Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    48.026,80
    -6.968,21 (-12,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Como se preparar para a Black Friday em meio à retomada da economia

·4 min de leitura
SAO PAULO, SP, BRASIL.27.11.2020 - Movimentação baixa no Tiete Plaza Shopping na black friday. (foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
SAO PAULO, SP, BRASIL.27.11.2020 - Movimentação baixa no Tiete Plaza Shopping na black friday. (foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das principais datas do ano para o comércio, a Black Friday, que será no próximo dia 26, se torna ainda mais importante em 2021. As promoções acontecerão em um momento de retomada econômica, com o fim das restrições de horário de funcionamento e lotação de estabelecimentos.

Ao mesmo tempo em que há uma expectativa de alta nas vendas, a data exigirá maior preparo dos empreendedores para atender às demandas online e offline de consumidores cada vez mais exigentes, que comparam preços e avaliações dos produtos.

Agora também há mais competição no mundo virtual, com a presença de marcas que migraram para o digital durante a pandemia.

Veja dicas para ter sucesso nas vendas de Rodrigo Rodrigues, diretor de negócios para pequenas e médias empresas do Google Brasil, Fernanda Bromfman, líder de negócios para pequenas e médias empresas da mesma companhia, e Taís Camargo, consultora do Sebrae-SP.

Entenda seu objetivo

Nem sempre o intuito da Black Friday deve ser aumentar as vendas com o desconto. É possível usar a data, por exemplo, para deixar a empresa mais conhecida, promover um produto específico ou se livrar dos itens que estão parados no estoque.

Para traçar uma estratégia adequada, em primeiro lugar, é preciso saber qual é o objetivo da ação. Sem isso, as chances de sucesso ficam bastante reduzidas.

Escolha os produtos

Não é necessário dar desconto em todas as mercadorias só por causa da data. Uma dica é selecionar dois itens: aquele que é de desejo da maioria de seus clientes (as pequenas empresas têm vantagem nisso, pois costumam conhecer melhor seus consumidores) e o que está parado no estoque.

No primeiro caso, o empreendedor pode oferecer o produto, com o desconto, a uma lista de consumidores conhecidos, antes mesmo da data, trabalhando a fidelização. No segundo, ele tem a oportunidade de vender algo que não tem boa saída, com o incentivo do preço menor.

Pense no consumidor

A maioria dos consumidores da Black Friday compra para si, não para presentear alguém. Elabore as propagandas tendo isso em mente.

Como a promoção já tem alguma tradição no Brasil, há quem economize o ano inteiro para comprar algo que deseja na última sexta de novembro. Frases como "você merece" conversam bem com esse consumidor.

Seja visto

Pesquisa do Google com Instituto Ipsos revelou que 86% dos consumidores descobriram novas marcas enquanto navegavam na internet durante a pandemia. Para uma empresa ser encontrada, é recomendável investir em mais do que um site bom e rápido.

Garanta que as informações sobre seu negócio, entre elas página virtual, endereço físico e horário de funcionamento, estejam claras em serviços de geolocalização como o Google Maps.

Vale também explorar recursos de mecanismos de buscas que podem funcionar como uma vitrine digital para seus produtos, além de apostar em vídeos para divulgá-los.

Use o online para favorecer o offline e vice-versa

No virtual, indique onde estão suas lojas, quais produtos podem ser encontrados em estoque e mostre detalhes como fotos dos itens e dados de contato. Essas informações podem ser decisivas para o consumidor que deixará as compras de Black Friday para a última hora e checará no celular se sua loja ou serviço tem o que ele precisa antes de se dirigir até o local.

Apareça nas pesquisas

Compras presenciais impulsivas tendem a se tornar mais raras, especialmente agora que consumidores podem fazer pesquisas com o celular. As buscas feitas em smartphones por produtos ligados à expressão "com melhor custo/benefício" têm crescido 60% por ano no mundo, de acordo com dados do Google.

O momento de pesquisa do consumidor antes de datas como a Black Friday é excelente para sua marca ser notada e para mostrar diferenciais, como entrega mais rápida ou estoque diversificado.

Para isso, use técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que significa tornar o site mais atraente para os buscadores —assim, crescem as chances da página aparecer no topo das pesquisas e ter mais acessos.

Segmente o público-alvo

Saiba quem são seus clientes e para quem quer vender. Empresas especializadas podem fazer com que anúncios apareçam para públicos específicos, como pessoas de uma faixa etária ou gênero.

Conhecer o público também pode ser útil para atingir consumidores que têm familiaridade com sua marca, já foram clientes ou têm mais chances de querer consumir seu produto pela primeira vez.

Transforme clientes em fãs

Saiba quais os valores do seu negócio e divulgue-os para engajar clientes. Sua empresa aposta na sustentabilidade? Tem uma forte política de diversidade? Garanta que os consumidores saibam disso. Manter uma conversa aberta sobre temas importantes no ano todo garante que sua marca seja lembrada com carinho em datas comemorativas.

Esteja aberto a mudanças

Em um ambiente de tendências que evoluem rapidamente, é importante saber se adequar às mudanças. Nesse aspecto, empresas menores têm vantagem em relação às maiores porque conseguem alterar políticas de troca ou readequar processos de pós-venda com mais agilidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos