Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    50.628,30
    +653,62 (+1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

Companhia aérea terá voo 'sem destino' com recitação de mantras

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Thai Airways prepara 'voo sem destino'. (Foto: AP Photo/Michael Probst)
Thai Airways prepara 'voo sem destino'. (Foto: AP Photo/Michael Probst)

Uma companhia aérea da Tailândia oferecerá uma nova opção curiosa: um voo ‘sem destino’, que circulará por três horas antes de retornar ao exato ponto de onde ele partiu.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O projeto, da Thai Airways, terá como alvo o público religioso, mais especificamente os budistas. Isso porque o avião fará um tour por localidades consideradas sagradas para o budismo.

Leia também:

O avião partirá de Bangkok, e passará por 99 locais sagrados, como templos e cidades históricas. A ‘peregrinação aérea’ vai sobrevoar 31 províncias tailandesas.

Mas não é só. O voo contará também com um guia budista, especializado em religião, que comandará a recitação de mantras – espécie de oração – a bordo.

Segundo a Thai Airways, o voo ‘sem destino’ – que ao final voltará ao ponto de partida – é parte dos esforços da empresa para estimular o mercado aéreo doméstico, num cenário em que o setor foi fortemente atingido pela pandemia do novo coronavírus.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube