Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.663,68
    +289,81 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.433,64
    -539,63 (-1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,09
    +1,27 (+1,52%)
     
  • OURO

    1.814,90
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    41.693,90
    -533,88 (-1,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    993,11
    -16,28 (-1,61%)
     
  • S&P500

    4.583,99
    -78,86 (-1,69%)
     
  • DOW JONES

    35.404,94
    -506,87 (-1,41%)
     
  • FTSE

    7.563,55
    -47,68 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    -105,25 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    28.257,25
    -76,27 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    15.270,75
    -325,00 (-2,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2993
    +0,0055 (+0,09%)
     

Comparativo iPhone 13 x Galaxy S21+: qual tem a melhor experiência?

·12 min de leitura

O Canaltech compara Apple iPhone 13 e Galaxy S21 Plus para ajudar quem busca um celular topo de linha com foco na experiência de uso em si. Afinal, tratam-se de dois dos melhores smartphones já lançados, com tela, processador e memória que não deixam a desejar a nenhum outro.

Ou seja, neste comparativo a ideia é avaliar dois dos melhores modelos disponíveis no mercado para quem não faz tanta questão de câmeras poderosas. Não que eles não ofereçam conjuntos excelentes, mas não são tão completos quanto suas versões Pro e Ultra.

Conheça as diferenças entre iPhone 13 e Galaxy S21+ para, ao final, analisar preços e vantagens ou desvantagens de um para o outro e decidir qual deles comprar.

Design e construção

O módulo de câmeras do iPhone 13 foi apelidado de 'cooktop' (Imagem: Ivo/Canaltech)
O módulo de câmeras do iPhone 13 foi apelidado de 'cooktop' (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Galaxy S21+ é consideravelmente maior que o iPhone 13, principalmente por conta da tela ter 0,6 polegadas a mais. Mesmo assim, ele é proporcionalmente mais alto, já que conta com uma tela de 20:9, enquanto a do celular da Apple tem 19,5:9.

  • iPhone 13: 146,7 x 71,5 x 7,7 mm, 174 g;

  • Galaxy S21+: 161,5 x 75,6 x 7,8 mm 200 g.

Ou seja, se você quer uma opção mais compacta, neste caso, o iPhone 13 é mais indicado. Não que o S21 Plus seja ruim de segurar. Longe disso. O formato é confortável e, mesmo com a tela grande, o dispositivo tem bom aproveitamento, tanto que a parte da frente é cerca de 88% ocupada pelo display. Esta taxa fica em cerca de 86% no celular da Maçã.

O visual destes celulares é bem diferente. Enquanto a versão 2021 do smartphone da Apple segue seus antecessores, especialmente o iPhone 12, com laterais retas, módulo de câmera no estilo ‘cooktop’ e notch ainda bem largo, o modelo da Samsung tem moldura lateral que se estende ao módulo das câmeras e furo na tela para a câmera frontal.

O material de acabamento é o mesmo: vidro na frente e atrás, com proteção contra riscos e revestimento oleofóbico na tela; e alumínio nas laterais. Mudam as opções de cores, com rosa, azul, meia-noite (preto), estelar (branco/creme) e vermelho para o iPhone 13, enquanto o S21 Plus está disponível em violeta, preto e prata.

Apenas a título de curiosidade: Apple e Samsung não enviam capinha nem carregador junto com os celulares deste comparativo. O iPhone tem conector tipo Lightning, e o Galaxy é USB-C, mas ambos têm um cabo com uma ponta USB-C para carregamento. E nada de conector para fones de ouvido.

Tela

Moldura lateral do Galaxy S21+ se estende à traseira e se junta ao módulo das câmeras (Imagem: Ivo/Canaltech)
Moldura lateral do Galaxy S21+ se estende à traseira e se junta ao módulo das câmeras (Imagem: Ivo/Canaltech)

Como já mencionei, o tamanho da tela é bem diferente nestes dois celulares. Além de ter mais polegadas, o Galaxy S21+ também tem proporção mais esticada, o que significa que o aparelho é mais alto, com mais pixels para navegação em pé. São 6,7 polegadas em 20:9 no modelo da Samsung, contra 6,1 polegadas e 19,5:9 no da Apple.

  • iPhone 13: Super Retina XDR OLED de 6,1 polegadas com resolução Full HD+ (1170 x 2532 pixels), HDR10;

  • Galaxy S21+: AMOLED Dinâmica 2X de 6,7 polegadas com resolução Full HD+ (1080 x 2400 pixels), HDR10+, 120 Hz.

Além do tamanho em polegadas maior, o smartphone da empresa sul-coreana também tem menos pixels em sua resolução. Com isso, ele tem uma densidade de aproximadamente 394 ppp, contra 460 ppp no iPhone 13. A imagem é mais nítida no aparelho da Apple, mas com os tamanhos da tela mal dá para perceber.

O celular da Samsung compensa com a taxa de atualização aumentada. Você pode usar o aparelho com mais fluidez nas animações com 120 Hz, que deixa mais suave a rolagem de tela e movimentos do sistema. O iPhone 13 tem tela de 60 Hz, já que a Apple optou por oferecer os 120 Hz apenas nos modelos Pro nesta geração.

No fim das contas, você tem dois celulares com ótima tela OLED e resolução que garante nitidez. Assim, você tem imagens vibrantes, boa nitidez e contraste em ambos, além do brilho excelente para usar na rua. Afinal, estamos falando de duas das melhores telas da indústria de smartphones.

Configuração e desempenho

O iPhone 13 pode ser considerado muito superior ao Galaxy S21+ por quem acompanha apenas números em benchmarks. Esta é uma ideia equivocada, aumentada ainda pelo fato de o celular da Samsung trazer a plataforma própria da empresa, o chip Exynos 2100.

  • iPhone 13: Apple A15 Bionic (5 nm), processador Hexa-core (2x 3,22 GHz Avalanche + 4x Blizzard), Apple GPU de 4 núcleos;

  • Galaxy S21+: Exynos 2100 (5 nm), processador Octa-core (1x 2,9 GHz Cortex-X1 + 3x 2,80 GHz Cortex-A78 + 4x 2,2 GHz Cortex-A55), Mali-G78 MP14.

Mas é verdade que o chip A15 Bionic está muito à frente de qualquer solução para celulares Android, principalmente em relação à GPU. Porém, quem usa o aparelho dificilmente vai encontrar situação na qual esta vantagem é realmente aproveitada, já que a Maçã costuma entregar potência superior à necessária justamente para que seus celulares sobrevivam muitos anos com desempenho impecável.

O Exynos 2100 está muito melhor que seu antecessor, o Exynos 990, que teve problemas de superaquecimento, perdendo poder de fogo com uso prolongado. O chip de 2021 não está perfeito, mas já é muito mais confiável e potente o bastante para o uso normal, além de aguentar muito bem jogos ou tarefas mais exigentes.

No fim das contas, a experiência em ambos é excelente e muito próxima. A vantagem do iPhone 13 é que a sobra no hardware ajuda em processos mais exigentes, além de oferecer maior durabilidade sem perda de velocidade. Ou seja, se você pretende trocar de aparelho em pouco tempo, digamos dois anos, pode partir para o Galaxy S21+ sem medo. Agora, se pretende ficar mais tempo com o mesmo celular, talvez o iPhone seja mais indicado.

O modelo da Apple tem menos memória RAM, com 4 GB contra 8 GB de seu concorrente. Mas oferece mais opções de armazenamento, com 128 GB, 256 GB ou 512 GB disponíveis, contra versões de 128 GB ou 256 GB do Galaxy S21 Plus. Nenhum dos dois permite expandir o espaço com cartão de memória.

O Canaltech fez o teste Wild Life Unlimited, na ferramenta 3D Mark, nos dois aparelhos. O iPhone 13 alcançou 10.238 pontos com 61,3 fps na versão normal e 2.344 pontos com 14 fps na Extreme. Já o celular da Samsung ficou em 5.889 pontos com 35,3 fps na versão normal e 1.932 pontos com 11,6 fps na Extreme.

Sistema operacional

O sistema operacional e a interface do usuário são os pontos em que há maior diferença entre esses dois celulares. A Apple desenvolve seu próprio software, o iOS, que é mais “fechado”, ou seja, dá menos opções de personalização e tenta guiar o usuário a utilizar o aparelho da maneira como a empresa pensa ser ideal.

Já a Samsung tem o Android, por cima do qual insere sua interface One UI. O sistema é desenvolvido pelo Google e é mais aberto a modificações e inclusive permite que o usuário baixe aplicativos em diferentes lojas ou até mesmo instale manualmente.

O iPhone 13 já sai da caixa com a versão 15 do iOS, enquanto o Galaxy S21 traz o Android 11 com a One UI 3. O celular da Apple deve receber atualizações completas por seis anos, até 2027, enquanto o da Samsung deve ter três versões do sistema e mais um ano de updates de segurança, até 2024.

Câmeras

Quem compra um celular topo de linha muitas vezes tem como prioridade a qualidade das câmeras. Entre iPhone 13 e Galaxy S21+, eu já adianto que não há muita diferença em nível de detalhes.

São ótimos conjuntos tanto na traseira quanto nas selfies. Mas há distinções importantes em como cada sensor se comporta em relação à temperatura de cores — o balanço de branco.

  • iPhone 13: 12 MP (f/1.6, principal) + 12 MP (f/2.4, ultra wide); 12 MP (f/2.2, frontal);

  • Galaxy S21+: 12 MP (f/1.8, principal) + 64 MP (f/2.0, teleobjetiva 1,1x) + 12 MP (f/2.2, ultra wide 120°); 10 MP (f/2.2, frontal).

O modelo 2021 da Apple ainda tem duas câmeras atrás e mais uma na frente, todas com a mesma resolução.

Os resultados costumam ser bem equilibrados entre os três sensores, com cores precisas, alto nível de detalhes e faixa dinâmica muito boa, com detalhes em áreas claras e escuras sem deixar de respeitar o que o seu olho vê na cena ao vivo.

Exemplos de fotos do iPhone 13

Exemplos de fotos do Galaxy S21+

Já o celular da Samsung repete as três câmeras traseiras e a frontal do seu antecessor, confiando no processador de imagem melhorado do Exynos 2100 para melhorar a qualidade das imagens.

O resultado tem características semelhantes ao iPhone, mas a ultra wide e a teleobjetiva pecam um pouco em nível de claridade e até na precisão das cores.

De qualquer forma, você consegue fotos ótimas com os dois aparelhos na maior parte dos cenários. E aí vai depender do seu gosto e estilo: enquanto o iPhone tenta entregar imagens mais editáveis, o Galaxy costuma ter resultados mais prontos para usar nas redes sociais.

Os recursos em vídeo também são bem interessantes e podem servir de diferencial, como modo cinema no iPhone 13 e opções bacanas de efeitos de desfoque de fundo no Galaxy S21 Plus. São dois dos melhores celulares para fotos e também para vídeos disponíveis no mercado atualmente.

Bateria

Recorte para sensores frontais diminuiu no iPhone 13, mas ainda é maior que em celulares Android (Imagem: Ivo/Canaltech)
Recorte para sensores frontais diminuiu no iPhone 13, mas ainda é maior que em celulares Android (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Galaxy S21 Plus tem capacidade de bateria maior que o iPhone 13, mas apresenta duração um pouco menor. São 4.800 mAh no celular da Samsung, contra 3.240 mAh no da Apple.

Mas o tempo de reprodução de vídeo na Netflix, com brilho da tela em 50%, é maior no smartphone da Maçã, segundo os testes do Canaltech. O iPhone ficou com uma estimativa que ultrapassa as 20 horas, ao passo que o modelo da Samsung chegou a aproximadamente 18 horas.

Segundo os testes de uso real aqui do Canaltech, ambos devem aguentar um dia inteiro de uso normal, que inclui bastante navegação nas redes sociais e uns jogos ocasionais, sejam leves ou pesados. O iPhone 13 deve chegar ao final do dia com uma sobra um pouco maior que o Galaxy S21+.

Claro que isso pode variar entre cada tipo de uso. Uma pessoa pode conseguir um tempo maior longe da tomada com o iPhone 13, enquanto outra pode conseguir extrair mais do Galaxy S21+.

O importante é que ambos têm boas chances de ficar o dia todo sem precisar de uma recarga. Em muitos casos, alguns minutos na tomada podem ajudar a chegar ao final da noite sem risco de o aparelho desligar.

Recarga

Gaaxy S21 Plus tem furo na tela discreto para a câmera frontal (Imagem: Ivo/Canaltech)
Gaaxy S21 Plus tem furo na tela discreto para a câmera frontal (Imagem: Ivo/Canaltech)

Esses celulares não trazem carregador dentro da caixa, mas oferecem recursos bacanas além do carregamento com fio. O suporte à recarga rápida com cabo é estimada em 23 W no iPhone 13 e anunciada em 25 W no Galaxy S21+.

Na opção sem fio, o modelo da Apple pode usar o carregador original MagSafe com até 15 W, mesma potência do smartphone da Samsung em carregadores por indução. Mas cuidado: em dispositivos com tecnologia QI, o iPhone só chega a 7,5 W de potência de recarga.

iPhone 13 vs Galaxy S21+: comparativo de ficha técnica

iPhone 13

Galaxy S21+

Dimensões e peso

146,7 x 71,5 x 7,7 mm, 174 gramas

161,5 x 75,6 x 7,8 mm, 200 gramas

Construção

Vidro Ceramic Shield e alumínio

Vidro Gorilla Glass Victus e alumínio

Tela

6,1", Super Retina XDR OLED, 1170 x 2535 pixels, 60 Hz, HDR10

6,7", AMOLED Dinâmico 2X, 1080 x 2400 pixels, 120 Hz, HDR10+

Chipset

Apple A15 Bionic

Exynos 2100

RAM

4 GB

8 GB

Armazenamento

128 GB, 256 GB, 512 GB

128 GB, 256 GB

Câmeras

12 MP + 12 MP (traseira);
12 MP (frontal)

12 MP + 64 MP + 12 MP;
10 MP (frontal)

Bateria

3.240 mAh

4.800 mAh

iPhone 13 vs Galaxy S21+: qual vale a pena?

O Galaxy S21+ é uma versão maior com acabamento mais premium do celular base da linha mais avançada da Samsung para 2021 (sem contar os dobráveis). Ou seja, vale para ele o que eu já havia apontado no comparativo do iPhone 13 contra o Galaxy S21.

Resumindo, você tem mais potência bruta, bateria com maior duração e câmeras mais equilibradas no modelo da Apple. Já o celular da Samsung tem tela com movimentos mais suaves, conjunto de câmeras mais completo e a possibilidade de carregar outros dispositivos sem fio quando não há tomada por perto.

Aqui, no entanto, você deve levar em conta o tamanho maior do Galaxy S21+ em comparação com seu concorrente. Se a sua preferência é por um celular mais compacto, o iPhone 13 é mais indicado. Ou dê uma olhada no Galaxy S21, que é nada mais que um S21+ menor (ou vice-versa).

E tem a questão do preço, que vai ser mais em conta no lado Android da competição. O iPhone 13 já chegou a custar R$ 5.700 em promoção da Black Friday, mas seu valor mais comum gira em torno dos R$ 6.700. O Galaxy S21+, que foi lançado há mais tempo, já aparece com frequência na casa dos R$ 4.000.

Antes de definir seu próximo celular, mais um ponto a levar em conta: o iPhone tem desvalorização menor que qualquer concorrente ao longo do tempo. Isso pode ser uma vantagem para o caso de você cogitar vendê-lo quando for trocar no futuro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos