Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.080,70
    +133,61 (+0,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Como vender em marketplaces de um jeito fácil e rápido em 2021

Guilherme Peixoto Artiles
·4 minuto de leitura

Num comércio de pequeno porte, ter uma loja virtual é uma das formas mais comuns de começar a vender pela internet, mas os marketplaces são os meios que possuem um tráfego e audiência grandes. Aproveitar desses dois benefícios pode oferecer aos seus produtos uma disparada de vendas, suprindo demandas e permitindo ao comerciante escalar dentro dessas plataformas digitais.

Porém, vender nessas plataformas exige algumas burocracias. Criar anúncios, elaborar as descrições e gerenciar o estoque para cada plataforma de marketplace pode ser um demorado e trabalhoso processo, visto que cada site possui suas próprias características e abordagens. Por isso, separei algumas dicas de como agilizar esses processos e vender de forma fácil nas maiores marketplaces do Brasil.

O tráfego em marketplaces

Os usuários que acessam determinada loja online são os que definem o tráfego da mesma. Ou seja, isso precisa ser altamente qualificado ao vender online, determinando um público-alvo do seu produto e da sua marca.

Imagem de Preis_King por Pixabay
Imagem de Preis_King por Pixabay

Na prática, ao abrir uma loja virtual, o tráfego qualificado também será o "oxigênio" do negócio, o que pode significar um alto custo nos primeiros meses para a aquisição de clientes. O lado bom, no entanto, é que os marketplaces como Magazine Luiza, Amazon, Mercado Livre entre outros já possuem um volume de tráfego qualificado, em que a atividade de verificar a demanda existente para cada categoria limita-se apenas a uma busca na plataforma. Não há a necessidade de custo de tráfego direto, então você só pagará uma comissão a cada venda, depois da mesma ser efetuada e concretizada.

Em meios offline, como um shopping ou lojas de rua, por exemplo, esse fluxo de compradores é observado ao expor os produtos nas vitrines. Já vender através de marketplaces permite que o seu produto chegue ao cliente que o procura, agilizando muito as estratégias de vendas.

Cadastrando os produtos e gerenciando estoque

É importante estar presente em vários marketplaces uma vez que seu objetivo é aumentar as vendas e captar mais clientes. Como explicado no tópico anterior, não existe uma desvantagem nisso, como exemplificado nas comissões.

Entretanto, isso significa que, de forma ideal, será necessário adequar-se aos processos, descrições e categorias de cada Marketplace por vários fatores ligados às diretrizes ou características particulares das plataformas. O Cadastro individual também é uma tarefa demorada, pois envolve a inserção de fotos e outros procedimentos.

Essas tarefas acabam tornando todo o processo de gerenciamento de um marketplace demorado. Em alguns casos, quando você administra o estoque em uma plataforma, é necessário alterar esse número nos demais marketplaces que você vende esse produto, uma vez que ele está cadastrado em mais de um site e-commerce. As chances de conflito são grandes e comuns, mas não precisam de fato acontecer se você contratar um serviço que pode te ajudar a lidar com isso.

Imagem de justynafaliszek por Pixabay
Imagem de justynafaliszek por Pixabay

A Hubsales é uma plataforma que serve como um Hub de integração, realizando toda a parte de integrar a sua loja ou marca aos marketplaces, verificando os requisitos, facilitando a gerência de estoque em um único lugar e muito mais funções. Além disso, o serviço te orienta em todo o processo de definição de mix de produtos, precificação, fotografia e outros itens, além de a própria plataforma elaborar para você (em todos os seus produtos) a descrição de acordo com as especificidades de cada Marketplace, e ativar o cadastro dos produtos.

A ficha técnica dos produtos é transformada pensando no quão atraente aquilo pode ser para o público-alvo, acelerando a performance e presença da marca ou loja nos marketplaces. Todos os processos de cadastros, personalizações individuais e gerência de estoque tomariam um tempo precioso que poderia ser utilizado para focar em impulsionar as suas vendas, e se preocupar somente com o mais importante.

Utilizar o tráfego e agilidade dos marketplaces é responsável pelo sucesso de muitas marcas e lojas virtuais, que podem também aliar essa estratégia à criação de uma loja virtual própria posteriormente, mas facilitar a gestão nos marketplaces com plataformas de integração com certeza torna todo o processo muito mais simples.

Tenha não só uma integração completa, mas um suporte individualizado, disposto a colocar os seus produtos nas plataformas e posicioná-los da melhor forma por você.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: