Mercado fechará em 3 h 17 min

Como saber se um HD externo é compatível com macOS?

Usar HDs externos pode ser uma mão na roda. Principalmente se você precisa se deslocar constantemente. Contudo, para aqueles que utilizam um Macbook, isso conta com um agravante: a compatibilidade. Assim, como descobrir se o HD externo é compatível com o macOS?

Na grande maioria, esses acessórios saem da fábrica configurados para rodar em sistemas Windows. Assim, ao conectar em um Macbook, você terá um uso mais limitado.

Entretanto, existem maneiras de formatar o aparelho para que ele se torne mais versátil. Dessa forma, você pode escolher qual melhor formato de arquivos, de acordo com sua rotina de produtividade.

Entenda os formatos de arquivo de um HD externo

Existem três principais formatos de arquivo que podem ser usados em HDs externos. São eles: FAT32, exFAT e Mac OS Expandido. A partir disso, podemos entender o porquê de uma certa incompatibilidade entre os sistemas operacionais.

Com isso, você precisa entender que ao plugar um HD novo (ou mesmo usado) em um Macbook, talvez não consiga utilizar todos recursos possíveis, devido ao formato dos arquivos.

Você pode até gerenciar os arquivos, mas não conseguirá adicionar novos ao acessório. Para isso, será necessário fazer uma formatação e mudar o sistema de arquivo que está rodando nele.

Qual melhor sistema de arquivos para HD externo?

Tendo isso em mente, podemos partir para duas situações. Cada qual com um formato em mente, de acordo com sua necessidade. Se o macOS é o seu sistema principal, pode ser interessante optar pela formatação para o Mac OS Expandido.

Isso permite que você consiga aproveitar funcionalidades do Time Machine, sistema de backup facilitado que a Apple oferece. Contudo, ele fica inutilizável para rodar em computadores Windows.

O Time Machine permite uma boa integração entre diversos aparelhos (Imagem: Canaltech)
O Time Machine permite uma boa integração entre diversos aparelhos (Imagem: Canaltech)

Assim, a outra abordagem é formatar para exFAT. Até poderia dizer para usar o FAT32, todavia ele apresenta uma limitação na transferência de arquivos, ficando limitado a arquivos com tamanho máximo de 4 GB.

Enquanto isso, o exFAT suporte tamanhos de 16 EB (exabytes). Assim, é praticamente garantido que não haverá problemas para armazenar qualquer coisa que precise, sem se preocupar com limitações.

Outro fator a se considerar, é a velocidade que a conexão permite. De forma que contamos com USB 2.0 ou USB 3.0. Ao estudar um HD externo para comprar, atente-se a esses detalhes.

Além disso, o exFAT consegue funcionar tanto no macOS quanto no Windows. Sendo possível variar de um para o outro. Isso evita que você fique preso a apenas um aparelho, seja no trabalho ou pessoal.

O Windows conta com um sistema de arquivo compatível com FAT32 (Imagem: Canaltech)
O Windows conta com um sistema de arquivo compatível com FAT32 (Imagem: Canaltech)

Contudo, fica a ressalva que mexer com HD externo constantemente entre sistemas operacionais, pode corromper alguns arquivos. Então, fica a recomendação de sempre contar com um backup dos principais materiais que você tenha, evitando perder eles.

O Formato exFAT apresenta certas limitações

Apesar de parecer a melhor saída simplesmente formatar o HD Externo para exFAT, é preciso avisar sobre suas limitações. Ainda que em termos de transferência de arquivos ele não tenha problemas, ele pode não ser compatível com outros aparelhos. É o caso das smart TVs.

Dessa forma, caso você deseje mostrar alguma galeria de fotos ou vídeos no seu televisor, pode ser que o HD não seja lido. Assim, procure se informar sobre os formatos de arquivo que sua TV consegue acessar para evitar ter maiores complicações.

Outro ponto para ficar de olho é que, mesmo se você formatar o HD externo para FAT32, a fim de evitar essa incompatibilidade, pode ter problemas para rodar filmes. Isso porque, se eles forem arquivos maiores do que 4 GB, o sistema de arquivos FAT32 não conseguirá reproduzi-los.

O Finder é o sistema de arquvios utilizado pela Apple em seu aparelhos (Imagem: Canaltech)
O Finder é o sistema de arquvios utilizado pela Apple em seu aparelhos (Imagem: Canaltech)

Você ainda pode pensar em usar o sistema NTFS, já que ele permite rodar arquivos maiores. Todavia, não será compatível com aparelhos com macOS. Ou seja, é uma escolha bastante sensível que deve ser tomada pensando principalmente nas suas maiores necessidades.

Se por acaso você não costuma conectar o HD externo em televisores e fica restrito apenas entre notebooks. Não terá muita dificuldade em utilizar o sistema exFAT.

Porém, se o seu caso for o de plugar o HD em vários aparelhos, é melhor considerar adquirir um para cada tarefa. Assim, evita de corromper ou mesmo comprometer o uso em algum dispositivo específico.

Como formatar um HD externo no macOS

Com isso, existem duas maneiras de formatar o HD externo. Uma delas é através do macOS, a outra pelo Windows. Isso vai depender de qual máquina você costuma usar ou tem mais familiaridade.

Os passos são bastante simples. Entretanto, lembre-se de fazer uma cópia de tudo que tiver no HD (caso ele seja usado), pois a formatação irá apagar todos os dados contidos nele.

Para começar, conecte o acessório no computador através da entrada USB. Em seguida, abra o Finder, clique em “IR”, depois utilitários e, por fim, utilitários de discos. Ou você pode simplesmente abrir uma busca do Spotlight e digitar “utilitário de disco”.

Escolha o dispositivo que deseja formatar (Imagem: Canaltech)
Escolha o dispositivo que deseja formatar (Imagem: Canaltech)

Ao fazer esse passo-a-passo você irá se deparar com uma janela em que aparecem todos os dispositivos conectados. Selecione aquele que pretende formatar.

Em seguida, procure o botão “apagar”. Assim, outro menu será aberto e você deve abrir a aba “Formatação de volume”. Aqui irão aparecer aqueles formatos que comentei no início do texto. Selecione aquele que melhor lhe convém: exFAT ou Mac OS Expandido.

Neste menu, escolha o sistema de arquivos que faz mais sentido para você (Imagem: Canaltech)
Neste menu, escolha o sistema de arquivos que faz mais sentido para você (Imagem: Canaltech)

Agora, basta esperar alguns minutos para o processo finalizar, isso vai depender do tamanho do disco.

Finalizado o processo, basta adicionar e gerenciar seus arquivos salvos
Finalizado o processo, basta adicionar e gerenciar seus arquivos salvos

Assim sendo, espero ter ajudado a entender um pouco melhor esse mundo mais complexo de sistemas de arquivos. Não é um processo tão penoso ou difícil, basta ter mais atenção antes de comprar um HD externo e se atentar a sua rotina para formatá-lo da forma que melhor te convém.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: