8 polegadas. Caso a sua preferência seja pelo tamanho maior, aí não tem nem dúvida: o dispositivo da Amazon é a melhor opção.

Ambos os displays são sensíveis ao toque com boa resposta tátil. Isso facilita bastante a interação, que vai além dos comandos de voz ou de simples reprodução de vídeos. Você consegue controlar dispositivos inteligentes, ver previsão do clima, tocar playlists e por aí vai.

O brilho é automático e consegue bons níveis, até por serem dispositivos de uso interno. E para quem quiser instalar no quarto, não se preocupe que há sensor que reduz o brilho e coloca itens escuros na tela para evitar luz excessiva durante a noite.

Sistema de som

O Nest Hub de 2ª Geração tem apenas um alto-falante com driver de 43,5 mm. Isso significa que é um sistema mono, com foco principalmente nos médios. Mesmo assim, é possível escutar bem as respostas do Assistente em qualquer lugar do ambiente.

  • Google Nest Hub: 1 driver de 43,5 mm;

  • Amazon Echo Show 8: 2 drivers de 101,6 mm cada.

Por outro lado, o Echo Show 8 já tem alto-falantes duplos, com drivers bem maiores que ainda têm um radiador de graves passivo. O som soa melhor, e até já é possível curtir um pouco de música com alguma qualidade. Mas não chega a ser claramente superior ao concorrente.

Remoção do P2 dificulta um pouco o uso de caixas de som externas ao Echo Show 8 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Remoção do P2 dificulta um pouco o uso de caixas de som externas ao Echo Show 8 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Pense que o foco destes dispositivos é a interação por voz, com respostas de assistentes para você saber notícias, clima, sua agenda e afins. Neste sentido, ambos conseguem emitir áudio claro e nítido, e nem precisa deixar em volumes muito altos.

Se você busca algo um pouco além, para ouvir música ocasionalmente, talvez seja melhor pensar em um alto-falante inteligente. Ou pode conectar um dispositivo de áudio externo no smart display. Neste caso, ambos oferecem o Bluetooth como alternativa (nada de conector P2).

Configuração e desempenho

Apesar da diferença no número de núcleos nos processadores desses dois dispositivos, ambos rodam de maneira satisfatória. Aqui não temos celulares ou tablets que exigem um poder de processamento maior, mas sim telas com foco claro, que é assistir o dia a dia de uma casa inteligente.

  • Google Nest Hub: modelo de processador não informado Quad-core;

  • Amazon Echo Show 8: MediaTek MT8183 Octa-core;

Sendo assim, tanto o Google Nest Hub quanto o Echo Show 8 conseguem dar conta do recado. Não há travamentos ou engasgos mesmo quando você tenta resolver alguma coisa diretamente na tela. A resposta dos comandos de voz é quase sempre instantânea.

Alto-falante fica atrás da tela do Google Nest Hub (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)
Alto-falante fica atrás da tela do Google Nest Hub (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

É bom ter em mente que boa parte dos processos é realizada na nuvem, por isso é bom ter uma boa conexão de internet em casa. Quanto mais longe o dispositivo estiver do modem ou roteador, maior pode ser o atraso na resposta, já que uma parte significativa depende da internet.

Neste sentido, a minha percepção como usuário de ambos os modelos é que o sistema da Amazon é mais ágil. A Alexa fica pronta para ouvir mais rápido que o Assistente do Google, e demora menos para se comunicar com a nuvem e realizar a ação solicitada pelo usuário.

Usabilidade

Uma das grandes vantagens dos smart displays para os alto-falantes inteligentes é, justamente, a tela. Você não só pode executar ações com alguns gestos e toques no visor sensível, como também pode ver horário, clima e diversas outras informações importantes.

Pessoalmente, interface do Google Home Hub me agrada mais, por ser mais completa. É quase um tablet, porém sem a possibilidade de instalar novos apps. O dispositivo é mais intuitivo que o Echo Show.

Echo Show 8 vai além de um simples assistente virutal de cabeceira (Imagem: Ivo/Canaltech)
Echo Show 8 vai além de um simples assistente virutal de cabeceira (Imagem: Ivo/Canaltech)

Mas tem um problema crucial para os usuários brasileiros: não tem o idioma português. Mesmo que o Assistente fale a nossa língua, o Home Hub não é vendido oficialmente por aqui, e o Google não disponibiliza a opção do PT-BR no dispositivo.

A Amazon oferece um suporte melhor neste sentido, e mesmo que você compre o Echo Show lá fora, consegue mudar para o português sem dificuldade.

Conectividade

Nest Hub e Echo Show 8 só usam fio para a fonte de energia. E só funcionam quando conectados a uma tomada. O que não chega a ser um problema tão grave, já que na falta de energia elétrica, o mais comum é que sua casa também fique sem internet.

Além do Wi-Fi de banda dupla, com conexão em redes 2,4 GHz e 5 GHz, os dispositivos também oferecem Bluetooth. Assim, é possível conectar alto-falantes externos ou mesmo fones de ouvido, e com boa qualidade sonora.

O Echo Show 8 ainda tem uma entrada micro USB.

Google Nest Hub vs Amazon Echo Show 8: qual é melhor?

O Echo Show 8 tem áudio de maior qualidade, com som estéreo e tela maior com densidade de pixels por polegada superior. Além de ter o português de fábrica e vender oficialmente no Brasil, com suporte e assistência técnica.

Já o Nest Hub tem uma interface mais intuitiva e completa, além de mais agradável. Dois pontos que, eu reconheço, são muito mais pessoais. Além disso, a ausência do português como opção de interface e até de conversação com o Assistente pesa muito contra o dispositivo do Google.

Eu tenho que recomendar um dos dois, e acho que está bem claro que o Echo Show 8 é muito mais interessante para ter no Brasil. O dispositivo é superior em boa parte dos quesitos e não tem problema com suporte por aqui. Não precisa importar para ter em sua casa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos