Mercado abrirá em 3 h 14 min
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,84
    -3,25 (-3,53%)
     
  • OURO

    1.796,40
    -19,10 (-1,05%)
     
  • BTC-USD

    24.054,65
    -666,10 (-2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,81
    -0,47 (-0,08%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.508,27
    +7,38 (+0,10%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.501,50
    -76,25 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1906
    -0,0129 (-0,25%)
     

Comparativo AirPods Pro x AirPods 3: o que muda entre os dois fones Bluetooth?

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O AirPods 3 e o AirPods Pro são os principais fones de ouvido do tipo earbud da Apple. Apesar de ambos custarem acima de R$ 1.500, o primeiro é mais simples no som e nos recursos, enquanto o segundo oferece cancelamento de ruído e ótima qualidade sonora.

Mas, afinal, quais são as diferenças entre os dois? Com uma pequena diferença no preço, vale a pena investir no mais caro? Eu usei os dois fones de ouvido sem fio da Apple e respondo a essas e outras perguntas neste comparativo!

Construção e design

O AirPods Pro foi uma revolução na família AirPods em termos de design. A principal novidade foi a adoção do formato intra-auricular, que entra no canal auditivo, mas as hastes também ficaram menores. Achei as mudanças muito bem-vindas e convenientes para um modelo mais caro.

AirPods Pro mudou completamente o visual da linha (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)
AirPods Pro mudou completamente o visual da linha (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Já o AirPods 3, teoricamente a evolução direta do popular AirPods 2, decidiu misturar as duas linhas, portanto temos o formato auricular do fone de ouvido mais simples com a aparência diminuta do mais caro. É mais atual, mas senti que perdeu a essência da família.

Nos ouvidos, o AirPods Pro me agradou mais porque tem um encaixe mais firme, já que o formato intra-auricular deixa o fone mais seguro tanto ao fazer exercícios como ao consumir mídias. Só há uma leve pressão nos ouvidos, que pode desagradar alguns usuários.

O AirPods 3 é uma mistura dos AirPods 2 e AirPods Pro (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)
O AirPods 3 é uma mistura dos AirPods 2 e AirPods Pro (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Essa compressão é inexistente no AirPods 3, pois ele não entra no canal auditivo. Porém, o ponto negativo disso que é o encaixe pode ser prejudicado. Minha experiência com o modelo não foi das melhores, sempre precisando ajeitá-lo durante o dia.

No entanto, entendo haver algumas pessoas que preferem esse tipo de fone por não gostarem do formato invasivo do AirPods Pro, seja pelo conforto ou pela sensação de abafamento que eles causam. Melhor dizendo, depende muito do gosto pessoal do usuário.

Som

No som, o AirPods 3 ficou mais parecido com o AirPods de segunda geração do que com o AirPods Pro — o que já era de se esperar pela divergência de categorias. O modelo mais simples tem preferência para os médios e agudos, portanto não espere graves muito presentes, ainda mais considerando o seu formato auricular.

Mas, no geral, eu gostei da atuação do AirPods 3, mesmo não sendo meu perfil. Ele segura um pouco as batidas, o que pode soar menos profundo em algumas canções, embora continue bem definido.

Desempenho do AirPods 3 é interessante, mas não é meu perfil de som (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)
Desempenho do AirPods 3 é interessante, mas não é meu perfil de som (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Essa sensação fica um pouco mais visível em canções de rock e alternativo, pois todos os instrumentos soam claros até demais para o meu gosto. Mas, novamente, não é necessariamente um problema, pois tudo parece em ordem, mas eu prefiro mais densidade nos baixos.

O AirPods Pro também não é o rei das frequências mais baixas, mas se sobressai ao equilibrá-las com mais qualidade. Ele ainda mantém a preferência nos tons mais altos, porém oferece batidas definidas e espaçadas. Mesmo sendo menos presente nas faixas, é possível ouvir tudo com clareza.

Inclusive, por essa ótima separação, o AirPods Pro é um dos fones mais fáceis de equalizar, pelo menos no Spotify. Nos meus testes, bastou tirar um pouco do médio e do agudo para deixar a reprodução excelente.

Recursos extras e conectividade

O AirPods Pro é o earbud mais caro da Apple, portanto é o qual oferece mais recursos. O cancelamento ativo de ruído é o principal destaque — inclusive, devo dizer que foi um dos melhores que eu já usei em um fone totalmente sem fio. A filtragem é excelente em todas as condições e cenários.

Ele também tem o modo ambiente, que ativa os microfones do dispositivo para você ouvir o que está acontecendo ao seu redor com mais clareza. É muito interessante, principalmente se você utiliza muito o cancelamento de ruído na rua.

Outro recurso legal é o som espacial, que basicamente faz um efeito 360º em músicas, filmes e jogos. Infelizmente, ele funciona melhor nos serviços da Apple, como o Apple Music e o Apple TV+.

O cancelamento de ruído do AirPods Pro é um dos melhores que eu já usei (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)
O cancelamento de ruído do AirPods Pro é um dos melhores que eu já usei (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Dentre as funcionalidades extras do AirPods Pro, o AirPods 3 possui somente o som espacial, sem falar da certificação IPX4 para proteção contra respingos d’água.

Em conectividade, os dois são praticamente idênticos. A conexão com o iPhone e outros dispositivos Apple é excelente e as funcionalidades integradas performam muito bem.

Bateria e estojo de carregamento

Com relação à autonomia de bateria, o AirPods Pro promete até quatro horas e meia de reprodução de músicas com cancelamento ativo de ruído (ANC), subindo para até cinco horas com o recurso desativado.

Nos meus testes, o AirPods Pro aguentou até um pouco mais do que o prometido, mas, claro, sua autonomia vai depender do uso.

Já o AirPods 3 promete até seis horas de uso, sem ANC — até porque ele não tem. O fone não decepcionou, desligando após seis horas e 20 minutos. Lembrando que eu utilizei o produto com volume abaixo dos 70% — se ouvir músicas no volume máximo, a duração deve cair um pouco.

Bateria do AirPods 3 é melhor, mas precisamos considerar que não tem cancelamento ativo de ruído (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)
Bateria do AirPods 3 é melhor, mas precisamos considerar que não tem cancelamento ativo de ruído (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Além de copiar o irmão mais caro no visual, o AirPods 3 também trouxe um estojo de carregamento muito parecido com o do AirPods Pro. Ele tem um design mais achatado, então é mais confortável para carregar no bolso da bermuda.

A única diferença vai para a capacidade de bateria interna, pois o modelo mais barato oferece até 30 horas de músicas extras, contra 24 horas do mais potente.

AirPods Pro x AirPods 3: qual vale mais a pena?

Os dois fones são bem parecidos no design, porém distintos em qualidade sonora, recursos extras e bateria. Obviamente, o AirPods Pro é o melhor dos dois, trazendo som mais equilibrado, cancelamento de ruído excelente, aparência mais firme e bateria interessante, embora inferior a do irmão.

E toda essa superioridade tem um preço: em torno de R$ 1.900 e R$ 2.000. É um preço bastante alto para um fone de ouvido sem fio, mas, já considerando ser um produto Apple, acredito que ele entrega o que promete. É, sem dúvida, o melhor amigo para o seu iPhone.

Já com o AirPods 3, senti que a Apple poderia trazer uma evolução realmente significativa em relação ao AirPods 2, mas ele parou no meio da caminhada. O design renovado é interessante, sem contar a bateria de maior duração, mas o som não melhorou tanto para justificar o preço de, aproximadamente, R$ 1.600.

Resumindo, é melhor injetar cerca de R$ 300 a mais para levar um AirPods Pro que realmente se diferencia em relação aos outros AirPods, tanto na qualidade sonora como nos recursos. Quando o AirPods 3 for o fone Bluetooth mais barato da Apple, assim que o AirPods 2 deixar de ser vendido, aí sim eu o recomendo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos