Mercado fechará em 3 h 9 min
  • BOVESPA

    122.343,57
    +542,36 (+0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.323,66
    +128,23 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,95
    +0,80 (+1,17%)
     
  • OURO

    1.808,40
    -6,10 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    39.406,14
    -97,81 (-0,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    978,55
    +2,65 (+0,27%)
     
  • S&P500

    4.418,12
    +15,46 (+0,35%)
     
  • DOW JONES

    34.975,41
    +182,74 (+0,53%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.146,50
    +73,00 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1327
    +0,0144 (+0,24%)
     

Companhia aérea do México planeja primeiro título verde

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A companhia aérea mexicana Volaris planeja emitir seu primeiro título verde até o fim do ano, disse o diretor-presidente da empresa, Enrique Beltranena.

Embora não haja um valor definido, a empresa está de olho na faixa de cerca de 1,5 bilhão de pesos (cerca de US$ 75 milhões), disse Beltranena em entrevista.

Algumas das metas sustentáveis da companhia aérea são aumentar a participação das aeronaves Airbus Neo na frota, que são mais eficientes em termos de combustível. Isso, por sua vez, deve levar a uma redução de 23% das emissões em relação aos níveis de 2015, afirmou.

Empresas em grandes setores emissores de carbono são atraídas para essa estrutura de financiamento por causa da flexibilidade em ajudá-las a reduzir sua pegada ambiental. Mas investidores e analistas têm questionado se esses títulos são realmente verdes.

A Volaris se recuperou da pandemia mais rápido do que a maioria das concorrentes. A companhia aérea, que já é a maior do México em passageiros transportados, busca capturar o que rivais estão deixando para trás no mercado nacional. As aéreas do México, ao contrário das concorrentes americanas, não receberam nenhuma ajuda do governo para enfrentar o colapso das viagens relacionado à pandemia. Isso contribuiu para o Grupo Aeroméxico entrar com pedido de recuperação judicial sob o Capítulo 11 da lei de falências nos Estados Unidos em junho de 2020 e levou a Interjet a interromper as operações em dezembro passado.

A Volaris, por sua vez, planeja elevar a capacidade em até 22% no mercado interno no terceiro trimestre, disse Beltranena em teleconferência sobre os resultados trimestrais na semana passada. A companhia aérea também quer adicionar 25 aeronaves nos próximos 18 meses.

A operadora está gerando caixa entre US$ 1 milhão e US$ 1,3 milhão diariamente, o que tem melhorado os níveis de capitalização, disse Beltranena. Com isso, a Volaris tem tempo para avaliar se a nova emissão será necessária, afirmou.

Um obstáculo aos planos de crescimento da Volaris é a decisão anunciada em maio pela Administração Federal de Aviação dos EUA de rebaixar a classificação de segurança do México para a categoria 2. Com a medida, companhias aéreas não podem mais adicionar rotas ou número de voos aos EUA, mas a FAA disse posteriormente que as empresas poderiam elevar a frequência a destinos que já possuíam 18 meses antes do anúncio.

Isso seria suficiente para a Volaris ao longo do próximo ano, disse Beltranena. Depois disso, seus planos de crescimento exigirão que o México volte à categoria 1, acrescentou.

Autoridades do México e dos EUA estão em negociações para assinar um acordo esta semana, no qual o governo americano ajudará o país vizinho a abordar os problemas que levaram ao rebaixamento, disse Beltranena. Ele espera que o retorno à categoria 1 ocorra entre seis meses e um ano.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos