Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.957,75
    +35,77 (+0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Como a seleção brasileira prepara a mente e o corpo para a Copa do Mundo?

Há menos de três dias para o início oficial da Copa do Mundo de 2022, no Catar, a seleção brasileira de futebol segue em treinamento intenso. Afinal, participar de uma das maiores competições esportivas do planeta, representar o seu país de origem e ser assistido por milhões de pessoas ao redor do globo é uma tarefa que exige alto nível de preparo da mente e do corpo.

Aqui, jogar futebol num nível excelente é o "básico" para entrar na seleção brasileira, que se prepara para conquistar o hexa na Copa do Mundo de 2022. Os membros da seleção precisam estar com condicionamento físico em dia, ter controle do psicológico e se adaptar as mudanças na rotina.

Para conquistar a taça da Copa do Mundo de 2022, a seleção brasileira de futebol vai precisar controlar a mente e o corpo (Imagem: Rhett Lewis/Unsplash)
Para conquistar a taça da Copa do Mundo de 2022, a seleção brasileira de futebol vai precisar controlar a mente e o corpo (Imagem: Rhett Lewis/Unsplash)

Jogadores da seleção devem adotar novos hábitos para vencer a Copa do Mundo de 2022

Para que o desempenho dos atletas de alta performance seja otimizado durante a Copa do Mundo de 2022, a seleção brasileira de futebol deve adotar uma série de novos hábitos e rotinas — que devem ser mantidas até o final do campeonato, previsto para o dia 18 de dezembro. É o que aponta Adriana Oliveira, fisioterapeuta do sistema de clínicas populares AmorSaúde.

“Em uma competição desportiva que exige tanto quanto uma Copa do Mundo, é de extrema importância que os atletas passem por uma profunda orientação de profissionais de saúde, de modo que possam ter um desempenho otimizado, sem prejudicar a sua saúde ou o rendimento da equipe", afirma.

Dormir bem e manter reserva sexual devem ser dois novos hábitos da seleção brasileira de futebol durante a Copa do Mundo (Imagem: Krisprahl/Envato)
Dormir bem e manter reserva sexual devem ser dois novos hábitos da seleção brasileira de futebol durante a Copa do Mundo (Imagem: Krisprahl/Envato)

Neste ponto, a especialista destaca algumas medidas que podem ser adotadas pelos atletas para manter e melhorar a performance, como:

  • Dormir entre 8 a 10 horas por noite;

  • Consumir carboidrato com rápida absorção;

  • Beber um volume maior de água do que o habitual;

  • Aderir à reserva sexual (manter a abstinência sexual).

Sobre a polêmica questão da reserva sexual, Oliveira lembra que "o sexo provoca desgaste físico, diminui a testosterona e ainda reduz a força muscular". Como pode prejudicar a atuação do atleta, é temporariamente vetado.

Deu tempo para a seleção brasileira se preparar fisicamente para a Copa?

Nesta Copa do Mundo no Catar, há ainda uma especificidade. O martelo final sobre a escalação completa dos jogadores da seleção brasileira foi somente batido no dia 7 de novembro. Isso significa que o período de preparativos para os atletas foi mais curto que o de costume — o padrão é de cerca de um mês.

Por causa disso, alguns torcedores têm se questionado se a seleção está realmente pronta para conquistar o hexacampeonato. Segundo Alex Rodrigo Silva Lopes, fisioterapeuta da AmorSaúde, este não deve ser necessariamente um problema para os jogadores.

“Realmente, o período entre o anúncio feito pelo [técnico] Tite e o início do campeonato representa pouco tempo de preparação para uma competição de alto nível como uma Copa do Mundo", pontua Lopes. Por outro lado, "os jogadores são treinados para isso há meses, porque tanto os clubes do Brasil, quanto os internacionais, em que os jogadores convocados atuam, possuem grandes estruturas para deixar os atletas fisicamente prontos para representarem as suas seleções, em caso de convocação", acrescenta.

Para preparar a mente e corpo, treinamento da seleção brasileira precisa ser intenso (Imagem: LightFieldStudios/Envato)
Para preparar a mente e corpo, treinamento da seleção brasileira precisa ser intenso (Imagem: LightFieldStudios/Envato)

Inclusive, Lopes comenta um possível benefício para os membros que integram algum time europeu. "Aqueles que jogam na Europa, por exemplo, estão no meio de uma temporada, por isso pode-se dizer que estão em seu auge físico”, afirma.

Desafios do psicológico e da mente para quem participa da Copa do Mundo

Se o corpo está em dia, é fundamental que a seleção brasileira também entre em campo com o psicológico equilibrado e a mente tranquila, mesmo que isso seja realmente difícil. “Todos os atletas têm uma preparação específica para viver períodos de muita emoção ao longo de campeonatos anuais, porém, em momentos ímpares como a Copa do Mundo, há uma atribuição de singular importância para a carreira dos profissionais, o que provoca altos níveis de estresse psicológico", confirma Lopes.

Inclusive, casos de gastroenterite — condição que provoca diarreia e gastrite — podem ser relatados pelos jogadores, afetando o desemprenho da seleção brasileira. Esta é apenas uma das complicações que um estado psicológico desequilibrado pode impor à seleção.

Controlar o psicológico vai ser fundamental para conquistarmos o hexa na Copa do Mundo do Catar (Imagem: Footageproduction/Envato)
Controlar o psicológico vai ser fundamental para conquistarmos o hexa na Copa do Mundo do Catar (Imagem: Footageproduction/Envato)

Em especial, a situação deve ser ainda mais complicada para os jogadores que vão pela primeira vez para a Copa do Mundo, como Richarlyson, Rodrygo, Eder Militão, Antony, Raphinha, Pedro, Paquetá e Vinícius Júnior. Por isso, "é importante que quem está se submetendo a este tipo de situação pela primeira vez cuide de sua saúde mental, de sua alimentação e faça uso da menor quantia possível de medicamentos”, completa Lopes.

Quando entrarem em campo na próxima quinta-feira (24) contra a Sérvia, a expectativa é que os jogadores do Brasil estejam com a mente e o corpo preparados para a Copa do Mundo, no Catar. Durante todo o campeonato, estas questões de saúde ainda precisão ser acompanhadas e também deve ser considerado na equação o fator das lesões, rompimentos de ligamentos e fraturas. Apesar das adversidades, o hexa pode ser finalmente conquistado pela nossa seleção.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: