Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.964,38
    -6,87 (-0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Black Friday | Como se preparar para a semana de descontos

No dia 25 de novembro, última sexta-feira do mês, vai acontecer a Black Friday de 2022. O evento anual é responsável por reunir lojas do varejo, que oferecem inúmeros produtos com descontos que podem, ou não, atender a todos os bolsos e orçamentos.

Certamente, durante o período, também existem muitas “pegadinhas” e tentativas de golpes. Sendo assim, neste artigo, confira algumas dicas para você se organizar e fazer as suas compras sem ser prejudicado por fraudes.

4 dicas para se preparar para a Black Friday

1. Defina o seu orçamento

A primeira dica pode parecer óbvia, mas é essencial para que você aproveite a Black Friday com mais tranquilidade: defina um orçamento. Ainda que seja um acontecimento anual, o dia de compras não é um evento isolado no seu orçamento.

Com o fim de ano, é preciso pensar em outras despesas que entram — ou que vão entrar — em cena, como férias, presentes de natal, material escolar para o início do próximo ano e IPTU. Saber o limite dos seus gastos é um bom começo para um dia de compras sem arrependimentos.

Verifique o saldo da sua conta bancária, os limites dos cartões de crédito e coloque os boletos a vencer na ponta do lápis. Gaste apenas com o indispensável e com responsabilidade.

2. Pesquise e compare preços

Pesquisar e comparar preços com antecedência pode te ajudar a manter seu orçamento equilibrado. Procure não encarar a Black Friday como um dia de caça às bruxas, mas sim como um dia de grandes oportunidades. Ter em mãos uma lista de compras pode ser indispensável para que você não caia em armadilhas e não compre o desnecessário.

O ideal é que você comece a pensar sobre o que deseja comprar na Black Friday com antecedência. Primeiro, faça uma lista com os itens que precisa adquirir. Depois, aproveitando que faltam alguns dias para a Black Friday, compare e anote os preços desses produtos.

Usar um site comparador de preços pode ser uma ótima pedida: o Zoom, por exemplo, mostra o valor do produto ao longo dos últimos meses. Outra forma de acompanhar valores e ter acesso a descontos é participar de grupos de promoções, como os grupos de WhatsApp e Telegram do Canaltech Ofertas. Vale ficar atento para receber dicas em primeira mão.

Compare preços antes de levar os itens do seu carrinho de compras (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels)
Compare preços antes de levar os itens do seu carrinho de compras (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels)

3. Pague com boleto ou PIX para descontos maiores, mas seja cauteloso

O cartão de crédito é uma maravilha. Com limite alto, então, ele se torna nosso melhor amigo. Acontece que o cartão também significa dívidas de longo prazo, o que pode não ser uma boa alternativa.

Além disso, dificilmente você encontrará lojas oferecendo descontos para pagamentos parcelados no cartão de crédito. Os melhores descontos costumam ser para pagamento à vista, seja no boleto ou PIX, por exemplo. Portanto, dê preferência a esses métodos para usufruir de descontos maiores, se o seu orçamento permitir.

Antes de concluir o pagamento, entretanto, é preciso checar com muita cautela os dados da loja e/ou do documento, a fim de confirmar que é seguro fazer a compra. No caso de pagamentos via PIX, vale a atenção redobrada ao uso do QR Code, para não cair em golpes.

Já no caso do boleto, para não ser vítima de fraudes, observe se os dígitos finais representam o valor da via. Se forem diferentes, é provável que seja uma cilada. Além disso, dê preferência à leitura do código de barras pela câmera do smartphone, já que boletos com linha digitável adulterada não costumam trazer um código de barras compatível.

4. Evite lojas suspeitas

Nem é preciso dizer que a Black Friday tem seus lados negativos, entre eles há as promoções falsas e lojas que aplicam golpes. Suspeite de promoções absurdas, que oferecem produtos muito procurados por preços muito abaixo do comum, por exemplo.

Para evitar lojas que não são seguras, é válido conferir a lista de sites não recomendados pelo Procon. Na listagem, que é atualizada frequentemente pelo órgão, o consumidor tem acesso a informações como o endereço da página, o nome da empresa ou do responsável, CPF/CNPJ, data de inclusão e situação  — se está fora do ar ou não.

Com a Black Friday se aproximando — é nesta semana —, use as dicas para se organizar e aproveitar a edição de 2022 do evento!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: