Mercado fechado

Como Pantera Negra 2 se conecta diretamente com Coração de Ferro

Pantera Negra: Wakanda para Sempre traz algumas grandes novidades para o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês). E não falamos apenas do novo Pantera ou mesmo da chegada de Namor (Tenoch Huerta). O longa que estreia aos cinemas nesta quinta-feira (10) também marca a primeira aparição de Riri Williams (Dominique Thorne), uma personagem que vai ser muito importante para o futuro do estúdio e que vai ganhar série própria muito em breve.

A gente já sabia que a jovem estaria presente e que o filme criaria alguns ganchos para Coração de Ferro, seriado que chega ao Disney+ já em 2023. Até porque ela apareceu em alguns dos trailers dando indícios de que chegaria em sua própria série já como uma heroína consolidada, com uma super armadura e tudo.

Mas, agora que Wakanda para Sempre chegou, quais pontes estão estabelecidas com Coração de Ferro e como o mais recente Pantera Negra deve influenciar a história de Riri Williams no streaming?

Apesar de ser parte importante do roteiro, Riri Williams aparece pouco em Wakanda para Sempre (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)
Apesar de ser parte importante do roteiro, Riri Williams aparece pouco em Wakanda para Sempre (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Como Riri Williams termina Wakanda para Sempre

Riri é uma personagem muito importante no roteiro de Wakanda para Sempre, embora a sua participação não seja lá tão marcante assim. Isso porque é ela a responsável por criar a tecnologia que rastreia vibranium e que leva os Estados Unidos até os domínios de Talocan.

É por causa disso que o reino de Namor é descoberto, para a ira do Príncipe Submarino. Assim, o personagem decide que quer matar a jovem cientista, enquanto Wakanda tenta protegê-la.

Dessa forma, pelo menos na primeira metade da história, ela é muito mais a razão desse cabo de guerra entre as duas nações. Já na segunda parte, ela passa a desempenhar um papel mais ativo, usando sua inteligência para construir uma nova armadura e ajudar os wakandanos na luta contra os talocan.

É aí que a gente vê Riri assumir de vez a persona de Coração de Ferro. Embora o nome não seja dito em momento algum, é mostrado ela forjando seu traje e derrubando um pedaço de ferro em formato de coração, deixando a referência bem óbvia.

Riri Williams está sempre com a mão na massa (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)
Riri Williams está sempre com a mão na massa (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

O ponto é que, apesar de toda sua participação no plano para conter Namor, a personagem termina o filme voltando à estaca zero. Shuri (Letitia Wright) agradece sua ajuda na grande batalha e elogia o trabalho da garota na construção da armadura, mas informa que ela não poderá levar aquela tecnologia wakandana de volta para os Estados Unidos.

Assim, com apenas uma frase, a Marvel aperta o reset e devolve Riri Williams ao seu mundo normal sem nenhum dos avanços que o filme apresenta em seu personagem. Ou, melhor dizendo, quase isso.

As conexões com Coração de Ferro

Para quem esperava ver a série Coração de Ferro já com a jovem voando em uma armadura ultratecnológica ao melhor estilo Homem de Ferro, o final de Wakanda para Sempre pode ser um pouco decepcionante. Afinal, toda a sua transformação em uma heroína é descartada para que ele chegue no seriado tendo que trilhar tudo mais uma vez.

Ao mesmo tempo, isso não quer dizer que seu desenvolvimento em Pantera Negra foi em vão e muitos dos elementos apresentados no filme devem repercutir na história que ela vai protagonizar.

A começar pelo fato de que ela viu que é capaz de se tornar uma heroína. Ao lutar por Wakanda, vestir um traje poderoso e sair por aí enfrentando seres poderosos, ela certamente vai ser mordida pela mosquinha do vigilantismo e deve direcionar seu intelecto a repetir o feito.

Lembra da Valentina? Pois ela pode ser o grande gancho para a futura Coração de Ferro (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
Lembra da Valentina? Pois ela pode ser o grande gancho para a futura Coração de Ferro (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

No longa, é mostrado que Riri está mais interessada em lucrar com sua inteligência do que com outra coisa. Ela vende trabalhos para outros alunos, cria grandes dispositivos que são roubados por professores e entregues para o governo e até cria armaduras apenas para brincar por aí. Assim, depois de sua experiência em Pantera Negra, ela deve direcionar melhor seus esforços.

Só que há uma mudança importante no status quo da coisa toda. Mesmo depois de toda a treta entre Wakanda e Namor ser resolvida, a relação de Riri Williams com o governo americano não foi alterada

Como ela é a responsável por criar a tecnologia de localização de vibranium, ela segue sendo uma figura de interesse dos EUA, que almeja colocar as mãos no minério. Tanto que, em determinado momento, a CIA e o FBI vão atrás dela para impedir que seja levada por Shuri e Okoye (Danai Gurira) para fora do país.

E isso é algo que não é alterado. Shuri fala rapidamente que usou seus contatos para que ela não tenha mais dores de cabeça ao voltar para casa, mas pode ser que vejamos algumas complicações nesse sentido na série.

Até porque há uma personagem muito importante de olho na tecnologia e no vibranium: Valentina Allegra de la Fontaine (Julia Louis-Dreyfus), a gente governamental de moral bastante dúbia que já deu as caras em Viúva Negra e Falcão e o Soldado Invernal e que vai ser peça importante no vindouro Thunderbolts.

pelo visto, a influência de Shuri em Coração de Ferro vai ser quase zero (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)
pelo visto, a influência de Shuri em Coração de Ferro vai ser quase zero (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Em Pantera Negra: Wakanda para Sempre, é revelado que ela ainda trabalha para o governo e que tem muito influência tanto no trato com super-seres quanto na parte de Inteligência. E, como a gente sabe que não lhe faltam escrúpulos, pode ter certeza de que devemos ver alguma consequência dessa história do vibranium — até porque ela deixa bem claro o quanto almeja colocar suas mãos no minério.

Até o momento, não sabemos nada sobre uma participação de Val em Coração de Ferro, mas não é uma possibilidade a ser descartada. Até porque a Marvel falou muito pouco sobre a série, pontuando apenas que ela deve abordar uma oposição de tecnologia e magia, com o vilão Capuz sendo o grande antagonista.

Nesse sentido, é difícil imaginar como esse plot do vibranium pode ser usado e até a participação de Valentina é uma incógnita. Isso porque há também a chance de muito daquilo que foi mostrado em Pantera Negra não ter grandes implicações na série de Riri Williams. E, caso isso aconteça, não vai ser nenhuma grande surpresa — mesmo que seja um pouco frustrante.

Embora se passem no MCU, a Marvel deve manter uma certa independência entre as produções, de modo que não seria estranho ver Coração de Ferro começar quase do zero. Quem viu o filme vai reconhecer a personagem e entender algumas situações, mas todo o conflito e as suas motivações podem seguir por um outro caminho que não aquele sugerido por Wakanda para Sempre.

Dessa forma, não nos resta muita coisa além de esperar a estreia do seriado, que segue sem data. A promessa é que ele chegue ao Disney+ no terceiro trimestre de 2023.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: