Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.186,12
    +1.535,07 (+1,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.817,03
    +575,22 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,55
    +1,05 (+1,16%)
     
  • OURO

    1.805,70
    -6,60 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    23.619,36
    +554,20 (+2,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    556,71
    +25,49 (+4,80%)
     
  • S&P500

    4.210,12
    +87,65 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,10 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.507,11
    +18,96 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    19.610,84
    -392,60 (-1,96%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.388,75
    +357,25 (+2,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2371
    +0,0044 (+0,08%)
     

Como saber se meu celular foi clonado?

·4 min de leitura

Os crimes com celulares vem aumentando nos últimos anos, e um dos que mais preocupa a população é a clonagem do número, que possibilita os bandidos a terem acesso ao SMS e dados pessoais das vítimas.

Mesmo que muita gente no Brasil já tenha ouvido falar em clonagem de celular, é comum não saberem como ela ocorre e o que ela realmente significa. Sabendo disso, nós do Canaltech explicamos o crime e como identificá-lo a seguir:

Como um celular pode ser clonado

<em>Aplicativos de espionagem são usados em clonagem de telefones. (Imagem: Reprodução/Msporch/Pixabay)</em>
Aplicativos de espionagem são usados em clonagem de telefones. (Imagem: Reprodução/Msporch/Pixabay)

Antes de saber como identificar se o celular foi clonado, é importante entender os métodos que bandidos usam para atingir este objetivo. Um deles é chamado SIM swap (troca de SIM, em tradução livre), também conhecido como clonagem do chip, e é o método mais comum para este golpe. Nele, o criminoso já sabe o número da vítima, e entra em contato com a operadora responsável alegando que seu aparelho foi perdido ou roubado, e que ele precisa transferir o telefone para um novo chip.

Em 2021, os criminosos sabem os números da vítima principalmente como uma consequência dos vazamentos de dados que ocorreram durante o ano, com o Brasil, em especial, sendo o sexto país que mais sofreu com este problema durante os últimos 12 meses.

Feita a mudança do chip, o criminoso começa a receber ligações e mensagens da vítima, além de ter acesso aos códigos SMS usados em verificação de duas etapas. É comum que após essa etapa, ele comece a invadir contas bancárias e de outros serviços da pessoa afetada para roubar dinheiro ou realizar compras, pedir dinheiro para contatos do lesado ou ameaçar divulgar informações intimas dela.

O segundo método é feito a partir do uso de aplicativos espiões. Ele é feito normalmente de forma física, com o responsável pela clonagem tendo, em algum momento, acesso ao celular da vítima para instalar o programa malicioso, que manda todas as atividades feitas no aparelho violado para o dispositivo do invasor.

Esse método é normalmente usado por partes abusivas de relacionamentos tóxicos ou mesmo pais controladores, mas também pode ser usado por criminosos para terem total controle das informações das vítimas sem elas suspeitarem da clonagem.

Como saber se meu celular foi clonado

Para identificar uma clonagem de número, é importante fazer, em primeiro lugar, uma verificação completa em seu smartphone, conferindo se todos os aplicativos nele foram instalados por você e quais tem acesso ao microfone, câmera e GPS do dispositivo. Além disso, verificar o uso de dados do seu plano de internet móvel também é necessário, já que criminosos podem estar usando a sua banda para navegar por sites e aplicar golpes.

Também é recomendado ficar atento a sua linha telefônica. Caso você observe que o sinal em ligações está cortando constantemente ou com muito chiado, é possível que a clonagem tenha acontecido. Ficar de olho na conta do celular para eventuais chamadas que você não tem lembrança de ter realizado ou não estão de acordo com o plano assinado junto da operadora também é importante.

Fui clonado, e agora?

Caso você acredite que seu número foi clonado, no fim, é necessário seguir alguns passos para se prevenir de qualquer problema eventual causado pelo golpista:

  • Troque todas as senhas de serviços que estejam conectados com seu número de celular, de bancos até redes sociais;

  • Avise o banco em questão do problema para ele já saber que possíveis tentativas de empréstimo ou outras contratações de serviço não são verdadeiras;

  • Registre um boletim de ocorrência para já ter anotado legalmente que outra pessoa está usando seu número;

  • Entre em contato com a operadora do número, explique o caso e peça o bloqueio imediatamente do telefone em questão.

Como se proteger da clonagem de celular

<em>Evitar conexão em Wi-Fi públicada já é uma ótima dica de prevenção. (Imagem: Reprodução/Franck/Unsplash)</em>
Evitar conexão em Wi-Fi públicada já é uma ótima dica de prevenção. (Imagem: Reprodução/Franck/Unsplash)

Depois de entender todo o processo de clonagem e de como agir caso acredite que seu aparelho tenha sido comprometido, é importante também saber como se prevenir deste tipo de crime, para evitar problemas antes mesmo que eles ocorram.

Separamos algumas dicas a seguir que, embora não garantam que você nunca terá o número clonado em sua vida, diminuem drasticamente os riscos de um eventual golpe do tipo. Confira a seguir:

  • Use antivírus em seu smartphone;

  • Apague qualquer aplicativo suspeito de seu celular;

  • Não clique em links enviados por estranhos ou vindo de lugares que você não conhece;

  • Se for carregar seu aparelho em um computador estranho, deixe ele no modo só de carregamento, sem compartilhamento de dados;

  • Não ative a opção "lembrar senha" em suas contas;

  • Desabilite a conexão automático em Wi-Fi do celular;

  • Não use Wi-Fi públicas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos