Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.832,81
    +267,62 (+0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Como SpaceX de Elon Musk divide vilarejo na fronteira entre EUA e México

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
No centro de Brownsville, um mural mostra Elon Musk e a mensagem "Boca Chica para Marte"
No centro de Brownsville, um mural mostra Elon Musk e a mensagem 'Boca Chica para Marte'

"Há muito movimento e barulho. Mas isso é um progresso. Podemos nos adaptar."

É assim que Jim Crawford, aposentado de 76 anos, resume sua vida em Boca Chica Village, um assentamento de cerca de 20 casas no condado de Cameron, no extremo sul do Texas, nos Estados Unidos, às margens do Golfo do México e a uma curta distância da fronteira.

Crawford vive a maior parte do ano em outro Estado americano, Michigan, mas todo inverno ele foge para sua casa de praia, onde o clima é mais ameno, as reservas naturais oferecem vegetação abundante e pássaros, e onde ele pode desfrutar de seu passatempo favorito: a pesca.

Mas há uma década, as coisas começaram a mudar em Boca Chica.

Jim Crawford, em frente à sua casa em Boca Chica Village
Jim Crawford diz que recebeu várias ofertas da Space X, mas não está disposto a vender sua casa em Boca Chica Village

Em 2013, a SpaceX , a empresa aeroespacial de Elon Musk, o homem mais rico do mundo com uma fortuna de cerca de US$ 273 bilhões (cerca de R$ 1,4 bilhão), se instalou a poucos metros da casa de Crawford.

A empresa comprou a maioria das propriedades em Boca Chica Village — onde não há água encanada ou sistema de esgoto — mas alguns moradores, como Crawford, estão relutantes em vendê-las.

Também adquiriu vários hectares de frente para o mar e em torno de várias áreas naturais protegidas, como o Parque Estadual Boca Chica, o Refúgio de Vida Selvagem de Boca Chica e a Área de Manejo da Vida Selvagem de Las Palomas.

Mensagem em Boca Chica Village
SpaceX comprou maioria das casa na localidade
Boca Chica Village
Em Boca Chica Village existem cerca de 20 casas, sem água encanada ou esgoto

"Não acho que eles (Space X) sejam muito cuidadosos com o meio ambiente. Eles derrubam muitas árvores e este é um santuário de pássaros. Agora há menos pássaros", descreve Crawford à BBC News Mundo, o serviço de notícias em espanhol da BBC, em frente à sua casa, dizendo que se contenta em ir pescar "quando não eles fecham a praia" para fazer testes.

'Foguetes no quintal de casa'

Boca Chica é um lugar estratégico para a SpaceX.

Assim como o Cabo Canaveral, no Estado americano da Flórida, Boca Chica fica perto do mar, em uma área relativamente pouco povoada, e é um dos pontos mais próximos da linha do Equador nos EUA.

Uma casa da SpaceX em Boca Chica Village com os protótipos da Starship por trás
Muitas das casas em Boca Chica foram compradas pela SpaceX

E, diferentemente da Califórnia, onde Elon Musk estabeleceu a maioria de suas empresas, o Texas iniciou nos últimos anos uma campanha oferecendo benefícios fiscais que fizeram com que o bilionário transferisse várias de suas operações para o Estado.

No início de abril, Musk abriu uma "gigafábrica", um enorme centro de produção de seus carros elétricos Tesla, em Austin.

Elon Musk durante a apresentação da fábrica da Tesla em Austin em 7 de abril
Elon Musk durante a apresentação da fábrica da Tesla em Austin em 7 de abril

Várias autoridades locais comemoram que o bilionário tenha escolhido este canto do país.

"Ninguém imaginou que lançaríamos foguetes do nosso quintal", diz o juiz do Condado de Cameron, Eddie Treviño, que também é prefeito.

"Esse compromisso e investimento da SpaceX em Boca Chica inspirou muitas pessoas a ficarem empolgadas com o futuro de Brownsville, do condado de Cameron e do vale", diz ele à BBC News Mundo.

Juiz Eddie Treviño
Juiz Eddie Treviño é o responsável pelo condado de Cameron

'Somos uma mistura'

O Condado de Cameron compreende geograficamente várias localidades e áreas, incluindo Boca Chica e Brownsville. Esta última é a maior cidade do Vale do Rio Grande do lado americano, com quase 200 mil habitantes e governo e legislação próprios.

Como qualquer cidade fronteiriça, a composição demográfica de Brownsville está longe de qualquer outra nos Estados Unidos.

Lá, 94% da população se percebe como hispânica ou latina, segundo o último censo.

"Não somos o México e não somos os EUA. Somos uma mistura", diz o corretor de imóveis Bruno Zavaleta, nascido e criado em Brownsville.

Carta em Brownsville
População de Brownsville é majoritariamente formada por pessoas que se identificam com o hispânicas

Até muito recentemente, as pessoas viviam e trabalhavam em constante movimento entre os dois lados da fronteira.

Em Brownsville, o espanhol e o inglês são ouvidos nas ruas.

Há cartazes nas duas línguas e até instalações artísticas que destacam a fusão de ambas em um "spanglish" que acaba criando novas palavras que só quem mora na fronteira entende.

Ponte internacional entre EUA e México
De Brownsville, atravessa-se por uma ponte internacional para Matamoros, no México
Cerca que marca fronteira entre EUA e México
Cerca que marca fronteira entre EUA e México

Mas a demografia também está mudando em Brownsville.

"Brownsville é uma comunidade predominantemente hispânica, mas está se tornando um pouco mais diversificada porque mais pessoas de fora estão se mudando para cá, por causa de empresas como a SpaceX. Isso nos colocou no mapa", afirma Roy De los Santos, responsável pelo distrito 3 de Brownsville.

Instalação artística com a palavra "wacha"
'Wacha' significa observar

De los Santos, que nasceu em Brownsville e se orgulha de suas origens mexicanas, espanholas e inglesas, também é o presidente do Sombrero Festival, que junto com Charro Days e Mr. Amigo compõem os três festivais mais importantes da comunidade para homenagear raízes latinas e celebrar a amizade entre Brownsville (EUA) e Matamoros (México).

Brownsville tem até uma "calçada da fama" cujas estrelas homenageiam personalidades e artistas que destacam a irmandade entre as comunidades dos dois lados da fronteira.

"Calçada da fama" em Brownsville
'Calçada da fama' em Brownsville
Homenagem a Mr Charro
'Mr Charro. Dedicado à cidade de Brownsville como sinal de amizade entre o México e os Estados Unidos', diz a placa

A realidade econômica de Brownsville é complexa.

De acordo com dados divulgados pelo Censo americano, quase 30% da população de Brownsville é pobre. E há menos de duas décadas encabeçava a lista como a cidade mais pobre de todo o país.

"Em Brownsville sempre houve pobreza. Mas há uma década, que coincide com a chegada da SpaceX, as mudanças começaram a ser vistas nos prédios do centro da cidade", descreve a imobiliária.

Centro da cidade de Bronwsville
Ruas do centro de Brownsville exibem placas em espanhol e inglês

Elizabeth St. é a rua principal de Brownsville que leva à ponte internacional para atravessar para o México. Há lojas de tecidos, bazares e prédios históricos que são facilmente reconhecíveis por sua arquitetura.

E em outras ruas vizinhas observam-se novos comércios e restaurantes.

"Em 10 anos, houve uma mudança significativa. Nunca pensei que Brownsville teria uma concessionária Tesla", diz Zavaleta.

Escritórios do Condado de Cameron
Escritórios do Condado de Cameron ficam neste edifício histórico de Brownsville

'A praia dos pobres'

A relação entre Brownsville e Boca Chica é muito próxima.

Alguns até dizem que "Boca Chica Beach é a praia de Brownsville" . Outros que é "a praia dos pobres" porque lá não se paga para entrar e não há empreendimentos imobiliários ou serviços.

Cerca de 40 quilômetros separam Brownsville de Boca Chica e para chegar lá é preciso pegar a Rota 4, única via de acesso.

Boca Chica Beach
Praia de Boca Chica fica a 40 quilômetros de Brownsville

A apenas cinco minutos da cidade já se pode apreciar o verde da vegetação local e a variedade de aves que procuram essas zonas úmidas para se alimentarem e procriarem.

Mas duas coisas se destacam nessa jornada.

A primeira é o controle migratório na rodovia. A praia de Boca Chica termina na foz do Rio Grande, fronteira natural com o México. Do outro lado está a praia de Bagdad, perto da cidade de Matamoros. Não há muro ali.

A segunda é que o horizonte é interrompido pelas gigantescas torres de montagem e armazenamento da SpaceX.

Plataforma de lançamento da SpaceX em Boca Chica
Na rota 4, pode-se ver a plataforma de lançamento da SpaceX em Boca Chica
Plataforma de lançamento da SpaceX em Boca Chica
Plataforma de lançamento da SpaceX em Boca Chica fica a metros da praia

E ao se aproximar da praia, pode-se ver de perto o trabalho que está sendo feito na fábrica da SpaceX, batizada de Starbase, que é o nome que muitos usam para toda a área de Boca Chica, embora não tenha havido um pedido oficial de mudança de nome.

Quem passa por esse trecho da estrada pode ver a construção dos motores e os protótipos das naves. Tudo está lá, à vista, embora cheio de placas que nos lembram que se trata de uma propriedade privada.

Para a Lua e além

A SpaceX se estabeleceu em Boca Chica com a ideia original de lançar seus foguetes Falcon 9 parcialmente reutilizáveis para colocar satélites em órbita.

Placa de área protegida
Em frente às instalações da SpaceX está o Parque Estadual Boca Chica, uma área protegida
SpaceX em Boca Chica
Estrutura da SpaceX em Boca Chica impressiona pelas dimensões

Há alguns anos isso mudou. Elon Musk decidiu que queria desenvolver a espaçonave Starship/Super Heavy aqui e enviar humanos de volta à Lua e além. Transportar pessoas para Marte é uma parte fundamental de seu plano.

Para que a SpaceX conduza as operações de lançamento da Starship de Boca Chica, a empresa deve obter uma autorização experimental ou licença de operador de veículo do Escritório de Transporte Espacial Comercial da Federal Aviation Administration (FAA), a agência de aviação federal dos EUA, algo que deve acontecer em breve.

A avaliação da FAA, entre outros requisitos, o potencial impacto ambiental.

"Estou otimista de que obteremos aprovação", disse Musk em fevereiro passado.

"Acho que nosso pior cenário é que estamos seis a oito meses atrasados na construção da torre de lançamento em Cabo (Canaveral, Flórida) e no lançamento de lá", acrescentou.

Maior empregador

Em seu discurso anual, em 21 de abril, o prefeito de Brownsville, Juan Trey Mendez, revelou números sobre o impacto da SpaceX na economia local e no condado.

"Um estudo recente de impacto econômico mostrou que a SpaceX gastou US$ 430 milhões em diferentes operações no condado de Cameron no ano passado", disse ele.

"Ela tinha mais de 1.600 funcionários diretos na Starbase, sendo 71% deles moradores do Vale do Rio Grande."

Segundo o prefeito, a SpaceX se tornou a maior empregadora privada de Brownsville.

Elon Musk
Elon Musk pretende lançar sua nave espacial para transportar pessoas de Boca Chica a Marte

Mas várias pessoas entrevistadas pela BBC News Mundo concordam que, para os moradores de Brownsville, só restam os empregos de menor qualidade.

"A maioria dos empregos profissionais são preenchidos por pessoas de fora da comunidade, especificamente jovens brancos", diz Emma Guevara, uma jovem ativista da organização Environmental Justice Network of South Texas.

"E os moradores ficam com os trabalhos de recepcionista, pedreiro ou lava-pratos", acrescenta.

Emma Guevara é membro da South Texas Environmental Justice Network
Emma Guevara é membro da South Texas Environmental Justice Network e critica o impacto ambiental e econômico da SpaceX em Boca Chica e Brownsville

De los Santos discorda. "Desde que sejam qualificados, os moradores conseguem emprego. E eu vi isso em primeira mão", ressalva.

"Obviamente, na ciência espacial, são necessárias pessoas muito especializadas. Se não tivermos o talento local, eles vão importar", acrescenta.

Impacto ambiental

A crítica mais ouvida contra a SpaceX é o possível impacto ambiental causado por suas operações.

"Realizamos vários projetos de pesquisa e monitoramento da vida selvagem na área nos últimos anos e documentamos impactos negativos substanciais durante esse período", diz Stephanie Bilodeau, bióloga conservacionista do Programa de Baías e Estuários Coastal Bend.

Pegadas no chão na área protegida em frente às instalações da SpaceX
Pegadas no chão na área protegida em frente às instalações da SpaceX

A área ao norte da estrada do local de lançamento seria a mais afetada. Ali, está o Parque Estadual Boca Chica.

"Inúmeros vestígios e marcas de arrasto de detritos de várias explosões podem ser vistos ao longo dos anos. Esses danos tornam o solo irrecuperável", assinala ela.

Bilodeau denuncia também a existência de águas residuais e espumosas que saem de todas as valas que foram cavadas para drenar as propriedades da aldeia de Boca Chica e que "desaguam nas planícies sensíveis do Refúgio de Vida Silvestre de Boca Chica".

Bill Berg tem 76 anos e é professor aposentado de engenharia na Universidade do Texas Vale do Rio Grande.

Ele é membro da organização sem fins lucrativos Save RGV (Save the Rio Grande Valley) que analisa o impacto ambiental da SpaceX em Boca Chica.

"Os detritos dos testes destruíram parte do solo da área protegida. Uma alga que alimenta os pássaros costumava crescer lá. As algas não crescem mais, então os pássaros não vêm aqui em sua rota de migração", explica Berg à BBC News Mundo em frente ao Parque Estadual Boca Chica.

Segundo ele, "parece Marte antes de eles chegarem lá".

Bill Berg
Bill Berg diz que o Condado de Cameron endossa a SpaceX fechando a estrada para a praia de Boca Chica muito mais vezes do que o permitido

A BBC News Mundo solicitou à SpaceX acesso às suas instalações e comentários sobre o impacto ambiental e comunitário de suas operações, mas o pedido foi negado.

Fechamentos de estradas

Para fazer seus testes, a SpaceX faz várias interrupções na Rota 4 que devem ser aprovados pelo Condado de Cameron.

Muitos membros da comunidade reclamam que há muitas interrupções e dizem que a empresa e o condado estão violando a Constituição do Texas por não conseguirem acessar a praia.

A praia de Boca Chica é protegida pelo Texas Open Beaches Act, pelo qual o público tem o direito gratuito e irrestrito de acesso às praias de todo o Estado.

No entanto, o único acesso a ela é frequentemente bloqueado pelas operações da SpaceX. E ficar na praia durante os testes pode ser extremamente perigoso.

Roy de los Santos
Roy De los Santos é o Comissário do Distrito 3 da cidade de Brownsville e diz que a SpaceX traz muitos benefícios para a comunidade

'Gentrificação'

Há outro problema que a SpaceX causa indiretamente: a gentrificação.

Os preços das casas e aluguéis aumentaram significativamente em Brownsville.

"Antes da chegada da SpaceX, as casas estavam subindo de preço aos poucos, mas agora o aumento é maior", diz Bruno Zavaleta.

Bruno Zavaleta
Bruno Zavaleta garante que o mercado imobiliário em Brownsville está "louco" desde que a SpaceX chegou

De acordo com o corretor de imóveis, North Brownsville registrou forte valorização. O aluguel de uma casa de três quartos que era de US$ 1.500 há um ano agora é de US$ 2.400, alta de 60%.

Já uma casa de quatro quartos passou de US$ 287.000 em março de 2021 para US$ 349.000 em dezembro do mesmo ano.

A partir desse momento, Zavaleta conta que começou a receber consultas e muitas pessoas passaram a se mudar para Brownsville.

"Os investidores acreditam que os preços vão continuar subindo. Eu realmente não sei. Não tenho bola de cristal. Mas o mercado está louco", define.

Grafite em Brownsville
Ruas de Brownsville exibem alguns murais, vários financiados por Elon Musk, disse o prefeito Treviño

Emma Guevara acredita que o tuíte de Musk "causou muitos problemas à comunidade".

"Meu aluguel aumentou e tive que me mudar" , diz.

"Tudo é difícil. Amo este lugar. Minha família, a comida, minha cultura estão aqui... e é tão deprimente, insultante e desgastante como eles estão sempre se beneficiando o tempo todo", reflete.

Reivindicação antiga

Há uma reivindicação muito mais antiga sobre essas terras a partir das quais Musk quer colonizar o espaço.

"Esta é a terra ancestral da nossa tribo", diz Christopher Basaldu , membro da tribo Esto'k Gna, que significa "seres humanos", também conhecido como Carrizo/Comecrudo, à BBC News Mundo.

Christopher Basaldu
Christopher Basaldu é doutor em Filosofia e Antropologia e membro da tribo Esto'k Gna, que significa "seres humanos"

"Temos um dos homens mais ricos do planeta colonizando ativamente esta terra sem o consentimento dos nativos indígenas", diz Basaldu, que é Ph.D. em Filosofia e Antropologia pela Universidade do Arizona (EUA).

"E eles sempre têm um mantra: nenhum dano ambiental significativo, nenhum impacto social e cultural. Mas a SpaceX nunca consultou a tribo para entender que, enquanto eles estão construindo essas coisas, provavelmente perturbarão sítios arqueológicos, restos humanos, restos indígenas", afirma.

Basaldu explica que, por não ser uma tribo reconhecida pelo governo federal, nem a SpaceX nem qualquer outra empresa da área está sujeita a leis federais que os obrigam a notificar sobre possíveis descobertas

"A tribo continua levantando essa questão da melhor maneira possível. Mas as empresas continuam ignorando", diz ele .

"O progresso é uma narrativa de supremacia branca para facilitar a criação de consenso na opinião popular para continuar permitindo a destruição de terras nativas", aegumenta.

"Isso está permitindo que o minúsculo 1% da população humana cause miséria ao restante."

Contrastes

"Isso é uma loucura e eu adoro isso", diz Gene Gore, que se define como americano nativo e cuja família viveu em Brownsville por gerações.

Para ele, o que está acontecendo com a SpaceX em toda a área é "maravilhoso". E garante que a empresa aeroespacial está bem ciente do impacto.

"Trabalho protegendo as tartarugas. Coloquei câmeras e depois de cada soltura não havia uma ave morta. Nada", diz esse instrutor de surf da Ilha South Padre que costuma visitar a praia de Boca Chica com seus cavalos.

"Quando os cavalos foram introduzidos (nas Américas), tudo mudou. A SpaceX está fazendo a mesma coisa. Vamos descobrir o que ainda não sabemos. Isso é incrível", diz Gore.

Gene Gore com sua mulher e cavalos na praia de Boca Chica, à frente da plataforma de lançamento da SpaceX
Gene Gore com sua mulher e cavalos na praia de Boca Chica, à frente da plataforma de lançamento da SpaceX

A verdade é que, ao longo de quase uma década, a SpaceX causou uma ruptura na comunidade do Condado de Cameron.

"Se houver progresso, sempre haverá consequências resultantes dele. Temos que fazer todo o possível para assegurar que o meio ambiente de Boca Chica seja protegido", diz o juiz Treviño.

"Mas esses empregos que surgiram e esperamos que continuem surgindo são empregos muito bem pagos. As pessoas que constroem os foguetes são nossa força de trabalho local. Então, se podemos construir foguetes, podemos construir qualquer coisa", conclui.

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos