Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.948,57
    -25,05 (-0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Como preservar a biodiversidade?

O impacto das ações humanas sobre o meio ambiente não está restrito somente a nós. A fauna e a flora do planeta Terra também sofrem as consequências e inúmeras espécies têm sua continuidade colocada em risco com a destruição de ecossistemas, a poluição e as mudanças climáticas.

O que pode não ser tão óbvio é que a própria existência humana também é ameaçada quando outras espécies estão em risco. Isso porque o equilíbrio dos ecossistemas e a disponibilidade e qualidade dos recursos naturais dependem muito da biodiversidade. Entender o que é ela e preservar a biodiversidade, é portanto, essencial para toda a vida na Terra.

O que é biodiversidade?

Biodiversidade é o conceito que engloba os organismos vivos de todas as espécies no planeta, bem como a forma com que esses indivíduos interagem entre si e com o ambiente ao seu redor. Ela também pode se referir à variedade genética entre os indivíduos e a diversidade de ecossistemas existentes no planeta.

Imagem: chernikovatv/envato
A maioria das espécies de tartarugas do Brasil estão ameaçadas de extinção (Imagem: chernikovatv/envato)

Existem milhões de espécies de animais, vegetais e microrganismos no planeta. Na verdade, conhecemos apenas uma pequena parte dela: a grande maioria das espécies ainda nem foi identificada e catalogada pela humanidade. Mas, mesmo que a espécie seja desconhecida para nós, sua existência em seu ambiente cumpre uma função ecológica e, se ela for removida, outros seres vivos também serão afetados.

A biodiversidade genética, por sua vez, se refere às diferenças presentes no DNA entre um indivíduo e outro. Ela garante características variadas dentro e fora de uma espécie. Um assunto em que a biodiversidade genética tem muita importância é o da segurança alimentar: garantir uma variedade genética em espécie utilizadas para alimentação, como arroz ou milho, por exemplo. Caso uma praga atinja uma variação específica, é fundamental ter outras disponíveis para cultivo.

Já a biodiversidade de ecossistemas se refere às características de temperatura, umidade, relevo, solo, entre outras, que vão definir como é um ambiente e que espécies podem existir nele.

Como ajudar a preservar biodiversidade?

Preservar a biodiversidade é um esforço coletivo (: Imagem: Noah Buscher/Unsplash)
Preservar a biodiversidade é um esforço coletivo (Imagem: Noah Buscher/Unsplash)

A preservação da biodiversidade é o resultado da soma de ações individuais que impactam no ambiente ao nosso redor. A seguir estão listadas algumas atitudes que você pode tomar para ajudar a preservar a diversidade biológica no planeta:

  • Cuidar dos rios e mares: não descarte seu lixo de forma inadequada para garantir que ele não acabe em corpos d’água. Tome cuidado também com o descarte de óleo, produtos químicos e remédios: procure locais de coleta e não jogue no seu ralo.

  • Não compre plantas ou animais exóticos e denuncie o comércio ilegal: a remoção de espécies exóticas de seu habitat para comercialização é ilegal e constitui crime ambiental. Não financie esta prática e denuncie caso veja.

  • Cuidado com espécies invasoras: ao viajar, não traga plantas ou sementes de outras regiões, muito menos animais. Estes indivíduos podem não se encaixar no novo ecossistema e se tornar um problema ambiental. Um famoso exemplo disso são os hipopótamos criados por Pablo Escobar na Colômbia.

Os hipopótamos na Colômbia são um exemplo extremo, mas tome cuidado para não trazer plantas invasoras em sua viagem (Imagem: imagexphoto/envato)
Os hipopótamos na Colômbia são um exemplo extremo, mas tome cuidado para não trazer plantas invasoras em sua viagem (Imagem: imagexphoto/envato)
  • Doe ou seja voluntário de uma ONG: existem diversas organizações não-governamentais que atuam seriamente na luta pela preservação do meio ambiente. Procure alguma próxima a você ou na internet para fazer doações ou trabalhar como voluntário em algum projeto.

  • Consumo consciente: evite o desperdício de água, energia, comida ou qualquer outro recurso que venha da natureza. Gastos desnecessários fazem com que mais recursos sejam extraídos causando mais impacto ao seu ambiente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: