Mercado fechado

Como proteger o WhatsApp de clonagem | Dicas de segurança

Muita gente pode não estar familiarizada com os termos ou com as práticas, mas o roubo e a clonagem de WhatsApp são bastante frequentes. Quando o WhatsApp é clonado, o criminoso passa a ter acesso a todos os dados do perfil, incluindo a lista de contatos, com isso, pode usar esses dados para envio de mensagens em nome da vítima, inclusive pedindo dinheiro.

Para que um perfil do WhatsApp seja clonado, uma pessoa ou grupo criminoso usa do estelionato, por vezes, entrando em contato com a operadora para pedir portabilidade de linha. Outro golpe envolve a engenharia social, quando o criminoso conversa com a própria vítima e convence ela a enviar um código de seis dígitos para que a conta seja ativada em outro aparelho.

O que um golpista faz com um WhatsApp após a clonagem?

O que um invasor pode fazer após ter acesso a uma conta, em geral, é visível, já que aparecerão mensagens estranhas em conversas privadas ou em grupos. Em geral, são mensagens com temas estranhos e que o usuário tem certeza que não enviou. Muitas vezes, inclusive, é pedido que contatos próximos enviem dinheiro para os golpistas.

Para evitar que sua conta seja clonada, existem algumas ações simples a serem tomadas. A primeira delas é nunca compartilhar o código de registro do WhatsApp, que é uma chave de seis dígitos enviada por SMS. Sem esse código, o criminoso não conseguirá acessar a conta e, consequentemente, não terá acesso à sua lista de contatos.

Como proteger seu WhatsApp da clonagem?

É importante ativar a confirmação em duas etapas para acesso ao aplicativo. Para isso, no Android, basta acessar as configurações do WhatsApp. Em seguida, selecione a opção “Conta”. Depois disso, escolha a opção “Verificação em duas etapas”. Escolha um código de seis dígitos, todos numéricos, e um e-mail para resgatar a conta caso esqueça a chave.

Caso as configurações do seu smartphone permitam, é recomendável ativar a biometria para acesso ao mensageiro, para reforçar a segurança. Para isso, acesse novamente o menu "Conta" e escolha "Privacidade". Vá até a opção "Bloqueio de tela" e procure a função "Solicitar Face ID", no iOS, ou "Solicitar biometria", em smartphones com Android.

O próprio WhatsApp dá algumas dicas sobre como proteger suas informações no aplicativo, como permitir que apenas seus contatos possam ver a foto do perfil, o que pode dificultar outros tipos de golpes. Apesar de diferente da clonagem, não é incomum que sejam feitas campanhas de phishing, em que um golpista apenas “copia” os dados do perfil de alguém e pede dinheiro para os contatos.

WhatsApp fez uma campanha de concientização sobre cuidados com a conta. (Imagem: Reprodução/WhatsApp)
WhatsApp fez uma campanha de concientização sobre cuidados com a conta. (Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Para isso, vá em “Configurações”, em seguida, “Conta” e depois “Privacidade”. Depois disso, selecione a opção “Foto do Perfil” e escolha “Meus contatos”. Além disso, sempre desconfie de pessoas pedindo dinheiro, mesmo que sejam conhecidos e pessoas de confiança. Antes de fazer qualquer transferência, ligue para a pessoa para garantir que se trata dela mesma.

O que fazer se a conta do WhatsApp for clonada?

Caso seu WhatsApp seja clonado mesmo assim, a recomendação é remover sua conta ativa do aplicativo e, em seguida, ativá-la novamente. Fazer isso é relativamente simples, basta desinstalar o aplicativo do smartphone e, em seguida, instalar novamente. Depois disso, basta entrar com suas credenciais, que são nome e telefone, e aguarde o código de registro por SMS.

Após inserir esse código em um novo login, todas as contas logadas anteriormente com aquelas credenciais são desconectadas automaticamente. O usuário também pode instalar o WhatsApp em outro dispositivo e seguir esses mesmos passos para tentar autenticar novamente sua conta. Não se esqueça de avisar seus principais contatos por outra rede social para avisar sobre o ocorrido.

Porém, se mesmo com essas dicas não for possível proteger ou recuperar a conta do WhatsApp que passou por clonagem, é possível que seja um dos raros casos em que a reversão não é possível. Se isso acontecer, a recomendação é entrar em contato com o atendimento ao usuário do mensageiro da Meta pelo e-mail support@whatsapp.com, informando nome e telefone. A comunicação pode ser feita inteiramente em português.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: