Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.838,88
    -1.102,80 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.712,12
    -887,26 (-1,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,67
    -1,47 (-1,73%)
     
  • OURO

    1.839,60
    +7,80 (+0,43%)
     
  • BTC-USD

    36.481,30
    +1.244,77 (+3,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    830,99
    +20,38 (+2,51%)
     
  • S&P500

    4.406,40
    +8,46 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.345,82
    +80,45 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.384,75
    -41,75 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2253
    +0,0353 (+0,57%)
     

Como se planejar para um descanso sem culpa? Entenda a importância das férias!

·2 min de leitura

No final do ano, é natural que muitas pessoas tirem suas merecidas férias. O problema é quando relacionamos o descanso a sentimentos de culpa, como: deixar o time sobrecarregado, perder prestígio na empresa ou avaliar que não entregou tudo que deveria antes do desligamento temporário. Romper essas barreiras é fundamental para desfrutar plenamente dessa necessária pausa, e o planejamento pode ser a melhor saída para endereçar qualquer tipo de ansiedade, inquietação ou frustração.

De acordo com estudo publicado pelo The Journal of Positive Psychology, as férias, associadas a exercícios como a meditação, ajudam os colaboradores a atingir os mais elevados níveis de bem-estar e atenção em suas atividades. E para ter certeza de que deixará suas atribuições cobertas durante o período de ausência, criar um plano de atividades com antecedência é um bom caminho. Entre quatro e seis semanas antes das férias, compartilhe com colegas e gestores as tarefas que pretende realizar e as que serão delegadas a terceiros. Isso garantirá a você uma tranquilidade maior, principalmente por ter deixado documentado todo o seu escopo de trabalho.

O canal aberto estabelecido entre gestores e colaboradores é imprescindível para diminuir qualquer insegurança. No papel de liderança, é importante sempre ressaltar que, tanto para o líder quanto para o time, a carreira é uma maratona, e não uma corrida de cinco quilômetros. Ninguém perde espaço ou credibilidade por estar ausente durante 10, 15 ou 30 dias. Superestimar a própria importância é nocivo para o crescimento da empresa, pois subestima a capacidade dos demais colaboradores e, em última instância, dos processos e diretrizes estabelecidos pela organização.

Outro estudo, divulgado pela American Psychological Association, concluiu que o tempo de folga ajuda a reduzir o estresse por remover as pessoas de atividades e ambientes muitas vezes associados à ansiedade, potencializada pela sensação de estarmos conectados o tempo todo. Durante as férias, é importante remover do smartphone aplicativos, grupos e notificações relacionados ao trabalho, pois podem servir de gatilho para revisar algo ou contatar um colega.

Por mais clichê que pareça, nós gestores temos de liderar pelo exemplo, e com as férias não é diferente. Responder mensagens ou participar de reuniões no período de descanso pode causar confusão entre os colaboradores. “Será que esperam que eu também faça isso durante as minhas férias?”.

Precisamos defender a importância do período de descanso em sua plenitude. Além de proporcionar um sentimento de recomeço, férias são indispensáveis para a manutenção do bem-estar e do discernimento sobre as melhores decisões a tomar. Numa época em que flexibilidade e equilíbrio estão em voga, nada mais justo que o merecido tempo para se dedicar também à sua vida pessoal.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos