Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.672,54
    -1.821,66 (-4,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Como será o segundo spacewalk dos astronautas na estação espacial chinesa?

·3 minuto de leitura

Nesta quinta-feira (19), a agência chinesa China Manned Space Agency (CMSA), responsável pelos voos espaciais tripulados do país, anunciou que o trio de taikonautas a bordo do Tianhe, o módulo central da nova estação espacial chinesa, irão realizar uma nova caminhada espacial nos próximos dias. Ainda não há informações sobre a data para a nova atividade extraveicular ou quais serão os tripulantes participantes dela.

O trio de astronautas composto por Nie Haisheng, Liu Boming e Tang Hongbo voou rumo ao novo módulo da estação durante a missão Shenzhou-12. Esta foi a sétima missão tripulada lançada pela China, e é também a primeira focada na construção da nova estação espacial chamada Tiangong-3. Eles chegaram ao módulo Tianhe no dia 17 de junho e, desde então, seguem em boas condições de saúde. Além disso, as instalações e a nave também estão em bom estado e operam em estabilidade.

Os tripulantes da missão Shenzhou-12 (Imagem: Reprodução/Xu Bu/Xinhua)
Os tripulantes da missão Shenzhou-12 (Imagem: Reprodução/Xu Bu/Xinhua)

O primeiro spacewalk do novo módulo foi realizado no dia 4 de julho, por Liu e Tang. Durante a caminhada espacial, os astronautas cumpriram tarefas variadas, como a instalação de equipamentos e mudança na posição de uma câmera panorâmica. As atividades foram realizadas em coordenação próxima entre as equipes em solo e no espaço, junto dos astronautas dentro e fora da nave.

Durante os dois meses a bordo do módulo Tianhe, os tripulantes já conseguiram realizar a transferência de materiais da nave cargueira, realizaram operações com o braço robótico e tarefas de testes fora da cabine. Além disso, eles também conduziram experimentos científicos para áreas variadas, junto de testes técnicos. Atualmente, o módulo segue em condições satisfatórias para a realização da próxima caminhada espacial.

O que acontecerá de diferente no novo spacewalk dos taikonautas

Informações da CCTV News, a maior rede de televisão da China, revelaram um pouco do que esperar da segunda caminhada espacial. De acordo com o Centro de Pesquisa Científica, os procedimentos gerais para esta nova atividade extraveicular não foram alterados, e foram feitos somente alguns pequenos ajustes para melhorar o tempo dedicado às etapas do spacewalk e para melhorar a comunicação.

O comandante Nie Haisheng trabalhando no interior do módulo (Imagem: Reprodução/Liwang/Xinhua/eyevine)
O comandante Nie Haisheng trabalhando no interior do módulo (Imagem: Reprodução/Liwang/Xinhua/eyevine)

Por outro lado, houve algumas alterações no tamanho, modelo de luva e componentes consumíveis do traje espacial que os taikonautas irão vestir para o procedimento. Segundo o cronograma da missão, esta nova caminhada espacial será dedicada a uma nova mudança de posição na câmera panorâmica, junto da instalação de um conjunto de bombas de expansão (módulo expansível), que será necessário para a expansão da estação.

A China estima que sejam lançadas outras dez missões nos próximos meses, que darão prosseguimento à construção da estação, e a Tiangong-3 deverá ser concluída no ano que vem. Esta é a sucessora das estações Tiangong-1 e Tiangong-2, lançadas em 2011 e 2016, respectivamente, e que já foram desativadas. O novo laboratório orbital terá design modular e estrutura formada por um módulo central ligado a outros dois.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos