Mercado abrirá em 2 h 25 min
  • BOVESPA

    106.373,87
    -553,92 (-0,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.973,27
    +228,35 (+0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,20
    +1,38 (+1,65%)
     
  • OURO

    1.812,30
    -4,20 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    41.807,52
    -983,24 (-2,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.001,05
    -24,68 (-2,41%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.541,08
    -70,15 (-0,92%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    -105,25 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    28.257,25
    -76,27 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -313,00 (-2,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2938
    0,0000 (0,00%)
     

Como usar o Pix Saque e Pix Troco

·3 min de leitura

Pix Saque e Pix Troco são modalidades do Pix para que os usuários possam sacar dinheiro em espécie. Ambas funcionam por meio de um QR Code, em que a pessoa lê o código, autoriza o pagamento e recebe a quantia.

Aprenda no tutorial a seguir como usar o Pix Saque e Pix Troco, além de conhecer os limites e taxas do serviço.

Pix Saque: como funciona

O Pix Saque é uma modalidade que transforma estabelecimentos cadastrados em uma espécie de “caixa eletrônico”, facilitando o saque de valores em espécie.

Sabe o saque convencional feito em terminais de atendimento do seu banco? É o mesmo conceito, com a diferença que você usa o celular para ler um QR Code, faz um Pix para a loja e recebe o valor em dinheiro em espécie. Por exemplo, se você faz um Pix de R$ 100, então o estabelecimento devolve os mesmos R$ 100 em notas físicas.

Para usar o Pix Saque:

  1. Vá até o estabelecimento comercial que oferte o Pix Saque;

  2. Abra o app do seu banco e vá na função Pix;

  3. Procure pelo recurso para leitura de QR Code;

  4. Use a câmera do celular para ler o código informado pela loja;

  5. Revise as informações do Pix Saque na tela do celular;

  6. Confirme o Pix e receba o valor integral da transferência em dinheiro físico.

Pix Saque e Pix Troco: leia ou cole o QR Code informado pelo estabelecimento para sacar dinheiro com Pix (Captura de tela: Caio Carvalho)
Pix Saque e Pix Troco: leia ou cole o QR Code informado pelo estabelecimento para sacar dinheiro com Pix (Captura de tela: Caio Carvalho)

Pix Troco: como funciona

O Pix Troco é semelhante ao Pix Saque. Você ainda usa um QR Code para efetuar uma transferência, só que você faz uma compra pagando um valor excedente com Pix e recebe o troco daquele produto em dinheiro.

Exemplo: você faz uma compra de R$ 400, mas faz um Pix de R$ 500 após ler o código. O comerciante então te devolve R$ 100 em espécie. Daí vem o nome “Pix Troco”, já que o pagamento com Pix de uma compra é superior ao da mercadoria ou serviço, e o estabelecimento devolve em dinheiro o valor excedido.

Para usar o Pix Troco:

  1. Vá até o estabelecimento comercial que oferte o Pix Saque;

  2. Abra o app do seu banco e vá na função Pix;

  3. Procure pelo recurso para leitura de QR Code;

  4. Use a câmera do celular para ler o código informado pela loja;

  5. Revise as informações do Pix Troco na tela do celular;

  6. Confirme o Pix e receba de volta o valor excedente em dinheiro físico.

É possível consultar os limites e transferências do Pix Saque e Pix Troco no app do seu banco (Imagem: Bruno Salutes)
É possível consultar os limites e transferências do Pix Saque e Pix Troco no app do seu banco (Imagem: Bruno Salutes)

Qual o valor máximo para saque?

O limite para transações do Pix Saque e do Pix Troco é de R$ 500 durante o dia e de R$ 100 à noite (entre 20h e 6h). O limite é diário e não cumulativo para o dia seguinte, porém os estabelecimentos têm autonomia para definir limites menores.

Pix Saque e Pix Troco têm taxas?

Pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs) podem fazer até oito saque gratuitos por mês do Pix Saque ou do Pix Troco. Entretanto, os comerciantes podem diminuir esse total para até quatro saques sem cobrança para pessoas físicas. Pessoas jurídicas podem ser cobradas já na primeira transação.

O comércio que disponibilizar o serviço vai receber uma remuneração que pode variar de R$ 0,25 a R$ 0,95 por transação, podendo ser negociada com o banco em que o dono do estabelecimento tem conta. O Banco Central ainda não informou qual o valor das taxas cobradas após os oito saques gratuitos mensais.

Este artigo não é um publieditorial. Tem caráter unicamente informativo e não isenta o leitor quanto ao dever de tomar conhecimento e compreender a integralidade dos termos de uso do serviço mencionado na matéria jornalística aqui publicada. O Canaltech não se responsabiliza pelas condições e alterações de uso dispostas por empresas, plataformas ou agentes externos, sendo certo que a utilização de serviços de terceiros por parte dos nossos leitores ocorre exclusivamente por sua conta e risco.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos