Mercado abrirá em 2 h 18 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,96
    -1,99 (-2,84%)
     
  • OURO

    1.798,80
    +13,60 (+0,76%)
     
  • BTC-USD

    56.528,43
    -589,12 (-1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.429,44
    +0,51 (+0,04%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.008,68
    -101,27 (-1,42%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.273,75
    -117,00 (-0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3506
    +0,0214 (+0,34%)
     

CORREÇÃO (OFICIAL) - Aéreas dos EUA e Amazon unem esforços para reduzir emissões de aeronaves

·1 min de leitura
Avião de carga operado com combustíveis de aviação sustentáveis (SAF)

(Corrige para excluir no 6º parágrafo a LiveNation entre as companhias juntando-se ao grupo Saba)

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - As principais companhias aéreas dos Estados Unidos e a unidade de aviação da Amazon.com estão se juntando a um esforço para acelerar o desenvolvimento e o uso de combustíveis de aviação sustentáveis (SAF) para diminuir as emissões no transporte aéreo.

A Sustainable Aviation Buyers Alliance (Saba) disse que Amazon Air, Alaska Airlines, JetBlue e United Airlines estão se juntando ao esforço, que inclui grandes clientes corporativos das aéreas, para ajudar a conduzir no aumento da produção de SAF, redução de preços e avanços tecnológicos.

O Environmental Defense Fund e o Rocky Mountain Institute lançaram a SABA em abril, com empresas como Boeing, Bank of America, JPMorgan, Microsoft e Netflix para oferecer suporte à maior demanda do mercado por SAFs.

A Casa Branca disse em setembro que pretendia reduzir as emissões da aviação em 20% até 2030. As principais companhias aéreas dos EUA apoiaram uma meta voluntária da indústria de usar 3 bilhões de galões de SAF em 2030.

"Ao trabalhar em conjunto com outras empresas, estamos demonstrando que há uma demanda forte e crescente para a implantação rápida de combustíveis de aviação sustentáveis com boa relação custo-benefício, o que ajudará a Amazon a cumprir nosso compromisso de alcançar carbono zero líquido até 2040", disse Sarah Rhoads, vice-presidente da Amazon Global Air.

A Saba também disse que a Meta, detentora do Facebook, está se juntando ao grupo.

Quase 2,5% das emissões globais são resultado de viagens aéreas. Apesar da demanda para reduzir as emissões, há muito pouco SAF em uso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos