Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.925,60
    -1.560,41 (-1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.457,55
    -227,31 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,47
    +0,25 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.817,20
    +2,00 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    16.958,70
    -194,20 (-1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,44
    -4,71 (-1,16%)
     
  • S&P500

    4.076,57
    -3,54 (-0,09%)
     
  • DOW JONES

    34.395,01
    -194,76 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.558,49
    -14,56 (-0,19%)
     
  • HANG SENG

    18.736,44
    +139,21 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    28.226,08
    +257,09 (+0,92%)
     
  • NASDAQ

    12.036,00
    -26,75 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4682
    +0,0717 (+1,33%)
     

Como preservar o meio ambiente? Veja dicas para ajudar o planeta

Reduzir as mudanças climáticas e seus impactos pode parecer um grande desafio e que exige mudanças drásticas na sociedade. Porém, pequenas atitudes já podem gerar uma contribuição valiosa para preservar a natureza e os recursos naturais.

Em um mundo com mais de sete bilhões de pessoas, o resultado de ações individuais pode não parecer significativo, mas a mesma ação tomada por um grande número de indivíduos pode chegar a grandes proporções.

Preservar o meio ambiente é um esforço coletivo (Imagem: OCG Saving The Ocean/Unsplash)
Preservar o meio ambiente é um esforço coletivo (Imagem: OCG Saving The Ocean/Unsplash)

Como preservar a natureza?

Levantamos algumas dicas que você pode incorporar em seu dia a dia para ajudar a preservar o planeta. É claro que pessoas de diferentes realidades podem contribuir de formas distintas. Mesmo que você não aplique todas elas a todo momento, qualquer contribuição vale. Além disso, tomar estas atitudes também pode influenciar as pessoas ao seu redor a agir da mesma maneira.

Olhando por outro lado, muitas destas dicas também refletem positivamente no nosso bolso: além de ajudar o planeta, elas também ajudam a economizar um pouco do dinheiro gasto nas contas.

Economizar água e energia

Reduzir os desperdícios de água é uma das principais formas de ajudar o planeta (Imagem: Jimmy Chang/Unsplash)
Reduzir os desperdícios de água é uma das principais formas de ajudar o planeta (Imagem: Jimmy Chang/Unsplash)

A água é um recurso precioso e que pode entrar em falta cada vez mais, por conta das mudanças climáticas. Reduzir seus desperdícios é, portanto, fundamental. Algumas iniciativas que ajudam a poupar este recurso incluem:

  • Tomar banhos mais curtos;

  • Não usar mangueira para lavar o carro, a calçada ou regar as plantas;

  • Usar a máquina de lavar somente quando ela estiver totalmente cheia;

  • Reutilizar a água quando possível.

A economia de energia elétrica também ajuda neste sentido, afinal, a principal fonte de energia no Brasil são as usinas hidrelétricas. Algumas dicas neste sentido são:

  • Utilize lâmpadas de LED, mais econômicas e duradouras;

  • Aproveite as horas de iluminação natural e apague as luzes que não estiver usando;

  • Evite deixar aparelhos em stand-by, retire-os da tomada quando possível;

  • Busque comprar eletrodomésticos com selos de eficiência energética.

Produção de lixo

Todo o lixo que produzimos e não pode ser reaproveitado acaba em aterros sanitários (Imagem: Katie Rodriguez/Unsplash)
Caption

Toda a forma com que produzimos resíduos pode ser repensada. Um conceito de sustentabilidade muito famoso é o dos Três R’s: reduzir, reutilizar e reciclar. Essas três ações ajudam a diminuir os recursos extraídos da natureza e também o volume que é destinado a aterros.

  • Reduzir: antes de qualquer coisa, se é possível evitar a produção de um resíduo, esta é a melhor opção. Isso inclui o uso de sacolas de pano ao invés das descartáveis em supermercados, por exemplo. Outro ponto é a redução do consumo desnecessário: antes de uma compra, pense se você realmente precisa de um novo tênis, celular, etc.

  • Reutilizar: diversos itens podem ser reutilizados após cumprir sua utilidade principal. Isso inclui recipientes diversos e garrafas, por exemplo. Roupas usadas em boas condições também podem ser doadas ou compradas e vendidas.

  • Reciclar: se algo foi comprado e não pode ser utilizado, ainda resta a opção de reciclagem. Diversos materiais podem ser reinseridos em sua cadeia produtiva, diminuindo a necessidade por novos recursos. Separar o lixo reciclável do não-reciclável é um ponto importante para a coleta seletiva: além de facilitar o trabalho de empresas de reciclagem, certos materiais perdem o potencial de reciclagem se estão “contaminados” por resíduos orgânicos.

Alguns itens, como é o caso de pilhas e baterias ou remédios, precisam ser destinados de forma particular. Busque na sua cidade os locais adequados para descartar esse tipo de resíduo.

Hábitos alimentares

A forma como nos alimentamos também afeta o meio ambiente. Em primeiro lugar, também é possível evitar desperdícios, seja na hora de pôr a comida no prato ou na hora de fazer as compras.

Um dia sem carne por semana já ajuda o meio ambiente (Imagem: Imagem: Anna Pelzer/Unsplash)
Um dia sem carne por semana já ajuda o meio ambiente (Imagem: Imagem: Anna Pelzer/Unsplash)

Já um hábito que é possível adotar é substituir a carne em algum dia da semana, como muitos lugares fazem a segunda-feira sem carne, ou mesmo apenas em uma refeição. A produção deste recurso exige muita água e energia e reduzir o seu consumo também traz benefícios à saúde. Não é nem necessário virar totalmente vegano ou vegetariano para ajudar o planeta neste sentido.

Meios de transporte

Essa dica vale principalmente para quem vive em grandes centros urbanos e conta com infraestrutura de transporte público à disposição. Prefira o transporte coletivo ao invés do individual motorizado sempre que possível.

Aproveite o transporte público e a infraestrutura cicloviária, se ela está disponível na sua região (Imagem: Alex Chernenko/Unsplash)
Aproveite o transporte público e a infraestrutura cicloviária, se ela está disponível na sua região (Imagem: Alex Chernenko/Unsplash)

Além de deixar de emitir poluentes em seu próprio automóvel, menos carros nas ruas também gera menos congestionamentos e menos poluição pelo trânsito como um todo.

O transporte público é uma opção, mas você pode pensar também na opção da mobilidade ativa: andar a pé, de bicicleta, skate ou outros meios não-motorizados podem ser opções viáveis, baratas e saudáveis, especialmente para deslocamentos curtos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: