Mercado abrirá em 4 h 13 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,90
    +0,46 (+0,56%)
     
  • OURO

    1.780,70
    +15,00 (+0,85%)
     
  • BTC-USD

    62.145,35
    -118,27 (-0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.451,27
    -0,37 (-0,03%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.201,46
    -2,37 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    25.764,40
    +354,65 (+1,40%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.304,25
    +13,75 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4123
    +0,0208 (+0,33%)
     

Como seu cérebro convence você a não dedicar tempo ao que realmente importa

·3 minuto de leitura

Sempre teremos mais tarefas para realizar do que tempo para concluí-las. Como decidimos o que priorizar? Aparentemente, isso não se dá de forma muito racional.

O “efeito da mera urgência” descreve nossa tendência a dar prioridade a tarefas que percebemos como urgentes e a adiar tarefas não urgentes, mesmo se as recompensas das tarefas não urgentes são claramente maiores. Em outras palavras, a urgência sempre supera a importância.

Essa propensão cognitiva explica por que, apesar do nosso esforço, somos consumidos por e-mails e grupos de WhatsApp e deixamos de lado, por exemplo, um trabalho relevante. Responder às mensagens parece invariavelmente urgente – há sempre alguém esperando por uma resposta. Por outro lado, nossos objetivos maiores costumam estar muito distantes, então deixá-los para o dia seguinte não trará consequências imediatas.

Por incrível que pareça, a pesquisa mostra que pessoas que se percebem frequentemente ocupadas têm grandes chances de serem vítimas desse efeito da mera urgência. Isso significa que aqueles que acham que dispõem de menos tempo são os que têm uma probabilidade menor de usá-lo da melhor forma.

O QUE FAZER

1.Use a Matriz de Eisenhower para organizar suas tarefas por ordem de importância

A Matriz de Eisenhower é uma estrutura que serve para classificar tarefas como urgentes/não urgentes e importantes/não importantes. A Matriz ajuda você a decidir o que fazer com uma tarefa, dependendo do quadrante em que ela se encontra.

A Matriz de Eisenhower pode ajudar a neutralizar o mero efeito da urgência, levando a classificação consciente das tarefas como urgentes e/ou importantes

URGENTE | IMPORTANTE | RESOLVA

Tarefas com prazo bem definido e consequências caso você não comece a agir imediatamente.

Exemplos:

  • Terminar o projeto de um cliente

  • Submeter o resumo de um artigo

  • Responder a determinados e-mails

  • Pegar seu filho doente na escola

URGENTE | POUCO IMPORTANTE | DELEGUE

Tarefas que precisam ser realizadas, mas que não demandam suas habilidades específicas. É o que nos ocupa sem necessidade.

Exemplos:

  • Subir conteúdos em um blog ou site

  • Marcar encontros ou fazer reservas

  • Responder a alguns e-mails

  • Preparar suas refeições

POUCO URGENTE | IMPORTANTE | AGENDE

Tarefas sem um prazo definido, mas que ajudam a alcançar seus grandes objetivos. São as que mais procrastinamos.

Exemplos:

  • Fazer um planejamento estratégico

  • Investir em aperfeiçoamento profissional

  • Cultivar seu networking

  • Praticar exercícios físico

POUCO URGENTE | POUCO IMPORTANTE| ESQUEÇA

Distrações e prazeres que nos deixam culpado no fim das contas. São aceitáveis apenas com moderação.

Exemplos:

  • Redes sociais

  • Televisão

  • Videogame

  • Fast food

2.Reserve de 2 a 4 horas do período mais produtivo do seu dia para o trabalho mais importante

Dedique seu horário mais produtivo às tarefas mais importantes. Disponibilize esse tempo na agenda para que você possa se concentrar, sem interrupções.

3.Só acesse seus aplicativos de comunicação em determinados momentos do dia

Em vez de responder a e-mails e mensagens assim que eles chegam, adote a comunicação assíncrona. Reserve intervalos específicos para responder a e-mails e mensagens. Por exemplo, entre 12h e 12h30 e entre 16h e 17h. Não deixe o e-mail e as mensagens de grupo ocuparem outros horários.

Se ainda assim você acabar abrindo seus aplicativos de comunicação fora desses intervalos, use algum bloqueador, como o Freedom para impedir seu acesso em certos momentos do dia. Outra opção é usar uma ferramenta de gerenciamento de caixa de entrada como o Mailman, que agrupa as mensagens recebidas e as entrega em intervalos de uma hora ou mais, em determinado número de vezes ao dia, ou em horários ajustados previamente.

4.Estabeleça prazos para suas tarefas importantes

É quase impossível se convencer de verdade a cumprir um prazo arbitrário que você definiu para si mesmo. Então, encontre uma maneira de se comprometer com um prazo externo, mesmo que seja simplesmente mencionando-o a um amigo.

O post Como seu cérebro convence você a não dedicar tempo ao que realmente importa apareceu primeiro em Fast Company Brasil | O Futuro dos Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos